Resposta to "Fechamento da Loja Horiginal & perspectivas do hobby"

Que triste, fui uma única vez na loja, em torno de 1995 ou antes, era no subsolo e quem me atendeu foi uma senhora que acredito era esposa do dono. Na época ainda tinha muita coisa da Revell-Kikoler numa prateleira separada. Sai de lá carregado de kits (apesar de caros a variedade da loja era enorme). Posteriormente só comprei online. Mais uma loja que se vai e deixara lembranças, alias as melhores lembranças que tenho do plastimodelismo são relacionadas a lojas físicas onde conheci pessoas e perdia horas namorando caixas e ilustrações (pela internet não é a mesma coisa) além de altos papos. Saudades quando tínhamos kits sendo vendidos em papelarias, bancas, farmácias e qualquer tipo de loja. Uma lixa, uma serrinha, um alicate e eramos felizes montando do jeito que desse. Hoje virou meio que uma paranoia, ao meu ver isso contribuiu muito pro afastamento de potenciais novos hobbistas, sem contar claro todos os outros fatores aqui mencionados. 

×
×
×
×