Ajuda pintura Panzer IV Ausf C

Bom dia senhores, resolvi montar um Panzer IV Ausf C da Dragon, mas estou na dúvida rem relação a cores, pois não achei nenhum profile na Internet com esse carro pintado em dois tons. A Dragon indica duas cores, mas não sei se posso confiar nas indicações da Dragon, então se alguém souber de algo que possa me ajudar nesse tocante eu agradeço.

O modelo em questão é esse aqui:

Desde já muito obrigado e um Feliz Natal para todos.

Abraços

Original Post

No começo da guerra eles tinham essa segunda cor sobre o cinza, veja aqui :

" they were all painted in uniform overall panzer grey (Dunkelgrau - RAL 7021 – formerly RAL 46). However, in 2002 Tom Jentz and Hilary Doyle published an article based on primary sources stating all German vehicles at the beginning of World War II were painted in a two tone camouflage scheme of panzer grey with one third of the vehicle painted in a disruptive pattern of dark brown (Dunkelbraun - RAL 7017 – formerly RAL 45).  "

Essa questão das fotos é sempre bem complicada, pois diversos fatores irão alterar a qualidade da imagens. Essa combinação de cinza escuro e marrom não é uma boa opção para fotos em P&B e ainda mais dependendo do dia e outros fatores que podem levar algumas pessoas a pensar que o tom mais claro possa ser contraste e por ai vai. Mas isso é outra história, eu vou olhar com bastante atenção a montagem do link e ai parto para o trabalho, mas uma coisa que chamou minha atenção logo de cara foi aquele vidro de primer para metal da Gunze, nunca havia visto esse material e gosto bastante do material da Gunze, vou atrás disso.

Abraços

Concordo Cesar, mas que vendo as fotos é bem difícil notar a diferença de tons, e nessa discussão, lá pelo meio do tópico o cara passa pra grayscale as amostras de tinta e ficam praticamente iguais. Eu sei, essas amostras mesmo já são questionáveis e parecem bem mais escuras mas achei interessante de qualquer forma.

César, bom dia.

Resolvi iniciar uma pesquisa sobre o tema da sua postagem enquanto esperava passar o foguetório da noite de Natal,. A correlação entre Natal e fogos de artifício é simplesmente inimaginável para mim.

O motivo é que estou terminando a montagem de um Sturmgeschütz III Ausf.B (Sd.Kfz.142) com a orientação da Tamiya de uso de XF-63 e resolvi ver se há alguma possibilidade de camuflagem 2-3 tons.

 

O artigo referido pelo Rogério, de 2002 e baseado em algumas poucas fotos de qualidade, ficou sem um upgrade mais aprofundado sobre o tema da camuflagem dupla (ou tripla) de veículos alemães. Interferiu nesse processo possivelmente o falecimento de Tom Jentz em 2011. No próprio artigo, porém, há contestação a essa camuflagem em 2-3 tons. Apesar da falta de mais material comprobatório, esse artigo passou a ser considerado quase uma verdade definitiva, já que seus dois autores eram historiadores militares com ótimo retrospecto.

 

Chama a atenção, porém, que nas manobras de treinamento do verão de 1935, na região de Munster Lager, inúmeros PzKpfw I Ausf A, a espinha dorsal das forças blindadas da Wermacht, apresentavam uma camuflagem padrão de bordas regulares, provavelmente, marrom sobre cinza sobre torres e cascos, e que alguns modelos nas suas versões iniciais apresentavam padrão de camuflagem idêntico só que em três cores: cinza, verde e marrom.

Nessa mesmas manobras, algumas pranchas coloridas trazem PzKpfw I Ausf A do Pz. Reg 1 com uma tonalidade de verde, possivelmente Verde Escuro, sobre uma base cinza, possivelmente, Dunkelgrau - RAL 7021 – antigo RAL 46.

Devemos levar em consideração porém, que tais padrões de camuflagem podem ter sido elaborados para um evento apenas, com propósitos os mais variados possíveis, inclusive, de experimentação.

Outro fato a ser levado em consideração nesse caso é que o ataque à França ocorreu em Maio de 1940, próximo ao início do verão europeu. Em horas, a poeira que envolvia os veículos da Werhmacht acrescentava uma pesada camada de material que transformava tudo em uma cor uniforme, sem padrões de camuflagem visíveis.

 

O que me parece mais razoável, porém, para explicar esses padrões é algo um pouco mais simples e comprovado.

Em Panzer Colors vol 2, de Bruce Culver, há uma foto de um PzKpfw I Ausf A, provavelmente em 1935, liderando um grupo de blindados e portando as cores do antigo Reichswehr, cinza e marrom.

Em Panzer Tracts 1-1, Panzerkampfwagen I, de 2002, excelente fonte de referências sobre blindados alemães, editado pelos dois autores do artigo de 2002, temos fotos de PzKpfw I Ausf A, com camuflagens de 2 e 3 tons.

Aprofundemos…

Em 16 de Maio de 1922, o Reichswehr adotou o assim chamado Buntfarbenanstrich, um padrão de camuflagem multicolorido composto de 3 tonalidades e que já tinha sido utilizado durante a Primeira Guerra.

As primeiras restrições surgiram já em Junho do mesmo ano.

O Buntfarbenanstrich (que seria utilizado até Julho de 1937) deveria ser utilizado exclusivamente nos veículos e material militar em uso nas linhas de fronteira. Todos os outros veículos receberiam uma camada única de Feldgrau - cinza.

Cores comerciais cinza, verde, marrom ou azul também poderiam ser utilizadas. 

Tal regramento foi especificado dentro da HDV 488/1 de 20 de Abril de 1933, onde descrevia que o revestimento tricolor deveria ser aplicado sobre veículos de combate, canhões, pontões, barcos infláveis, tratores de artilharia, caixas de munição, manequins de tanques e caixas de acessórios para metralhadoras, motores, veículos e veículos a cavalo.

Para motos com sidecar, material de engenharia e veículos de retaguarda uma pintura monocromática, Feldgrau, era indicada para ser utilizada.

As viaturas de estado-maior e outros departamentos deviam ser pintadas de Feldgrau ou cinza comercial com paralamas pretos.

As cores a ser utilizadas deviam ser escolhidas a partir da Farbkarte 840 B2 de Junho de 1932.

As cores Erdgelb – amarelo-terra - Nr. 17 (mais tarde RAL 8002, hoje RAL 0704030), Grün - verde - Nr. 28 (hoje RAL 6007) e Braun - marrom - Nr. 18 (RAL 8010, hoje mais utilizado) seriam utilizadas para a camuflagem em três cores. Schwarz - preto - Nr. 5 (hoje RAL 9005) poderia ser utilizada para separar as cores da camuflagem.

A cor Feldgrau (o Field Gray) – cinza-campo  - Nr. 3 corresponderia hoje ao Grauoliv – cinza-oliva - RAL 6006. À partir de 1937, a cor Feldgrau Nr. 3 não foi mais utilizada em veículos. Essa cor passaria a ser utilizada somente em itens de equipamento.

A camuflagem de três cores seria utilizada por um longo período, perto de 20 anos.

Os padrões de camuflagem aplicados diferiam dependendo de quando o equipamento fora fabricado. Primeiramente, a cor era aplicada com pincéis e, mais tarde, com pistolas de pintura.

Não se pode excluir que tenham sido utilizadas tons de verde, marrom e amarelo diferentes do Farbkarte 840 B2. Entre outras, as cores n ° 22 (RAL 1005), n ° 27 (RAL 6002) e n ° 18g (RAL 8014) como pode ser comprovado por exposições históricas.

 

Encontrei fotos de PzKpfw I Ausf A (2-3 tons), Hanomag 3/16 PS e 4/20 OS (3 tons),  Sd. Kfz. 7 do modelo KM m 8 versão 1935 (3 tons) e um raro Schwerer Vermessungstruppkraftwagen (Kfz. 73) mit Fahrgestell des m. gl. Lkw. (o) (2 tons), todos os veículos com padrão de bordas regulares.

 

Ao longo dessa pesquisa não encontrei nenhum Pz II, Pz III e Pz IV ou Stug III Ausf. A/B com esquema 2-3 tons.

Revirei meu material de referência e não encontrei uma referência sequer a esse padrão 2-3 tons, o que parece sintomático.

 

No seu lugar, eu optaria por fazer uma pintura sem compromisso, primer, pré-shading, se gostar e algumas camadas leves de XF-63, por exemplo.

 

Abs e um Feliz Natal para nós e nossas famílias.

Cesar, sem muito blá blá blá, eis as referências que precisa. Camuflagem cinza e marrom existiu no início da guerra, sim. Na foto da época, observe as laterais do caminhão. Isto é foto a cores do Hugo Jaeger. Não é "colorizada". O contraste era baixo entre o cinza e o marrom, mas dá um desconto por causa do filme da época, filtros, etc.

No Pz II restaurado, as duas cores com maior nitidez. Só toma cuidado para não exagerar no matiz de marrom, e mais nada.

César, procurando ajudar com base em fatos e fotos válidas, encontrei duas obras que sepultam essa história de 2 tons para Panzerkampfwagen IV Ausf C e confirmam a sugestão de pintura na minha postagem anterior.

Em Panzer IV, Kevin Hjermstad, ao descrever o Pzkpw IV Ausf C, encerra seu texto afirmando que todos os veículos saídos de fábrica eram pintados Dark Gray e que permaneceram ativos até 1943 quando, por perdas, foram substituídos por versões mais atualizadas.

Em Panzer IV, de Thomas Anderson, inúmeras fotos em close mostram Pzkpw IV Ausf C com superfície Dark Gray limpa, sem presença de marrom ou de quaisquer outros tons, também confirmando a minha impressão inicial de que, fora os Pz I, as demais unidades motorizadas da Werhmacht iam sendo adaptadas às novas normas de pintura na medida em que saiam das fábricas. A causa desse atraso era a falta de tinta e de pessoal, numa época em que as forças armadas alemãs iam aumentando de tamanho rapidamente.

Como não tenho assinatura do WK e, portanto, não posso postar fotos, envie-me um mail válido, via MP que eu passo as fotos. Sugestão válida aos demais interessados.

Abs.

Como disse Jack The Ripper, vamos por partes.

Bigbag, interessante o tópico, eu vou ter que ler com calma, pois meu ingrês é muito fraco, mas percebi que há uma tendência em apontar para o Panzer Grey como cor definitava, posso estar enganado tendo em vista o meu parco conhecimento dessa língua, mas vou procurar ajuda e ler tudo, pois informação nunca é demais. Muito obrigado pela sua ajuda.

Rubens, vale o mesmo que eu disse ao Bigbag, a informação é muito útil e vou guardar para ler com mais calma. Muito obrigado pela força

Chagas, interessante as fotos, mas há uma coisa que chamou a minha atenção. As cores dos carros estão mais próximas dos uniformes do pessoal a cavalo do que o uniforme dos tanquistas que é preto e da cavalaria em tom de verde.

Uma outra coisa, o marrom mesmo em tom mais escuro ele não iria sobressair estando ao lado de um Panzer Grey e me parece que só os caminhões é que estão com a camuflagem em dois tons, os blindados aparentam estar apenas em um único tom.

Artemius11, rapaz isso é o que eu chamo de matar a questão, li e reli as suas colocações e são bem interessantes e no tópico acima vc apresenta um ótimo embasamento para o direcionamento do que estava pretendendo fazer com o meu modelo. Vou abrir um PVT com vc para enviar meu email e receber esse material. De qualquer forma eu gostaria de agradecer pela sua ajuda.

Um forte abraço a todos.

Carlos Chagas posted:

Cesar, sem muito blá blá blá, eis as referências que precisa. Camuflagem cinza e marrom existiu no início da guerra, sim. Na foto da época, observe as laterais do caminhão. Isto é foto a cores do Hugo Jaeger. Não é "colorizada". O contraste era baixo entre o cinza e o marrom, mas dá um desconto por causa do filme da época, filtros, etc.

No Pz II restaurado, as duas cores com maior nitidez. Só toma cuidado para não exagerar no matiz de marrom, e mais nada.

O veículo postado como prova da existência de dois tons em termos de camuflagem prévia à Segunda Guerra, apresenta dois erros fundamentais ao tópico em questão aqui.

O primeiro erro é apresentar um padrão de camuflagem em dois tons muito pouco visto em campo, já que a Buntfarbenanstrich de 1922 especificava o padrão multicolorido de três cores para todas as unidades militares de fronteira. Os próprios autores do trabalho de 2002 já afirmavam a quase inexistência de fotos de campo, de veículos originais, de boa qualidade para comprovar esse padrão de camuflagem, que poderia estar eventualmente presente em eventos esporádicos, como manobras de treinamento ou experimentações militares. E essa Normativa colocava todos os demais veículos militares fora da área de fronteira e em funções departamentais na tonalidade de cinza total.

O erro mais sério, porém, é que o veículo da foto é um Panzerkampfwagen II Ausf F, que foi fabricado em Maio de 1942 e embarcado para Túnis em Dezembro de 1942. A sua unidade, o 7º Regimento Panzer, foi destruída em Maio de 1943. Esse veículo encontra-se no Museu Militar de Bovington, o qual tive o prazer de vê-lo ao vivo.

Assim, esse veículo, na verdade, deveria estar usando por completo o Dark Gray europeu ou por ter sido enviado à África em Dezembro de 1942, com a cor base RAL 8000 (Yellow Brown) e camuflagem RAL 7008 (Gray Green), como assim ordenava a HM 1941, número 281, de 17 de Março de 1941.

Veículos restaurados nunca podem substituir os originais pois, na maioria das vezes, como esse de Bovington, apresentam erros de montagem e de pintura. Aberdeen exemplifica até melhor essa máxima.

E nem vou me alongar com respeito às manchas de pintura na lateral do tractor, coisa que qualquer plastimodelista que faz militaria e usa aerógrafo conhece muito bem. Também pode-se verificar a ausência de outra tonalidade nos Panzerkampwagen II Ausf C transportados e demais veículos presentes. Também sabe-se que, em determinados ângulos, tinta fosca fica brilhante e vice-versa e tonalidades surgem e desaparecem.

Cesar, como eu costumo dizer, cada um pinta seus modelos conforme quiser. Como você não entende Inglês, não adianta te fornecer outras referências, como artigos e documentos atestando o uso oficial das cores de camuflagem no período pré-guerra.

Entretanto, para outros modelistas que porventura queiram extrair mais informações deste tema, acrescento o seguinte. A foto que postei já tem 80 anos, sem a fidelidade das cores que conseguimos hoje, óbvio. Os veículos são comprovadamente cinzas (Dunkelgrau #46) com camuflagem marrom (Dunkelbraun #45). A proporção era de 2/3 de cinza para 1/3 de marrom. E também que dois tanques não tivessem o mesmo desenho de camuflagem. Resumindo, isto foi uma diretriz oficial a partir de 1937, para TODO TIPO de veículo, e não "apenas para o Pz I" (!). Que aliás, na foto é um Pz II.

Não significa que todos os veículos foram assim pintados, mas significa que não teve restrições desse tipo ou de outro. Em seguida, nova ordem oficial mandou pintar tudo de cinza, mas muitos veículos camuflados com marrom atravessaram as campanhas da Polônia e da França.

Também, a foto do Hugo Jaeger (fotógrafo pessoal do Hitler) foi amplamente debatida, junto com um lote grande de outras deste fotógrafo, nos melhores fórums, como o Missing-Linx. Havia outra foto dos caminhões em close, com o Pz II (Panzer 2), mostrando a camuflagem nitidamente, mas tenho que encontra-la nos meus arquivos, com muito material. Ficou demonstrado, e provado, que o contraste entre o marrom e o cinza era tão baixo, que torna quase impossível distinguir as duas cores nas fotos em preto e branco, principalmente com tanques e outros carros sempre empoeirados.

Para quem lê Inglês, sem dificuldades, este é um resumo das cores usadas em cada ano:

Here is a summary of information that I have gathered from different sources.
(© Renaud Olgiati and H.P.Hommes) Variations are obvius but this are the main
information based on Heeresmitteilungen (HM).

Before 1940 there was two colours used on vehicles:
Dunkelgrau (RAL 7021)
Dunkelbraun (RAL 7017)
These colours was mixed 2/3 Dunkelgrau and 1/3 Dunkelbraun and used until 1939.

In 1940 HM Nr 864 orders the Dunkelgrau (RAL 7021) as standard for all vehicles;
and this remains to the end of 1942.

In 1941 HM Nr 281 states that following colours are to be used in the African theatre:
Gelbbraun (RAL 8000)
Graugrün (RAL 7008)
Depending on season and surroudnings varius mixtures are used, in particular a dark brown: 2/3 RAL 8000 + 1/3 RAL 7008, this is leading to a variety of colours depending of the proportions of the mix.

For the Russian campaign, the question has to be solved at the beginning of the winter in 1941, and the reasonably easy solution is Kalkanstrich (lime whitewash) which can be washed of when the snow melts.

In 1943 HM Nr 181 orders that:
Dunkelgelb (RAL 7028)
Shall be used for all military vehicles, whatever the theatre of operations. In theory everything was supposed to be repainted, but in practice this was not accomplished.

The three-colours camouflage was introduced in february 1943.
Dunkelgelb (RAL 7028) with
Olivegrün (RAL 6003) and
Rot Braun (RAL 8017)
Overpainted in varius formations, spots or fields.

For Luftwaffe vehicles used 1941-1945:
Grau (RAL 7019)

And for Kriegsmarine vehicles the same light grey also used on the battleships.

Conclusion: Keep in mind that the paints availible during the war are different from those used now: They where in the form of a powder or paste and had to be mixed with petrol (gasoline) or water, which gave a wide spectra of variations.

Important: several of the RAL references quoted above no longer appear in todays catalogues.

"E nem vou me alongar com respeito às manchas de pintura na lateral do tractor"

Acho melhor mesmo.

Além de considerar que sabe mais do que autores profissionais, com muitos livros escritos sobre o tema, não consegue interpretar corretamente o que vê. A foto, junto com outras centenas mais, foi tirada durante o desfile militar em comemoração ao aniversário do Hitler, antes da guerra. Os veículos estavam impecavelmente limpos para a ocasião, sem "manchas". Aquilo é a camuflagem, não sujeira.

Carlos Chagas posted:

"E nem vou me alongar com respeito às manchas de pintura na lateral do tractor"

Acho melhor mesmo.

Além de considerar que sabe mais do que autores profissionais, com muitos livros escritos sobre o tema, não consegue interpretar corretamente o que vê. A foto, junto com outras centenas mais, foi tirada durante o desfile militar em comemoração ao aniversário do Hitler, antes da guerra. Os veículos estavam impecavelmente limpos para a ocasião, sem "manchas". Aquilo é a camuflagem, não sujeira.

Passa o tempo e continuas o mesmo...

Continuas sem saber ler o que está escrito.

Continuas a desenhar apenas, meu caro. O fazes bem.

Como advogado, estarias falido.

Abs., um bom fim de ano para ti e os teus familiares e um 2018 repleto de Saúde e Esperanças Realizadas.

anghinoni posted:

sei nao, eu como novato nem iria me preocupar com a cor, seguiria o manual, tenho um Panzer IV Ausf D da Dragon e tem mais que 1.000 peças, duvido que a dragon nao tenha pesquisado a cor eheh :-)

Tenha cuidado com instruções de kits, já li bobagens homéricas. Além disso, o que podia ser consenso na época do lançamento do kit, pode ter mudado depois, uma vez que a todo momento surgem novas fotos e documentos da segunda guerra trazendo novas informações sobre assuntos que já eram julgados decididos.

[   ]s

Sidney

artemius111 posted:
Carlos Chagas posted:

"E nem vou me alongar com respeito às manchas de pintura na lateral do tractor"

Acho melhor mesmo.

Além de considerar que sabe mais do que autores profissionais, com muitos livros escritos sobre o tema, não consegue interpretar corretamente o que vê. A foto, junto com outras centenas mais, foi tirada durante o desfile militar em comemoração ao aniversário do Hitler, antes da guerra. Os veículos estavam impecavelmente limpos para a ocasião, sem "manchas". Aquilo é a camuflagem, não sujeira.

Passa o tempo e continuas o mesmo...

Continuas sem saber ler o que está escrito.

Continuas a desenhar apenas, meu caro. O fazes bem.

Como advogado, estarias falido.

Abs., um bom fim de ano para ti e os teus familiares e um 2018 repleto de Saúde e Esperanças Realizadas.

Engraçado, sempre fui bom o suficiente em escrita e leitura. Principalmente quando o texto faz sentido. Quando não faz, eu rebato. Ou ignoro.

"Continuas a desenhar apenas, meu caro. O fazes bem."

Obrigado. Meus modelos também não são ruins, acredite. Tenha (muita) fé, que um dia você também consegue, quem sabe?

Agradeço pelos votos e um bom Ano Novo para você e os seus, também.

Carlos Chagas posted:
artemius111 posted:
Carlos Chagas posted:

"E nem vou me alongar com respeito às manchas de pintura na lateral do tractor"

Acho melhor mesmo.

Além de considerar que sabe mais do que autores profissionais, com muitos livros escritos sobre o tema, não consegue interpretar corretamente o que vê. A foto, junto com outras centenas mais, foi tirada durante o desfile militar em comemoração ao aniversário do Hitler, antes da guerra. Os veículos estavam impecavelmente limpos para a ocasião, sem "manchas". Aquilo é a camuflagem, não sujeira.

Passa o tempo e continuas o mesmo...

Continuas sem saber ler o que está escrito.

Continuas a desenhar apenas, meu caro. O fazes bem.

Como advogado, estarias falido.

Abs., um bom fim de ano para ti e os teus familiares e um 2018 repleto de Saúde e Esperanças Realizadas.

Engraçado, sempre fui bom o suficiente em escrita e leitura. Principalmente quando o texto faz sentido. Quando não faz, eu rebato. Ou ignoro.

"Continuas a desenhar apenas, meu caro. O fazes bem."

Obrigado. Meus modelos também não são ruins, acredite. Tenha (muita) fé, que um dia você também consegue, quem sabe?

Agradeço pelos votos e um bom Ano Novo para você e os seus, também.

uma imagem vale mais que 1.000 palavras 

Incluir Resposta

Curtidas (0)
×
×
×
×