Aerógrafos

Aerógrafo é questão de adaptação também, todo mundo odeia o Aztek, eu não disfaço do meu, que aliás tem uns 15 anos, porque  só consigo fazer boas camuflagens na 1/144 com ele, e olha que tenho um Infinity e um Iwata HP-BH e eles perdem de longe pro Aztek com a pontinha marron... heehe. Eu acho o Iwata bem superior ao H&S por ser muito mais robusto, e com qualidade melhor. Se não quiser comprar um Aztek, compre um Iwata, te garanto que não vai se arrepender.


Se tiver como experimentar os aeros dos colegas que moram perto de você, será o melhor, pois assim você poderá decidir na prática qual é o melhor pra vc e que cabe dentro do seu bolso,. em modelismo o que é ótimo pra um pode ser péssimo para o outro, minha dica é experimentar...

Achei interessante o assunto abordado deste post aerografo,

Pois eu tenho alguns e uso e paasche e badger

e o nacional gatti e tradicional simples chines,a opiniao do leo e verdade, nao tem nada haver com a ferramenta sim com habilidade de cada um ,eu sei de uns modelistas que usam aerografos simples e monta aqueles kits!

E isso ai,abraço a todos e boa montagem de kits. 

Originally Posted by Wolney:

Eu comprei o meu Badger na Chicagoairbrush.

 

Mas, como eu viajei para os EUA em 2012 eu mandei entregar direto onde eu ia ficar.

 

Até onde eu saiba, eles mandam para o Brasil sem problemas.

 

Abs

 

Wolney

Meus Badger comprei lá e recomendo, bom preço remessa rápida. Os caras são sérios. Nunca demorou mais de 14 dias entre o pagamento e o recebimento, em mãos. Mas isso foi em 2011/12 e os correios...

 

Comecei com um Aztec simples. Lixo.

Passei a um Aztec complexo. Lixo.

Daí percebi que era melhor gastar e comprar uma vez só.

Então peguei um Badger 150 há uns 12 ou 15 anos, não lembro. E nunca mais tive problema. Tenho as três agulhas (Fina, Média e Larga) e pintei tudo que precisei com ele: de patinho de presépio com 1 cm a assoalho de Fusca 1/1; guache, acrílicas, esmaltes, duco, P.U., vernizes, metálicas. Não tenho o que reclamar.

 

Originally Posted by lgalvao22:

Eu só acho difícil comprar.

 

No Brasil eu só vejo vender os sagymas, Linces (que ninguém comentou se é bom ou não) e Paasche ( esse só vende na Casa Cruz)

 

Onde eu compro aerógrafo? Depois de testar o badger poderei querer comprá-lo. Pode ser loja no exterior pois tenho cartão internacional.

Apesar de ter começado a montar kits na metade dos anos 80, o que me deu noções básicas muito importantes, me considero novato no hobbie, pois comecei a me dedicar com mais afinco há menos de 02 anos.
Nesse período adquiri dois aerógrafos: Um Sagyma 770 e um Lince 1200.

O primeiro eu estraguei por inexperiência. O Lince me acompanha há mais de um ano e, para o meu nível, é mais do que suficiente. É robusto, fácil de usar e limpar.

 

abs

 

 

 

Olá amigos,

 

Aerógrafo é a ferramenta mais importante do hobby na minha opinião... sem u aerógrafo bom não me animo nem a colar peças. Hj uso uma miscelânea de marcas, coisa que pra quem começou com um aerógrafo artesanal feito de plug de guitarra, lapiseira e uma caneta, parecia impossível de se chegar.

 

Tenho hoje 12 aerografos, sendo eles:

 

1 H&S Infinity... nada se compara a este aerógrafo...

1 Iwata HP-C

1 Renegade

1 Krome

1 Omni

1 Patriot

1 Hansa 381 black

2 Talon

1 vl set

1 Neo

1 Tamiya HG

 

tbém ja tive o Evolution da H&S e outros modelos da Iwata, mas me desfiz pq era coisa demais...

Lince AL3 que uso para tudo e Lince L1500 que peguei para camuflagens mas como estou no momento montando mais carros e camuflagens retas (com fita) só utilizei o 1500 duas vezes apenas para teste ainda não sei dizer se é bom. Tenho também um Arprex meu primeiro aerógrafo (que na verdade é também um Lince) ação simples alimentação por sucção que preciso mandar para manutenção e começar a utiliza-lo para primer e verniz.

Minha opinião.

 

Eu ja tive um Iwata, usei umas duas vezes e o vendi ao Augusto.

E um fantástico aerógrafo mas... o bico tem uma rosca fininha miserenta, e como eu cada vez que uso um aerógrafo a desmonto para limpeza (bico e agulha) ele me pareceu muito frágil para tantas desmontagens.

O HS e muito simples e fácil de desmontar e limpar.

Tem ORings? Sim. E sao estas as pecas de desgastes e nao o bico com uma rosca fina, bem padrão japonês.

O HS e um Panzer de forte.

Os meus (tenho dois Colani, dois Evolution e dois Infinity, na verdade, um de cada e meu e o outro de cada e do Luftinho) nunca apresentaram os problemas de desgaste que o Augusto relata.

E olha que morei em Antofagasta que e praia ou seja, clima salado marinho.

Quanto a desmontar e limpar, e algo que faço com aerógrafos e minhas armas.

Mania de atirador e armeiro, que TEM que confiar no seu equipamento.

Luft

 

Considerando que você desmonta direto seu aerógrafo, então eu acho um equipamento tipo Panzer (H&S) é mais adequado, mesmo.

 

O meu Iwata é desmontado a cada três ou quatro kits montados (a cada dois ou três meses, portanto). Mas uma coisa eu nunca deixo de fazer: terminado o trabalho do dia, eu faço um flushing com vontade usando liquido de limpeza. No caso de tintas acrílicas Tamiya, uso etanol a 96%. No caso de acrílicas Gunze ou Vallejo, uso Veja ou Lysoform  com amoníaco.

 

Just my 5 cents.

 

Guilherme

 

Lince L1500 - Só usei uma vez em 2010 ou 2011 e está na caixa, não usarei mais;

 

aerografo é questão de adaptação colega, o L1500 eu tenho um, e o acho muito bom!  Quanto a outro colega dizer que o Aztek é uma "bosta", sinceramente já usei aerografos de todas as marcas nestes 20 anos de hobby, e muitos deles não fizeram linhas de 0.15mm como o Aztek faz, tanto que o meu guardo ele a 7 chaves! A ultima coisa que terminei todinho usando um Lince L1500, foi justamente o que está na foto abaixo!

 

Originally Posted by lgalvao22:

toda vez que eu termino de trabalhar no kit, seja por cansaço ou pq acabou, eu desmonto meu aerógrafo todo, achei que eu fazia certo... aprendi com o cara do plastitv... to errado? só desmonto ele as vezes?

Terminou o trabalho, limpa a ferramenta, pronta para o próximo trabalho, tem lógica.

Originally Posted by AndréRM:

 Muita Gente odeia o AZTEK e afirmei e volto a afirmar, não consegui fazer linhas finas igual ao AZTEK nem com o H&S Infinity, nem com IWATA e nem com Tamiya. E olha que eu pinto camuflagem na 1/144.

Tanto que até vendi o H&S, que para mim não teria utilidade, além de achar ele frágil demais. Hoje eu uso dois IWATA no dia a dia, e o AZTEK quando preciso de detalhes mais precisos.

Quanto a desmontar, faço isso muito raramente, nunca precisei desmontar para limpar, mas deve ser porque só pinto com acrílicas que limpam com grande facilidade. Esse negócio de ficar montando e desmontando acaba por danificar o aerógrafo.

Mas é isso, como eu sempre digo, quando o assunto é pintura, cada um tem a sua "tinta e ferramenta mágica"... e o que é excelente para um, pode ser uma "bosta" para o outro.

Se for comprar um aerógrafo, experimente usar o dos colegas que tem algum igual, não se baseie apenas no que o pessoal fala, decidir pela prática é sempre a melhor saída

 

  Quanto a outro colega dizer que o Aztek é uma "bosta", sinceramente já usei aerografos de todas as marcas nestes 20 anos de hobby, e muitos deles não fizeram linhas de 0.15mm como o Aztek faz, tanto que o meu guardo ele a 7 chaves! 

Originally Posted by lgalvao22:

toda vez que eu termino de trabalhar no kit, seja por cansaço ou pq acabou, eu desmonto meu aerógrafo todo, achei que eu fazia certo... aprendi com o cara do plastitv... to errado? só desmonto ele as vezes?

 Cada um tem suas manias, mas eu nunca desmonto nada, apenas passo o solvente pelo aerógrafo a até que saia bem limpo.

 

 Desmontagem completa só de tempos em tempos quando faço, ai sim, uma limpeza completa.

 

Cada vez que desmonta tudo aumenta a chance de estragar alguma coisa e acaba acelerando o desgaste geral do equipamento.

Originally Posted by FІЯЭFФЖ:

Apesar de parecer muito inovador, esse HS Colani é uma "adaptação" (pra não dizer cópia) de uma capa já existente pra tornar mais ergonômico, porém, mais pesado e grosso:

 

Fire,

 

Por favor nao fale besteira.

 

Você TEM o Colani e o GREX?

 

Não?

 

Eu tenho os dois.

 

E eles são ABSOLUTAMENTE DIFERENTES!

 

O GREX e um aerografo comum, de dupla ação tradicional com um punho plástico.

 

O Colani e um aerografo dupla ação que você faz um só movimento: o de puxar o gatilho.

 

 

Ou seja, os dois são aerografos mas tem pelo menos um século de diferença de sua tecnologia.

 

 

 

 

Como disse o Luft, o Colani não tem nada que ver com esta capa para o Grex, que não passa de uma empunhadura diferente para um aerógrafo convencional.

 

O Colani é uma dos aerógrafos mais interessantes em que eu já pus as mãos, uma peça de engenharia fantástica, ainda que eu não goste muito desse tipo de empunhadura.

Originally Posted by RodrigoBM:
Originally Posted by Fernando Manfio:

Harder Steenbeck Evolution Silverline fPc Two in One

É esse meu próximo! Dica do Fernando tb!

 

Acabei de passar um desses para meu irmão. Não sei se dei azar mas ele tem uma folga no curso do gatilho, o que inibe uma gradação no jato inicial.

Originally Posted by Sucateiro:
 

 

Acabei de passar um desses para meu irmão. Não sei se dei azar mas ele tem uma folga no curso do gatilho, o que inibe uma gradação no jato inicial.

Eu não diria folga, mas não consegui fazer com H&S Infinty traços que facilmente faço com o tão odiado Aztek, pelo menos para mim ele não serviu, também achei ele delicado demais. Se quer algo robusto e que vá durar muitos anos, pense em um Iwata.

A agulha do meu H&S entortou no primeiro dia de uso, justamente por não ter a mesma proteção que qq aerógrafo Sagyma tem . Penso que estes aerógrafos são mais voltados para quem pinta quadros e ilustrações do que para nós, que praticamente fazemos funilaria em plástico srsrs

Olha só como é o bico do Infinity...

 

Incluir Resposta

Curtidas (2)
LihH PandaHOmarr
×
×
×
×