Resposta to "Alguém já se sentiu traído por um kit?"

resultado: montei mais ou menos convertendo ele para um TBF que operou em CVEs em patrulhas no Atlantico e nem estressei.

Mas é o que eu sempre que posso, Anderson, afirmo: monte o kit do melhor jeito que puder ou quiser que praticamente ninguém dos seus familiares, amigos, conhecidos saberão identificar alguma falha, seja em dimensão, seja em montagem.

Apenas nós, com nossas neuras, levamos ao ponto de obsessão, o ato prosaico de montar um kit. Pegar peças plásticas, lixar, colar e pintar...

É por causa dessas patologias auto-induzidas que acabamos perdendo a alegria, o prazer de montar um kit, de criar algo, mesmo que imperfeito.

Minhas melhores montagens foram as de kits, digamos assim, polêmicos. E eu agradeço os momentos de paciência, perseverança, disciplina que tive que ter para conseguir montar todas aquelas peças, algumas tortas, empenadas.

Por essa ótica, nunca um kit irá me trair...

×
×
×
×