Qualidade x Complexidade

Amigos,
 
Tenho visto uma série de tópicos criticando alguns aspectos de certos kits de determinadas marcas, no entanto vejo muitos destes kits aparecendo em "Qual kit acabou de chegar na sua casa?", mas quase nenhum deles andam sendo montados nos GBs, Bancada Virtual ou mesmo aqui.
 
No geral vemos aqui kits mais "simples" e/ou "antigos" no máximo com alguns aftermarkets "comuns".
 
Não me recordo de quase nenhum "Dragon 3 in 1" montado, muito menos com PE Voyager, LBL Friumodel e Resinas Black Dog, apenas para citar alguns exemplos. Embora caros, creio que atualmente tempo é tão ou mais importante que custos e em certos casos até de qualidade.
 
Lógico, alguns preferem fazer de tudo e terminar um kit por ano, isto se terminarem. Outros planejam montar um por mês e se aquele último "wash" não ficou bom, paciência, já partiram para outro.
 
Talvez por isto nossos "Dragon 3 in 1" fiquem no armário, enquanto efetivamente montamos "Tamiyas", no máximo combinando com parte de um PE simples da Eduard?
 
A verdade é que de uns tempos para cá, em média, monta-se cada vez menos e a tendência é piorar, pois assim que nossos "Tamiyas" acabarem vamos nos voltar para os "Dragons"... Ou eventualmente deixamos os "Dragons" onde estão e compramos outros "Tamiyas".
 
Outra coisa que parece reforçar isto, tenho comprado bastante de colegas com kits demais, é raro encontrar "Tamiyas", quase todos são "Dragons".
 
Por exemplo, um Sherman "Dragon" (US$ 40) tem 400 peças, mais 160 LBL, com PEs e afins dá umas 600, quase o mesmo Sherman "Tamiya" (US$ 30) tem cerca de metade disso... Difícil, pelo menos para mim, não escolher "Tamiya" ainda que a qualidade do "Dragon" seja até melhor em alguns pontos.
 
Anos atrás os "Dragon" tinham quase a mesma quantidade básica de peças dos "Tamiya", perdiam quando somávamos os LBL, que não deixava de ser uma vantagem (para alguns), podiam ter qualidade um pouco inferior, mas eram bem mais baratos que os "Tamiya".
 
A atual escalada de "Qualidade x Complexidade" pode até ser boa para alguns fabricantes, mas não está sendo para mim...
 
Um modelo que sempre me chamou a atenção, que nunca consegui comprar é velho o SU-122 Tamiya, quando a Miniart anunciou uma nova série eu delirei, mas após montar alguns modelos desta marca e analisar melhor seus lançamentos, risquei todos da minha Wish List.
 
Este exemplo do SU-122 pode horrorizar alguns, o "Tamiya" já era fraco e com uma enormidade de problemas, o "Miniart" está quase o estado da arte, mas estou cansando de comprar kits para guardar no armário, se me aparecer um SU-122 "Tamiya", provavelmente compro no ato, pois não deve ficar muito tempo em espera até eu montar.
 
Tenho notado, principalmente no Youtube um "back to basics", muita gente montando kits simples, provavelmente para não tornar os videos longos demais nem gerar grandes intervalos entre um video e outro. Alguns daqueles mais "famosos", que recebem as novidades, tem resumido e até quase "trapaceado" em algumas montagens, seja para acelerar ou para dar a impressão que o kit é mais simples do que realmente é.
 
As vezes tenho saudades daqueles tempos dos aviões 1/72 Revell/Kiko, tinham lá suas 30 peças, mesmo melhorando uma ou outra coisinha, a gente terminava num instante e já partia para o próximo, pilha de kits no armário era quase zero e eu me divertia à beça!
 
Não creio que esteja ocorrendo só comigo... Ou estão?
 
PlastiAbraços
Original Post
×
×
×
×