Resposta to "Chegaram os Russos - Rússia anuncia data do primeiro voo de "cisne branco" modernizado"

A Corporação Aeronáutica Unida da Rússia (OAK) avança na sua reorganização estrutural. No contexto deste processo, está sendo estudado criar uma unidade dedicada aos aviões de combate, integrada pelas famosas empresas MiG e Sukhoi, entre outras, afirmou o presidente da entidade, Yuri Sliusar.

A "OAK" está passando por uma etapa de reorganização. Estamos criando quatro unidades especializadas, entre elas, a unidade de aviação de combate. Esta será integrada pela MiG, Sukhoi e outras empresas ligadas à engenharia, produção e manutenção de aviões militares", comentou Sliusar citado pelo serviço de notícias russo RNS.

Ao mesmo tempo, o gerente sublinhou que não se trata da fusão das empresas, mas da sua aproximação dentro de um grupo de empresas pertencentes à mesma indústria.

"Valorizamos enormemente a MiG e sua competência na engenharia e na produção, e nada vai privar esta empresa do seu nome", precisou Sliusar ao responder à pergunta sobre a possível fusão das duas empresas.

O comentário do presidente da OAK coincide com as declarações do ministro do Comércio e Indústria russo, Denis Manturov, que assegurou anteriormente que, em qualquer caso, "a marca e a escala dos consórcios aeronáuticos MiG e Sukhoi se conservará", haja ou não uma integração econômica.

As empresas MiG e Sukhoi são duas empresas aeronáuticas russas, provavelmente mais conhecidas por seus produtos de marca: o caça ligeiro MiG-29 e o caça pesado Su-27. Abaixo, Production line for Su-27, Su-30 and Su-34 fighters.

No período após do colapso da União Soviética ambas as empresas viveram tempos turbulentos.

A Sukhoi gozou de maior atenção da Defesa russa com seus caças modernos Su-30 e Su-35, assim como com o caça-bombardeiro Su-34. 

Ademais, a empresa é o principal contratante para a criação do caça furtivo russo da 5ª geração, T-50.

Seu rival, a MiG, permaneceu em uma relativa sombra até recentemente, quando voltou a estar na mira dos militares russos e estrangeiros com seu projeto MiG-35 — uma versão profundamente modernizada do seu emblemático antecessor, o MiG-29.

Abaixo, linha de produção do Mig-29

×
×
×
×