Resposta to "As execuções no Akikaze"

Rezende, esse tb foi um componente importante na decisão de uso da bomba.

Mas não esqueçamos que desde Tarawa/Betio, a opinião pública americana ficava horrorizada com os informes sobre baixas entre as tropas americanas, que não paravam de aumentar, e isso considerando apenas a luta no Pacífico. Betio, Marianas, Peleliu, Iwo Jima, Okinawa, apenas para citar as mais importantes - e Peleliu foi um erro estratégico e de cálculo pavoroso (acreditavam que tomariam a ilha em cerca de 10 dias - levou mais de um mês, com baixas colossais entre os americanos).

E a proporção de baixas entre os japoneses, primeiro combatentes, e depois entre a população civil das ilhas originalmente ocupadas por japoneses como parte integral do Império (Marianas, Okinawa, outras menores), fez soar o alarme entre os líderes americanos que uma invasão das ilhas japonesas levaria a um banho de sangue horripilante. Calculava-se algo em torno de 500 mil japoneses mortos (o governo japonês estava preparando a população para lutar diretamente, mesmo que usando varas de bambu), e cerca de 100 mil + aliados (possivelmente ingleses e talvez australianos participariam). E seria uma invasão em duas etapas, primeiro Kyushu por volta de novembro/1945 e na primavera de 1946 Honshu. A guerra provavelmente não terminaria antes de 1947.

×
×
×
×