Glossário, Dicionário ou afins.

quote:
Boxmodelista: pretenso modelista que compra mais kits do que consegue ou quer montar; condiçào viciante caracterizada pela compra compulsiva de kits; estado mental compulsório onde o modelista compra varios kits iguais, pensando em fazer diversas versões do mesmo kit, sem que de fato estes projetos sejam efetivados ou finalizados no todo ou em parte. Aquele que quando morre, faz a alegria dos viventes, que podem herdar e usufruir de seus tesouros.


Some-se a essa descrição a gíria "Zé Conversa":

pretenso modelista que compra kits os quains nunca vai montar, diz que não monta alegando as mais furadas desculpas como falta de tempo e de espaço. Alega ser modelista experiente porém, quando monta algo demonstra ser um verdadeiro amador. Geralmente possui muito conhecimento com base em livros porém não tem ideia real do desempenho ou características reais de uma aeronave mas jura de pé junto que sabe. Fora isso, tem o PÉSSIMO costume de dizer que tem o mesmo kit que um colega tem, diz que é ótimo mas montar mesmo nunca montou e muitas vezes, ao ver que um colega comprou um kit maravilhoso, tira dinheiro de onde não tem para comprar. Por pura inveja. Em resumo, conta mais histórias que pescador velho de porto.
Saudações Valdez!

Caraca!!!
Corajoso tu heim!?
Mas é a mais pura verdade!
Aliás...Normalmente a verdade é amarga, mas sendo aceita torna-se doce!

Desejo um feliz natal e próspero ano novo, com saúde, paz e prosperidade!
A todos, em nome de Jesus!!!
Plasti-abraços gurizada!

Att.
Chaves
Saudações Omarr e valdez!
Pois bem, he,he, é vero! E acredito que este tipo de coisa deve ser dito em nosso 'meetié', pois o mesmo ocorre em outras áreas profissionais, onde certas verdades não devem ou não podem serem ditas.

Mas voltando ao assunto...O comentário do Valdez, acredito ser sob a ótica dele, vem do Norte deste Brasilzão. Onde penso, minha ótica, o pessoal do modelismo é mais homogêneo. Pois aqui no garrão (no gauchês, calcanhar é garrão) deste belo Pais, nos modelistas somos heterogêneos.
Embora imagine, eu não arriscaria responder a causa disto, he,he.
No entanto é oportuno adicionar as minhas felicitações de 3 mensagens atrás o seguinte:

Desejo um feliz Natal repleto de perdão com um ano novo cheio de reconciliações!
"A bíblia esta para o ser humano, como as instruções estão para o kit!"

Abc.
Chaves
quote:
Originalmente publicado por André Domingues:
Posso me entrometer? Respondendo ao "FERRO":
Cada modelista da o nome que bem intender a sua peça, cenario, etc...
Técnicamente (ao meu ver): Diorama: é um cenário em grande escala retratando alguma cena de ação (como exemplo A Batalha de Watherloo, num sei se escrevi certo :P).
Vinheta: normalmente é um cenário bemmmm menor (não muito mais que 20 ou 30cm) com poucas figuras e enfocando apenas uma parte de um todo... voltando ao exemplo: é muito mais vistoso você ver dois ou três soldados lutando sós contra um tanque com muita enfaze na ação (vinheta), do que ver toda a batalha de watherloo (diorama) retratada...

Ao meu ver é isso, porem isso pode mudar de modelista para modelista...

Lembrei de uma técnica para o glossario:

Weathering (desgaste): técnica usada quando se quer retratar uma figura ou veiculo em condições reais (um soldado ou um tanque não cruzam quilometros e ficam limpos). Consiste básicamente na junção do "wash" com o "drybrush" e se possivel na utilização de um aerografo. Como é feito: aplicado o "wash", utilizase o aerografo nas cores correspondetes ao cenário (lógicamente se um soldado esta no desento sua roupa não se suja de lama), sendo assim um tanque no deserto ganha em pontos ESPECIFICOS (não exagere para não pesar o efeito) borrifos de cores mais amareladas (areia) ou marrom claro (bemmmmmm claro). Por ultimo aplica-se o "drybrush". Esta técnica tem como principal intuito cimular "poeira" ou "terra" acumulada sobre os objetos.

Caso tenha escrito alguma besteira me avisem. Mas a meu ver o que descrevi está correto...Legal !!!


Olá André,
Ótimas observações. Eu mesmo sempre trabalhei com conceitos parecidos. Assim, seria um diorama aquela montagem com mais de três figuras e pelo menos um veículo, ao passo que a vinheta se resumiria numa configuração de no máximo três figuras e um veículo (ou parte dele).
Abraço,
Saudações gurizada!

Muito interessante, apesar de eu não saber até hoje o que de fato é uma vinheta,he,he.

O que respondo sobre este assunto aos que me perguntam é o seguinte:

Maquete física, é o nome dado a algo que ainda não existe fisicamente, apenas no projeto, por exemplo: Maquete de um prédio residêncial que será construído; Os efeitos pluviais e fluviais da consequência de uma construção de barragem num determinado meio.

Diorama, é uma representação de algo que já existiu...Um cenário da tal batalha de waterloo 1/1 ou 1/72 seria um diorama. O prédio onde encontraram e executaram o Bin Ladem seria um diorama.

Vinheta, até agora eu pensava que seria no máximo 2 figuras + um assunto numa reduzidíssima base.

Figura, eu pensava ser apenas uma fig. numa reduzidíssima base.

Busto, De 1/1 a 1/72 figura com corte transversal um pouco abaixo dos ombros.

Enfim, atribuo estas confusões ao relativismo, pois já existe sites vendendo árvores em escala.
Pessoal, posso estar muito enganado, e apesar de eu ainda não ser arquiteto não usa-se escala para árvores.

Um grande abc a todos.
Att.
Chaves
Saudações X-cão!

Matou a xarada...! Alguns concursos podem variar as definições de vinheta/diorama!
Eis a causa das confusões, na minha opinião mais um exemplo de relativismo, talvez aplicar uma ISO padronizasse,he,he. Que ótimo isto não afetar em nada nossa vida política-sócio-econômica Nacional.

Um abc a todos.
Att.
Chaves

Assim que eu tiver um tempinho posto em um tópico... quem sabe torne-se fixo ... 

Mas acho legal manter também o lance da versão DOC/PDF até mesmo disponibilizada para download ... pois nessa versão dá para linkar referências aos termos relacionados no próprio texto usando ancoragens... (não sei se vou conseguir fazer o mesmo em um tópico, mas vou tentar!)

Vou aproveitar para adicionar os termos aqui encontrados e suas respectivas dicas...

Aguardem a nova versão! kkkk

As técnicas usadas atualmente são tênues, levam o kit aos poucos a um estado de realidade muito interessante, pois é a soma de muitas para se conseguir a aproximação do que estamos pintando a um objeto real em um determinado contexto.

Os colegas deste fórum que certamente tem muito mais experiência que eu logo iram lhe ajudar com diversas dicas.

Bom retorno.

Boxmodechato: Sujeito que compra kit raro, caro, que outro amigo quer e o compra somente pelo poder de tê-lo enquanto outros o desejam. Não monta absolutamente nada e só sabe tudo na teoria. Frequenta rodinhas de modelistas para puxar-saco, bajular, fofocar e isso é tudo que consegue fazer. Em décadas, nunca ninguém viu um trabalho dele acabado.

Pasmém: Conheço dois assim.

xxAgnaldoxx posted:

Boxmodechato: Sujeito que compra kit raro, caro, que outro amigo quer e o compra somente pelo poder de tê-lo enquanto outros o desejam. Não monta absolutamente nada e só sabe tudo na teoria. Frequenta rodinhas de modelistas para puxar-saco, bajular, fofocar e isso é tudo que consegue fazer. Em décadas, nunca ninguém viu um trabalho dele acabado.

Pasmém: Conheço dois assim.

Boa Agnaldo...Boxmodechato! De acordo com este termo. 

Atualmente não frequento  rodinhas de modelistas, mas na época que o fazia, conheci um. Por respeito a idade desse distinto engenheiro aposentado, não 'darei nome aos bois'. Até porque do lado deles, deve existir um termo para minhas 'manias', he, he...Vida que segue.

Mas boxmodechato esta ótimo!

Grande abc

Att

Chaves

Bah galera confesso que não tinha parado para ler este tópico.

Esta muito útil e bem recheado de informações para todos, muito bom.

Já dei uns printe na tela, kkkk

Estou anotando algumas coisas que não sabia e algumas já conhecia, e esta ideia de deixar fixa na pagina é uma boa.

Um grande abraço a todos

Incluir Resposta

Curtidas (3)
LelloLihH PandaHCASTR0
×
×
×
×