Resposta to "Pra que servem efetivamente as aberturas na boca do cano de um tanque?"

Boa noite.

Modernamente, os veículos de combate que portam canhões não precisam ter freio de boca em virtude do tipo de munição que disparam.

O freio de boca em um veículo de combate portanto canhão e torre da Segunda Guerra tem como objetivos:

- ajudar a diminuir o recuo da arma dentro do compartimento de combate. Com isso, não havia a necessidade de um espaço muito amplo para conter uma arma de grande calibre, como um 88mm;

- preservar o sistema de amortecimento interno da arma, localizada dentro do compartimento de combate e que também fazia parte do trabalho de compensação de recuo da arma. Eram os cilindros de recuo localizados ao longo do cano, à frente da culatra, juntamente com as hastes de recuperação;

- preservar o anel de rotação da torre. Se o recuo não fosse amortecido em parte pelo freio de boca, rapidamente, haveria danos ao anel de rotação e a torre fatalmente emperraria em dado momento;

- ajudar a preservar a suspensão do veículo do recuo da arma e das vibrações resultantes de uma arma desequilibrada e instável.

- melhorar a estabilidade de arma, diminuindo a vibração do conjunto, resultante dos disparos, possibilitando com isso uma melhor taxa de disparos por minuto e um menor desgaste interno do cano e dos seus elementos operacionais.

Os veículos sem torre não teriam necessidade desse dispositivo por estar a arma fixada a superestrutura do veículo que, pela espessura da blindagem e peso total, faria o papel do freio e atuaria na neutralização do recuo, juntamente com o sistema de recuo interno.

Essa é uma área muito interessante e explica muita coisa sobre veículos de combate com canhões em torre ou não.

Abs.

×
×
×
×