Dúvidas Kubelwagen “Caroço” e Jeep “Liliana”

Zaitzev, vou esclarecer suas dúvidas sobre as duas questões baseados nas pesquisas que fiz para fazer o livro "FEB na Segunda Guerra Mundial".

Sobre o Jeep a pintura era o mesmo padrão usado pelos americanos como o Carlos Chagas falou, Olive Drab. A placa era vermelha com as estrelas brancas.  A estrutura corta-cabos à frente do veículo foi logo adaptada para o usos do General como proteção. O Cruzeiro do Sul, no pára-choque,  era pelo lado de dentro como na foto da época.

Sobre o "caroço" tive a oportunidade de conversar com um dos membros da ELO (Fausto Villanova) e o que foi dito é que o Kubel foi capturado no norte da África por uma unidade americana, essa unidade estava junto com a ELO na base da Itália. Um dos pilotos Joel Clapp viu o Kubel  e ficou perturbando o americano dono do carro, um dia o cara cedeu aos seus apelos e deu o kubel para o Joel. A pintura pelo que ele se lembra era a cor usada pelos veículos americanos, nesse caso ele disse que o veiculo já veio pintado de verde como os jeeps americanos (esse verde provavelmente deve ser o Olive Drab). O que foi feito de pintura pelos brasileiros foi o emblema dos aviões da ELO na lateral (circulo braco com a estrela da FAB dentro) e a identificação da unidade em branco na traseira com a pintura de uma bandeira do Brasil. Ele frisou bem que era importante essa bandeira e uma de tecido que era colocada na frente do Kubel quando esse saia da base. O problema desses veículos capturados era ser atacado pelas tropas aliadas, por isso a necessidade de se identificar como um veículo capturado em uso pelos aliados. Era um veículo sem peças de reposição já estava bastante amassado por falta de freio por isso o apelido "caroço". No final da Guerra foi dado a um italiano e ficou por lá.

Espero que essas informações ajude.

Incluir Resposta

Curtidas (1)
m♠motörhead
×
×
×
×