Depois do CVN-80 Enterprise, a US Navy decidiu homenagear um dos heróis de Pearl Harbor, batizando o CVN-81 como Doris Miller.

https://video.foxnews.com/v/61...093001#sp=show-clips

https://en.wikipedia.org/wiki/Doris_Miller

Doris Miller era um simples marujo no couraçado West Virginia e, quando do ataque japonês, manejou uma metralhadora antiaérea mesmo sem ter sido treinado em seu uso, além de ajudar seus companheiros feridos.

Esse episódio foi bem retratado no filme "Tora, Tora, Tora", mas só consegui um clip de filme mais recente, aquela fraco Pearl Harbor, onde os Zeros voam tão rápido como F-18s. Como normal nesse filme, dramatizaram em excesso o episódio.

[   ]s

Original Post
Rogerio77 posted:

Belíssimo gesto da US Navy 

Realmente!

Será a primeira vez que um navio capital de grande porte e importância - não sei quantos aos submarinos nas últimas décadas, teria que verificar - receberá o nome de marinheiro sem patente de oficial superior da US Navy e, ainda por cima, não caucasiano.

A título de curiosidade, para quem não conhece, os destroieres da US Navy sempre foram batizados com nomes de marinheiros ou aviadores (pelo menos desde o início do Século 20), não importando patente ou graduação, que haviam se destacado em suas funções de comando ou em combate, tradição mantida até hoje. Porta-aviões e submarinos passaram a ser batizados com nomes históricos de importância para os EUA e a US Navy (USS Forrestal, por exemplo, em homenagem ao Secretário (ministro) da Marinha e depois do Departamento de Defesa James Vincent Forrestal) .

No site do Modelwarships há várias manifestações contrárias.

Sim, tem razão, nos últimos anos retornou ao sistema de nomear com nomes de estados e cidades - apesar que não tinha notada a relação apontada por vc entre as classes (que em eras priscas era para cruzadores e couraçados, respectivamente). Apenas lembrando que os primeiros submarinos nucleares eram nomes de personalidades da história americana.

 

JeanFabricio posted:
Lucianocf posted:

nos últimos anos retornou ao sistema de nomear com nomes de estados e cidades - a

 

... e o medo de um USS Trump....

Deus me livre!!!!!!!!!!!!!

Mas infelizmente, tudo é possível. Como não esperam mais que o homenageado (no caso, presidentes) passem dessa para melhor - vide o caso dos CVN-76 e CVN-77 que foram nomeados com Reagan e Bush ainda vivos - não é improvável que tenhamos algum CV futuro com o nome dessa avis rara.

Estranho foi ter passado os dois na frente do Ford, mas acho que ele não aceitou ter seu nome usado qd ainda vivo. E não terem usado do Lindon Johnson até hoje, enquanto JFK já vai para o 2.º CVN (casco nº 79). Nixon talvez leve mais algumas décadas até apagarem as tramoias que ardil enquanto presidente.

Mas ainda temos outros dois na frente - Clinton e Obama (Bush filho não conta) - apesar que o primeiro por ser reconhecidamente antimilitarista (foi o que li recentemente, por acaso), talvez não aceite esta "homenagem".

No site do Modelwarships, como citei antes, o pessoal gostaria que voltassem a nomear os grandes porta-aviões pelo sistema de nomes históricos - Lexington, Saratoga, etc. Acho que dá para fugir do Trump, pois ainda há muito nomes disponíveis. Inclusive parece que, se entendi corretamente, finalmente levantaram as restrições ao uso dos nomes Arizona e Oklahoma (o dois couraçados realmente perdidos em Pearl Harbor).

E, para completar:

Incluir Resposta

Curtidas (0)
×
×
×
×