Submarino TIKUNA e Grumec - Diorama e Scratch

Felipe,

Muito bem executado, um belo trabalho. Vamos ao que não quer calar: como foram feitos os efeitos da água?!! Estou com dois dios que envolveram barcos+água, então estou pesquisando os materiais para escolher qual usar. Estou pensando na opção silicone para um lancha e resina para um o UDT.

Abraços,

Guto Veiga

Olá Guto!

Primeiro, que bom que vc gostou. Muito obrigado.

Amigo, também fiquei muito tempo tentando achar uma solução com recursos brasileiros e que não tivessem um custo alto. Gosto muito de contribuir com os poucos conhecimentos que possuo para ajudar os modelistas em seus projetos e incentivar outras pessoas a vir a praticar esse hobby , que na minha opnião, só contribui para as pessoas.

Vamos lá, já usei resina, mas não sei por falta de conhecimento, não deu certo para algumas coisas, cheguei até perder um kit com isso.  tentei fazer com massa automotiva, até deu para pequenos navios 1/700 que não necessitam de um linha d'água grande. Me falaram em silicone mas, não tentei. Até em cera, usada em fabricação de velas, tbm já mefalaram. Bom , mas achei, duas soluções que me atendem, dependendo da situação exigida para simulação de água. A  primeira é a resina mesmo, aplicada com muito cuidado e em camadas, e precisando, colorir com tinta,  misturando na resina e depois aplicar o catalizador. Mas o que prefiro, é a minha opnião, é utilizar massa para biscuit, modelando o mar, e depois pintar com pincel o mar. Nesse utilizei uns 5 tons de azul, de tinta acrílica, de forma que ela se "integrassem", formado uma passagem de cor bem natural. Depois de seco, aplico "para que prego", com um palito, para formar as espumas, e finalmente silicone transparente para a água que respinga e se eleva das ondas. Aplico ,depois como acabamento, vidro líquido com um pincel.

É isso , Guto. O pior mesmo é a pintura, mas com a prática, o resultado vem agradar no final.

Boas ondas, e , precisando é só clicar.

Grande abraço

Felipe Werneck

Felipe,

ótimo ver teus trabalhos novamente. Além da enorme dificuldade para replicar estes elementos (água do mar agitada e submarino tupiniquim), fica ainda mais evidente a originalidade do tema escolhido.

Parabéns!

Abraço,

Gelson

Olá Felipe, tudo bem?

Como instrutor de mergulho e ex-militar que usava técnicas de infiltração subaquática (e atualmente praticando Airsoft com técnicas de mergulho militar), só tenho dois comentários:

1 - sugiro que faça um efeito de brilho onde a água bateu no casco do submarino, pois ele é mais puxado para o preto fosco, mas quando a água passa com as ondas ele fica preto brilhante por onde a água passou. Mero detalhe, mas vai dar um realismo ainda maior ao já excelente trabalho.  O mesmo princípio deve ser aplicado no bote de borracha e na roupa dos mergulhadores.

Onde a água "molhou" a pintura fica brilhante por uns 10 minutos aproximadamente ou um pouco mais.

Me envie um e-mail no u-boats@uol.com.br que eu te mando umas fotos do que deve ser feito se quiser.

2 -  Desloque a figura ajoelhada que está mais para a proa em posição de tiro, para dentro do bote pelo menos, porque não se faz essa posição no deck nesse momento em que a tropa está embarcando no bote.

Nesse momento a posição da tropa é de entrar no bote, e o submarino estará a uma boa distância de ter algum contato com o inimigo, de forma que não  justifica essa posição de defesa mirando da figura. No bote pelo menos ficará mais plausível, uma vez que pelo equipamento usado pela tropa a infiltração será de média distância em relação à praia/porto. 

No mais parabéns pelo scratch do Tikuna e o tema! Show!!!

Abs,

Sérgio Carvalho

Felipe,

Obrigado pela resposta detalhada. Gosto do vidro líquido (resina) e já fiz uso para dioramas, mas para pequenas porções d´água (lago e riacho). A cera também já usei e fica muito bom para lagos congelados (a cor e textura ficam legais). Vou testar o silicone, que nunca usei, inspirado naquela sequencia de videos japoneses de modelismo (que por sinal acho que foram tirados do ar). O para que prego foi novidade!  Quando tiver alguma novidade vou postar para ver a opinião de você e dos colegas.

Abraços,

Guto Veiga

Olá Sérgio!

Quanto tempo, amigo!

Que bom que vc gostou!

O verniz esqueci mesmo de aplicar, vide o Type XXIII, que eu apliquei, mas valeu pela observação.

Quanto a posição do atirador é essa mesma e ele fica na proa da embarcação, no bote não conseguiria ficar em pé, vi em alguns filmes da marinha, pode ser que seja parte das ações de desembarque, sempre repetida em qualquer situação, conforme treinamento. No início cheguei a me fazer esta pergunta, mas usei como referência imagens e vídeos que vi, mas valeu pela observação, amigo. Segue abaixo uma da posição do atirador.

Valeu, Sérgio, quando estava fazendo este diorama , lembrei muito de vc. Vamos nos falando.

Forte abraço

Felipe

Oi Felipe, tudo bem?

Essa posição do atirador é padrão para defesa da área de infiltração/exfiltração, e a gente acaba meio que treinando tanto que incorpora mesmo quando não é preciso...  eu mesmo vira e mexe fico com as mãos para trás em posição de descansar sem querer... até em festa de aniversário infantil! kkkkkk

Se precisar de algo mais de informação é só falar, pois tenho uns livros aqui dos SEAL´s que são muito legais!

Agora estou num momento Airsoft + mergulho, em que junto a adrenalina do Airsoft com as técnicas de mergulho pra matar a saudade... kkkkkk

Abs,

Sérgio Carvalho

Oi Felipe,

Só vi o seu post agora, pois não costumo passar muito aqui pelo forum de dios. 

Achei excelente meu amigo, um espetáculo de scratch...

Somente um detalhe a ser observado, seria a lateral do sub estar parcealmente molhada ou úmida pelo mar batendo, um verniz clear ou sating próximo a linha dagua daria um realismo ainda maior.

Abs,

SL  

 

Incluir Resposta

Curtidas (3)
MÁRCIO PINHOCoração De LeãoRogerio77
×
×
×
×