Caros: ia colocar esse tópico na seção de Ferramentas, mas decidi aprofundar mais um pouco e saber qual a opinião de vocês.  Esse assunto já foi abordado por aqui há algum tempo, então perdoem-me pela repetição.  Mas é sempre válido falar sobre ele pois representa uma tendência atual.

O negócio é o seguinte: cada vez há mais e mais produtos facilitadores no plastimodelismo, isso é fato.  Alguns eu uso por conveniência, outros são caros e outros eu acho que não se aplicam.  Recentemente eu encontrei mais dois:

1) painel pré-pintado e pronto da Eduard para aviões na escala 1/32. Olha, confesso que já usei algo parecido na escala 1/72 devido ao tamanho diminuto dos detalhes e realmente ficou muito bom.  E vieram no conjunto com painéis laterais e cintos do piloto.  Mas era na escala 1/72.  Agora tem na escala 1/32?  Não sei, achei meio "forçação de barra".  Vocês podem ver nas fotos abaixo.

edu634003c

edu634006b

2) o outro "facilitador" seria um acessório laser para a ponta do aerógrafo.  Dessa maneira, o plastimodelista, antes de aplicar a tinta, pode ver com o raio laser o ponto certo onde esta será aplicada.  Confesso que realmente quando utilizo o aerógrafo às vezes fico perdido se o jato vai ficar aonde quero.  Mas sei não...

DlWq5_RUcAAtsJz

DlWqzmcU4AECweL

DlWq5YlV4AAE9tz

Então fico a refletir sobre isso.  Será que todas essas opções não deixam o hobby um pouco "chato"?  Me refiro ao fato de termos cada vez mais as facilidades de adquirir algo pronto para o kit, nos tirando a responsabilidade de resolvermos com as próprias mãos e com a experiência todos os percalços que se colocam durante a montagem.

A mim, o que mais me atrai no plastimodelismo não é apenas quando o kit pronto, mas sim o seu processo: o planejamento, a pesquisa, o detalhamento e, mais do que tudo, as soluções encontradas para resolver os entraves que aparecem algo que, em última instância, mantém teoricamente a cabeça saudável.  Confesso que sou um utilizador inveterado de detalhamentos photo-etched, mas mesmos esses promovem um trabalho de dobrar cada peça, experimentar a seco, redobrar, colar no ponto certo, pintar em separado etc e tal.

Abrssssss,
A Raguenet

Attachments

Fotos (5)
Original Post

Acho isso tudo uma maravilha!

Sempre fecho o canopy do meu avião, mas gosto de fazer um painel legal e se tiver facilidade de ter um assim...

Esse aerógrafo, para quem quer replicar as camuflagens alemãs é fantástico. Quando digo replicar é realmente copiar aquela camu que você está vendo no avião real. Colocar as manchas no lugar que elas estão na referência que você tem, ou seja, fotográfica... Isso é ótimo! Gosto disso. De qualquer forma, a habilidade e técnica de manejar um aerógrafo será do modelista e não da tecnologia.

lembre-se, você sempre poderá ter a opção de fazer como quer um modelo.

algumas dessas facilidades são válidas... outra, já fogem a qualquer lógica pois convertem o antes modelista em mero "colador de peças"!!!

 

a reflexão aqui é "e o talento de cada um"????  um modelista talentoso e sem acesso a recursos e "facilidades" pode ter seu trabalho ofuscado por um colador de peças mediano que consegue usar seu "poder financeiro" para comprar tudo "pronto" em termos de detalhes e colar?????

 

bom, o importante é a diversão.

 

quanto a um painel todo pintado e pronto na escala 1/32 acho bizarro.....  na 1/72 acho relativo e na 1/48 sempre me divertia com aqueles "veteranos" Monogram em alto relevo onde ficava no pincel procurando detalhar o melhor que podia. Preferia estes àqueles lisos com decais (como nos italeri!)

 

a reflexão aqui é "e o talento de cada um"????  um modelista talentoso e sem acesso a recursos e "facilidades" pode ter seu trabalho ofuscado por um colador de peças mediano que consegue usar seu "poder financeiro" para comprar tudo "pronto" em termos de detalhes e colar?????

Batman é milionário e sempre levou vantagem financeira sobre outros heróis.

Não vejo problema algum com isso. Quanto mais tecnologia e evolução no hobby, melhor. Moldes mais precisos com novas tecnologias, isso é bem vindo. Tento sempre que posso ser usuário desses adds e nem por isso deixo de implementar velhas técnicas. 

Agora quem não quiser usar, não use. É simples. O importante é se divertir.

Pessoalmente, acredito que essas ferramentas agregam bastante. Por fatores monetários (principalmente) e por me divertir mais montando meus kits de maneira bem "rústica", eu não as usaria. 

Por fim, concordo 100% com o Zarichta: quem não quiser usar, não use. Acredito que tudo isso recaia na satisfação pessoal com o que é feito. 

É saudosismo. "No tempo em que pra fazer uma antena, tinha que queimar um sprue e esticar". 

Mas, sinceridade, gosto mais do desafio. Ainda bem que, pelo menos por enquanto, usa quem quer.

Digo por enquanto, porque se algum fabricante descobrir que tem gente querendo e a produção em quantidade tornar o item mais barato do que a solução original de hoje, podem querer incorporar em todos as versões e aí, quem quiser vai ter que comprar os atuais, como aftermarket.

Espero que demore.

 

Edu

Oi Alberto,

Como vários aqui, acho ótimo termos essas facilidades que, como diria a piada, 'acabaram com o modelismo'.

Sempre fui e ainda sou do scratchbuilding, então não sou 'dependente' de acessórios como muita gente é. Não gosto de reinventar a roda, mas algumas rodas são muito caras. Há uma desculpa corriqueira segundo a qual o importante é a pintura - e tenho visto muitos modelistas acelerarem a montagem para chegar nessa etapa. Pessoalmente, ainda acho muito importante saber colar direito, alinhado, e lixar. Mas eu vejo dois problemas escondidos nisso tudo:

1.) O uso de after-market não vai resolver seus problemas de alinhamento, frestas e marcas de cola, muito piores que o painel que vem no kit.

2.) Se o novo Phantom vem com o nariz errado, é um deus-nos-acuda aqui na internet: heresia, que absurdo, desrespeito com os consumidores etc... Agora, quantos de vocês comedores de PE e resina conferem se o que vocês estão comprando está correto? Uma minoria. Se a Eduard lança um cockpit novo todo mundo joga fora o do kit sem conferir o de resina. Mas minha estatística particular é que 50% dos acessórios são errados em forma, dimensão ou versão. Você acha que está corrigindo o seu kit mas está deixando-o mais errado ainda. Só que como é um acessório da Ultracast ou da Aires não tem problema... 'valoriza' o kit...

Papo pra muita cerveja.

Socos

Rato Marczak
www.ratomodeling.com

Rato Marczak posted:

Oi Alberto,

Como vários aqui, acho ótimo termos essas facilidades que, como diria a piada, 'acabaram com o modelismo'.

Sempre fui e ainda sou do scratchbuilding, então não sou 'dependente' de acessórios como muita gente é. Não gosto de reinventar a roda, mas algumas rodas são muito caras. Há uma desculpa corriqueira segundo a qual o importante é a pintura - e tenho visto muitos modelistas acelerarem a montagem para chegar nessa etapa. Pessoalmente, ainda acho muito importante saber colar direito, alinhado, e lixar. Mas eu vejo dois problemas escondidos nisso tudo:

1.) O uso de after-market não vai resolver seus problemas de alinhamento, frestas e marcas de cola, muito piores que o painel que vem no kit.

2.) Se o novo Phantom vem com o nariz errado, é um deus-nos-acuda aqui na internet: heresia, que absurdo, desrespeito com os consumidores etc... Agora, quantos de vocês comedores de PE e resina conferem se o que vocês estão comprando está correto? Uma minoria. Se a Eduard lança um cockpit novo todo mundo joga fora o do kit sem conferir o de resina. Mas minha estatística particular é que 50% dos acessórios são errados em forma, dimensão ou versão. Você acha que está corrigindo o seu kit mas está deixando-o mais errado ainda. Só que como é um acessório da Ultracast ou da Aires não tem problema... 'valoriza' o kit...

Papo pra muita cerveja.

Socos

Rato Marczak
www.ratomodeling.com

Rato: a minha consideração leva em conta o fato de que esses after-markets estão ficando cada vez mais completos e, de uma certa forma, sem graça.  Sou a favor da quilo que é criado para facilitara montagem, como por exemplo essa mira laser para o aerógrafo.  Acho uma baita sacada além de poder efetivamente ajudar no "mirar"do jato de tinta.

O meu questionamento está mais calcado no fato de que os próprios  after-markets estão vindo completos demais.  Eu uso e abuso dos PE, sem problemas.  Mesmo assim, eles ainda tem uma dose de habilidade a ser trabalhada, ou seja, retirar do sprue, lixar, dobra, fazer um dry-fiting etc e tal.  O melhor é que dá um baita incremento ao modelo.  Mas acho que um painel na 1/32 já vir pintado, então é facilidade demais.  Embora painel pintado na 1/72 ainda vai...   E pior: mesmo sendo PE, isso não significa que a peça que é apresentada como substituta do kit está certa.  Já utilizei alguns sets (notadamente na militaria) que, sinceramente, se eu colocasse a peça em PE, acabaria ficando bem fora da realidade.  Então optei pela peça original do kit.

Quanto às peças de resina, eu sinceramente ainda não caí neste buraco negro.  Tenho alguns after-markets de resina, mas são poucos e ainda não usei.

Mas o mais interessante é debatermos isso e criarmos cada vez mais uma abordagem crítica tendo em vista que o mais importante (além de se divertir montando um kit) é ver o resultado final como a reprodução em escala de algo que realmente existe ou existiu.  E não criar um mundo paralelo onde o kit tenta ser mais real do que o próprio avião/tanque/navio/soldado/etc.

Abrsssss,
A Raguenet

Ententi perfeitamente, Alberto. Mas olhe só:

"Mas acho que um painel na 1/32 já vir pintado, então é facilidade demais"

O ponto é que, além disso que você menciona, boa parte das vezes o painel está errado!

Eu só me preocuparia quando essas peças vierem pintadas e envelhecidas. Mas veja, talvez no futuro vc baixe um arquivo com o seu blindado favorito, que é impresso 3D com os detalhes customizados, e pintado por CNC de acordo com sua seleção, e envelhecido. E tudo que vc tem que fazer é abrir uma portinha na máquina e retirar o seu modelo pronto. Vai estar lindo, e muito melhor do que vc jamais conseguiria fazer.

E tudo bem, é um hobby e tals. A pergunta é: isso continua sendo plastimodelismo?

Apareça lá na reunião hoje.

Abraço

Rato Marczak
www.ratomodeling.com

Incluir Resposta

Curtidas (1)
Fernando Manfio
×
×
×
×