17o. Encontro Ferreomodelismo 2015

Bebe, Bebedouro....

 

 

Abertura a partir das 9:00 h, com recepÇão dos ferreomodelistas e visitantes em geral.

 

Atividades

- Maquete para uso exclusivo das crianÇas presentes ao Encontro, com sorteio de vÁrias Caixas BÁsicas, ao longo do dia. 
Obs - Somente para crianÇas.

- Sorteio de vÁrios brindes e produtos FRATESCHI, ao longo do dia.

- Venda de raridades e modelos de locomotivas e vagÕes fora de linha. ImperdÍvel para vocÊ que possui algum item faltante em sua coleÇão. Não perca !

- ExposiÇão de modelos FRATESCHI fora de linha.

Todos os ferreomodelistas que trouxerem seus modelos FRATESCHI fora de linha receberão uma lembranÇa da FRATESCHI, pela participaÇão nessa atividade.

Faremos trÊs premiaÇÕes especiais para quem trouxer os modelos fora de linha mais antigos de:
- Locomotivas
- VagÕes
- Carros de passageiros

CritÉrio de julgamento para as trÊs modalidades:
- O modelo deve estar fora de linha.
- Data de inicio e retirada de linha do modelo apresentado ⇒ 0 a 10 pontos
- ConservaÇão do modelo ...................................................... ⇒ 0 a 10 pontos
- MantÉm a embalagem original em bom estado ................ ⇒ 0 a 10 pontos

A premiaÇão serÁ feita no encerramento do 17º Encontro.

- Traga sua maquete e ganhe uma lembranÇa da FRATESCHI pela participaÇão nessa atividade. Os modelos que rodarem nas maquetes deverão ser modelos FRATESCHI.


RELAÇÕES DE HOTÉIS EM BEBEDOURO:

Hotel Bahia
Rua Prudente de Moraes, 2
Tel: 17 3342.8404

Hotel AlianÇa
Av. Raul Furquim, 2243
Tel: 17 3342.4344

Hotel Brasil
Rua Vicente Paschoal, 472
Tel: 17 3343.1797

Hotel Plaza Shopping
Av. Alan Kardec, 1451
Tel: 17 3344.6600

Hotel Rio Branco
Rua Doutor Brandão Veras, 518
Tel: 17 3342.6677

Real Palace Hotel
Rua Italia, 150
Tel: 17 3342.4344

COMO CHEGAR 
Veja como chegar atÉ Bebedouro de sua localidade em diversos roteiros.

 

 

 
Original Post
Originally Posted by Wolf:

Desculpe a ironia mas é mesmo lamentável que em um país gigantesco como o nosso o transporte mais eficiente e barato como o ferroviário esteja as traças.

 

Tenho colecionado as locomotivas com as cores da extinta RFFSA, todas Frateschi.   Este mês comprei este:

 

U23C

 

Wolf,

 

Não fique triste.

As ferrovias vão bem, obrigado.

O transporte ferroviário é que mudou e se adaptou às demandas do mercado.

Nos últimos 15 anos as ferrovias foram privatizadas e investiram muito para se tornarem eficientes.

Tanto que o novo lançamento da Frateschi foi em cima disto, lançando um modelo de uma locomotiva que está em quase todas as ferrovias brasileiras com quatro pinturas (ALL, MRS, VLi e RUMO).

O que foi abandonado foram linhas antieconômicas.

 

E antes que seja questionado, o mesmo acontece nos EUA, com as ferrovias se especializando e eliminando linhas de baixa rentabilidade.

Até mesmo pequenas ferrovias estão sendo extintas por não terem condição de sobreviver lá, com linhas deficitárias.

 

Estive no Encontro em Bebedouro e comprei os novos vagões graneleiros e os bichinhos são enormes, na faixa de 130t brutas.

Agora estou esperando a AC44, que está muito bonita e vale a pena comprar e puxar os graneleiros.

Como disse em outro forum, não é locomotiva para comparar com Atlas e Kato, pois são produtos para mercados distintos.

tenho uma U23C da MRS e, apesar dos pequenos defeitos, vale a pena ter uma.

 

Pelo visto o colega é expert, eu sou leigo mas tenho motivos de interesse pois trabalhei para uma consultoria que prestava serviço a Fepasa na época do governo Quércia, trabalhei na estação Júlio Prestes e tive contato com o mundo ferroviário, meu avô foi chefe da contabilidade na ferrovia em Araraquara nos tempos áureos.

Wolf,

 

Não me considero expert, apenas pratico ferreomodelismo desde 1978 e Venho lendo um pouco sobre modelos e ferrovias reais.

Minha família é do interior, da Nova Alta Paulista, e ia de trem todo ano.

Já fui mais obcecado por modelos, agora vou mais light.

Como toda tecnologia, transporte ferroviário tem de evoluir.

Nós é que temos a tendência de nostalgia e querer voltar no tempo.

 

Abraço,

Já tive assinatura da revista Railroad Model Craftsman e hoje fico mais na net.

A Trens e Modelismo é muito boa.

Apesar do DCC, ainda estou no DC.

Tenho algumas locomotivas com DCC mas não foi além disto.

Também tenho duas com som, mas fico com o silêncio, pois depois de um tempo o som se torna irritante.

Meu negócio é curtir a maquete e fazer minhas operações ferroviárias nela.

O Ferreomodelismo é bom porque não precisa ter pressa, você vai agregando aos poucos.

No final sai barato...

Como digo em casa, minha maquete é meu psiquiatra.

Wolf,

 

Só vi hoje a postagem.

A Hornby adquiriu várias marcas, tanto na Ingleterra como no continente..

O problema é que o material inglês em boa parte é na escala OO, ou 1/76, ou 4mm.

O material americano e europeu continental é HO, ou 1/87, ou 3,5mm.

O trilho é o mesmo.

Minha maquete usa Peco cod. 75 (OO/HO).

A principal diferença é que os vagões são ligeiramente maiores, bem como as construções.

Como a Frateschi desde o começo fabricou trens no padrão NEM, uso também uma escala maior (OO) pois seus vagões de bitola métrica ficariam pequenos, comparados com os americanos.

Se você não for muito preciosista, compre alguma coisa para avaliar se combina com seu material.

 

Quanto à origem do material rodante do Brasil, é uma mistureba danada, pois comprou de muitos países, inclusive Inglaterra.

Também se fabricou muito por aqui, assim nem americano serve.

A São Paulo Railway, depois Santos a Jundiaí, basicamente foi fiel a materiais ingleses.

Com isto, nada impede uma licença poética e comprar alguma coisa.

 

Eu mesmo comprei um Reingold da Trix que não tem nada a haver com o resto do material, mas vi os vagões de passageiros, gostei e comprei. Depois encomendei a locomotiva.

Um show de detalhamento.

 

Abraço,

Incluir Resposta

Curtidas (1)
Tripa seca
×
×
×
×