Resposta to "Minha experiência com água"

Rubens

Se você tiver algum modelo mergulhado na resina, é bom observar a temperatura de cura se não vai deforma-lo. Nesse caso deveria verter a resina em camadas finas o que pode ficar evidente depois de pronto, porque dá para perceber, olhando de lado, as camadas; além do que pode haver depósito de poeira entre uma camada e outra.

Seria bom, portanto, um mínimo de camadas e/ou camadas mais grossas. 

Essa resina que usei permite camadas até 30mm o que é bem grossa. Nessa experiência que fiz, foi vertida tudo de uma vez.

Estou ainda aguardando mais dois produtos para acrescentar na superfície, um que também faz onda e outro para a espuma.

A que faz o corpo de água é essa do link:

https://www.redelease.com.br/c...earch/result/?q=4230

Excepcional. A minha observação tende a afirmar que a cura é feita em temperatura ambiente. Não notei praticamente nada de aumento de temperatura. Talvez faça mais uma experiência, com espessura ainda maior para ver no que dá. Como não existe almoço grátis, ela demora uma eternidade para curar, que é o porque não esquenta; se a forma tiver a menor probabilidade de vazamento, ferrou. Ela é extremamente fluida, o que não é ruim para o preechimento de cavidades. Enfim, eu gostei bastante.

 

Petuco

Estou pensando usar placas de pvc para fazer a forma. Vi também em um video o sujeito usou fita adesiva por dentro do molde (durex) e a resina, que não sei qual era, não fixou na fita. Ao tirar o molde, ela (o durex, no caso) continuou presa nas paredes do molde.

É que não dá pra ficar fazendo muita experiência, porque vai grana, que não está sobrando, como sempre.

Edu

×
×
×
×