Skip to main content

Utilizando uma  impressora 3D me interessei em fazer esses containeres e aí estão.

Na verdade são oito sendo 5 convencionais, 2 tipo tanque e um futurista.

Tenho mais 3 convencionais ainda em fase de caracterização, um da Maersk, outro da OOCL e mais um da Hamburg Sud

Gostei da brincadeira.

Ai vou fazer o navio cargueiro

Se interessar quando estiverem prontos, posto fotos dos demais.

Em referência ao título, a conexão é que o material utilizado é o PLA que é um plástico, modelismo, porque o objeto retratado é um modelo de um real, só não é um kit comprado.

Seria, meio que um skratch mais turbinado.

Edu

Last edited by edufari
Original Post

Replies sorted oldest to newest

qual a escala deles????

Bom Anderson, eu fiz a impressão com 10 cm a dimensão maior, então considerando um container de 20 pés, creio que dá uma escala de 1:67 mais ou menos.

Fiz um maior na 1:35 mas como havia resolvido fazer em quantidade, iria me tomar muito espaço além de que não havia nenhum planejamento de montar dio ou outra coisa integrando outros elementos nessa escala, então, optei mais pela facilidade.

Edu

Vou postar aqui porque é meio comprido e fica ruim para mandar pelo zap.

Vou ser bem sincero e você como meu amigo tenho certeza que irá entender.

Em relação ao título do tópico acredito que o termo modelismo pode sim literalmente enxaichar nesse tipo de trabalho.

Agora platimodelismo como o conhecemos desde sempre já é outra seara a meu ver.

Para mim lembra mais; está mais "assemelhado" ao ferreomodelismo por exemplo, onde o modelista obtém as peças (locomotivas, vagões, etc.) já prontas e dai sim constrói um cenário fictício ou não.

Para ser usado como acessório em um diorama ou algo do gênero considero perfeitamente valido e muitíssimo útil. Agora pegar uma peça isolada e já pronta, pintar, colar alguns decais e  aí classificar essa peça como plastimodelismo não me parece muito aceitável.

Guardadas evidentemente as devidas proporções é quase a mesma coisa que pegar um carrinho de brinquedo na prateleira do mercado, por mais perfeito que seja, pintar, escrever alguma coisa... e voilà.

Essa "modernidade" deveria a meu ver se enquadrar em um novo tipo de modelismo. Modelismo 3D... sei lá.

É isso!

[]s.

@edufari posted:

Bom Anderson, eu fiz a impressão com 10 cm a dimensão maior, então considerando um container de 20 pés, creio que dá uma escala de 1:67 mais ou menos.

Fiz um maior na 1:35 mas como havia resolvido fazer em quantidade, iria me tomar muito espaço além de que não havia nenhum planejamento de montar dio ou outra coisa integrando outros elementos nessa escala, então, optei mais pela facilidade.

Edu

legal. é uma opção interessante para compor dioramas.



e certamente para ferro é uma ajuda bem legal para suprir tanto construções, estruturas quanto vagões.

@Zé Victor posted:

Vou postar aqui porque é meio comprido e fica ruim para mandar pelo zap.

Vou ser bem sincero e você como meu amigo tenho certeza que irá entender.

Em relação ao título do tópico acredito que o termo modelismo pode sim literalmente enxaichar nesse tipo de trabalho.

Agora platimodelismo como o conhecemos desde sempre já é outra seara a meu ver.

Para mim lembra mais; está mais "assemelhado" ao ferreomodelismo por exemplo, onde o modelista obtém as peças (locomotivas, vagões, etc.) já prontas e dai sim constrói um cenário fictício ou não.

Para ser usado como acessório em um diorama ou algo do gênero considero perfeitamente valido e muitíssimo útil. Agora pegar uma peça isolada e já pronta, pintar, colar alguns decais e  aí classificar essa peça como plastimodelismo não me parece muito aceitável.

Guardadas evidentemente as devidas proporções é quase a mesma coisa que pegar um carrinho de brinquedo na prateleira do mercado, por mais perfeito que seja, pintar, escrever alguma coisa... e voilà.

Essa "modernidade" deveria a meu ver se enquadrar em um novo tipo de modelismo. Modelismo 3D... sei lá.

É isso!

[]s.

Zé, reveja o início do tópico.

Edu

Oi Edu.

Revi. Agora o título está na interrogativa e você deu uma boa explanada na sua ideia, a qual respeito.

Mas minha opinião quanto a utilização do termo plastimodelismo para esse tipo de trabalho, por sinal muito bacana e útil, continua a mesma.

Meu conceito para o termo plastimodelismo é o de que quando a pessoa com a utilização de seus próprios atributos constrói, produz, modifica, modela, e até muitas vezes cria alguma coisa/objeto utilizando o plástico. Comprado ou não.

Nesse teu caso a impressora seria a modelista.

Com todo respeito a todos e pode até ser um conceito ultrapassado, mas continua sendo meu conceito.

É isso.



OBS: Todas as fotos agora estão abrindo normal. Até seu "gatoto" propaganda aparece em uma delas.

[]s.

Etimologicamente falando, é plastimodelismo. Modelismo feito a partir do plástico.

Por outro lado, pelo conceito que temos do hobby, pode não ser.

Entretanto, um kit com bem poucas peças, estaria mais ou menos na mesma posição, a impressora fez as peças dos containeres, o fabricante fez as peças do kit.

Se, como vc disse a impressora é a modelista, posso estender essa posição também para o fabricante.

Eu montei o container da mesma forma que montaria um kit desse fabricante.

Eu pintei e caracterizei o container da mesma forma que pintaria e caracterizaria o kit com poucas peças.

Porém os containeres não são modelos normalmente utilizados no nosso hobby, não são por exemplo, equipamentos conhecidos e estudados como o caso de um kit de torpedo que vi, que tinha 6 peças.

Ninguém nunca vai discutir se o container A ou B no ano tal saiu com uma modificação no fecho para duas garras ao invés de uma

Então, embora seja controverso, chego a seguinte conclusão: é controverso.

Edu

(veja, isso é a minha opinião )

Last edited by edufari

Prezados,

Apenas para apimentar a discussão, já montei e ainda vou montar kits de navios 1/700 com todas as peças em resina, suplementadas por detalhes em PE. Tenho até o kit do monitor Parnaíba, da MB, todo em PE. E já montei uma doca flutuante da US Navy tb toda em PE. Tais kits, pelo que vejo na web, são tratados em sites especializados e fóruns sob o guarda-chuva do plastimodelismo. É certo que antes os kits eram totalmente injetados em plástico, mas depois a resina, os PEs e agora as peças em 3D foram se misturando devagarinho, sem que se imaginasse a criação de um hobby para os novos kits que fazem uso majoritário de tais recursos.

[  ]s

p.s. Como ferreomodelista nas (poucas) horas vagas, deixo registrado que gostei muito desses containers.

Last edited by paulors

Paulo, agradeço o elogio e a colaboração nos comentários.

Eu realmente não tenho nenhuma opinião formada à respeito e que queira defender e argumentar apaixonadamente. Para mim é apenas um hobby e um recurso do qual estou lançando mão para fazer algo que está me dando bastante prazer, que no final é o que pregamos entre nós como sendo o maior objetivo ao montar kits.

Como diversão adicional, visões diferentes e acender debates em torno de um tema tão simples, me parece atingir mais um objetivo subjacente que nem imaginava que surgiria quando resolvi postar esse projeto.

Acho isso muito interessante.

Mas voltando ao seu post, gostaria muito de ver fotos dessa doca flutuante totalmente em PE. Diga-se de passagem, adoro PE's.

Edu

Meus 2 centavos:

Eu também vejo a impressão 3d como mais uma ferramenta no mundo do plastimodelismo e não como uma categoria separada.

Eu tenho uma impressora de resina e a tenho usado para imprimir alguns acessórios e conversões para meus modelos  na 1/144. Não vejo diferença para os acessórios em resina que normalmente se vê por aí.

Por exemplo, aqui imprimi um canopy para o protótipo do Me-262, substituindo o original do kit da Trumpeter que é para as aeronaves de série.

IMG_20220206_090746

Depois usei essa peça como master para fazer um canopy transparente em vacuum-forming. Ficou assim:

IMG_20220406_144615



Outro exemplo, foram os sensores e armamento no nariz do Mi-35 da FAB. O kit da Zvezda na 1/144 não vem com a configuração da FAB. Eu modelei em 3d e imprimi:

IMG_20211128_100433

E sem falar nas diversas aeronaves que eu modelei e que vendo na minha lojinha da Shapeways, usando o serviço de impressão deles. Elas têm poucas peças, como muitos kits de resina por aí, mas demandam trabalho de preparação, colagem e pintura, como um kit normal.

Se um kit de resina é considerado plastimodelismo, então eu penso que modelos impressos em 3d também são.

Mas no fundo, chamar de plastimodelismo ou de outro nome, não muda nada para mim. O importante é se divertir. 🙂

Attachments

Images (3)
  • IMG_20220206_090746
  • IMG_20220406_144615
  • IMG_20211128_100433
@edufari posted:


Eu montei o container da mesma forma que montaria um kit desse fabricante.



Temos agora essa informação que até o momento eu desconhecia. Acreditava que era uma peça única. impressa inteira em uma "tacada só" e não em partes.

Assim sendo a coisa já muda de figura.

Como não entendo "pitibiribas" dessas modernidades e já estou velho para aprender... segue a missa!

[]s.

Last edited by Zé Victor
@edufari posted:

Mas voltando ao seu post, gostaria muito de ver fotos dessa doca flutuante totalmente em PE. Diga-se de passagem, adoro PE's.

Edu

Meu amigo,

O tópico ainda está ativo. Divirta-se.

https://webkits.hoop.la/topic/...-and-trumpeter-1-700

As adições em estireno foram por minha conta.

[  ]s

@paulors posted:

Meu amigo,

O tópico ainda está ativo. Divirta-se.

https://webkits.hoop.la/topic/...-and-trumpeter-1-700

As adições em estireno foram por minha conta.

[  ]s

Paulo, fui lá ver seu tópico.

Incomentável!


Glehn

Ainda pretendo comprar uma que imprima em resina. Mas por enquanto, preciso aprender a mexer direito com essa de filamento primeiro.

A qualidade delas (de resina) estão bem a frente das de filamento e dão a possibilidade de imprimir com muito mais detalhes.

Muito bom



Zé, os containeres comuns, têm 2 peças e os tanque têm 5 peças e o scii fi tem 4 peças.

Eu deveria ter tirado fotos deles desmontados para dar ideia, mas achei, na verdade, que o tópico nem chamaria a atenção, justamente porque acreditei que a maioria classificaria mesmo como fora do plasti.

Edu

Last edited by edufari

Edu.

Plastimodelismo = hobby = diversão = satisfação pessoal

Vc curtiu? Se divertiu? Quer chamar de plastimodelismo... por mim pode chamar do que queira

Pra mim é diversão, satisfação pessoal e e o que conta

Curti o teu trabalho ficou bem legal

TFA

A ferramenta 3D veio para ficar no hobby. Os mais adeptos de conspirações dizem que no futuro você vai adquirir o software com o projeto já pronto e imprimirá em uma loja especializada, próxima da sua casa. Isso permitiria inclusive pequenas alterações/correções no projeto.

Quem viver verá.

[   ]s

Sidney

Last edited by Sidney
@Sidney posted:

A ferramenta 3D veio para ficar no hobby. Os mais adeptos de conspirações dizem que no futuro você vai adquirir o software com o projeto já pronto e imprimirá em uma loja especializada, próxima da sua casa. Isso permitiria inclusive pequenas alterações/correções no projeto.

Quem viver verá.

[   ]s

Sidney

Sid, acho que esse será o futuro de muito bens de consumo.

Mas acho que as impressoras serão tão domésticas quanto qualquer outro eletrodoméstico. Pelo menos para itens de pequeno porte.

Há um tempo, a NASA enviou o software de uma chave inglesa pra ISS, lá, ela foi impressa e utilizada no espaço.

Olha aqui:

https://www.oficinadanet.com.b...de-uma-impressora-3d

Srs, agradeço a visita e os comentários.

Já ouvi sim, Sidney, que no futuro vc adquirirá os arquivos e poderá imprimir até em casa mesmo, já que as impressoras de resina se adaptam muito bem à detalhes pequenos, e não são itens que têm preços completamente fora do orçamento da classe média não. Claro que não estou falando daquelas industriais, mas para utilizar em casa ou em pequenos negócios.

Acredito que vá pelo caminho do que o Fernando disse. Será mais um recurso de que poderemos lançar mão.

Antes tínhamos que ter uma máquina de datilografia, hoje as impressoras são itens básicos em qualquer casa. Irá, creio eu, mais ou menos por aí

Edu

@Sidney posted:

A ferramenta 3D veio para ficar no hobby. Os mais adeptos de conspirações dizem que no futuro você vai adquirir o software com o projeto já pronto e imprimirá em uma loja especializada, próxima da sua casa. Isso permitiria inclusive pequenas alterações/correções no projeto.

Quem viver verá.

[   ]s

Sidney

Sidney,

Eu acho que isso não é o futuro. Isso já é o presente. Já acontece hoje e não apenas imprimir em uma loja especializada como até mesmo imprimir em casa. Mas tenho a impressão que quem oferece arquivos assim ainda são tipo os Garage kits: Pequenas empresas ou indivíduos produzindo uma quantidade limitada de conteúdo pronto para impressão.

O futuro talvez seja quando os grandes fabricantes tipo Airfix, Revell, Trumpeter adotarem um modelo assim, vendendo os arquivos para impressão. Quem sabe?

Add Reaction
💯