Resposta to "Chegaram os Russos - Perdas russas durante a operação militar na Síria"

Durante a última semana a aviação russa realizou 444 missões contra 1.593 instalações terroristas em 6 províncias da Síria, afirmou na terça-feira (16) o representante oficial do Ministério da Defesa russo general-maior Igor Konashenkov.

 

"Entre 10 e 16 de fevereiro, aviões do Grupo Aéreo Russo na República Árabe da Síria, realizaram 444 missões durante as quais atacaram 1.593 instalações terroristas nas províncias de Deir ez-Zor, Daraa, Homs, Hama, Latakia e Aleppo", disse Konashenkov.

Desde o início de fevereiro de 2016, o Exército da Síria liberou mais de 800 km quadrados e 73 povoações na posse dos terroristas, sublinhou o militar russo. Acrescentou que, durante as últimas 24 horas, o Exército sírio conseguiu retomar "mais de 100 km quadrados, inclusive 7 povoações".

 

Os terroristas nas províncias de Idlib e Aleppo têm continuado a receber à noite armas, munições e reforços através da fronteira turca. Devido à situação grave na região da cidade de Aleppo, os jihadistas estão evacuando as suas famílias para a fronteira turca.

Segundo os dados do Ministério da Defesa Russo, desde o fim da semana passada, a Turquia realiza ataques intensos contra as tropas governamentais sírias e a oposição patriótica síria nas regiões fronteiriças. Na província de Aleppo foram registrados mais de 100 bombardeios de artilharia.

A Rússia realiza desde 30 de setembro de 2015, a pedido do presidente sírio Bashar Assad, uma campanha militar para ajudar o governo da Síria a combater os avanços de grupos terroristas atuantes no país. As missões aéreas antiterroristas estão sendo realizadas a partir da base de Hmeymim no oeste da Síria, na província de Latakia.

 

No início deste mês o Ministério da Defesa da Rússia confirmou que os caças multifuncionais avançados e super manobráveis Su-35S começaram a realizar missões de combate na Síria.

×
×
×
×