Dá isto, urutu com torre de scorpion e com a proa modificada pra melhor performance na água

 

Logo após a criação do veículo de combate EE-11 Urutu havia um desejo entre o Exército Brasileiro para ver o carro mais adequado para as necessidades do Corpo de Fuzileiros Navais. O fato é que, embora a EE-11 navegasse bem, ele não era realmente muito rápido - um grande  nariz vertical e plano dele fazia uma resistência decente para movimento na água.

Aqui, o problema se tentou resolver dando ao corpo uma forma de "barco". Ao mesmo tempo, tentaram fazer a máquina ter um armamento mais versátil, definindo sua torre com uma arma de 76 mm colocando a torre do tanque leve britânico FV101 Scorpion.

Mas, a julgaram que não vale a vela este defunto, e a complexidade da mudança  não levava a uma melhoria radical da situação.

E abandonaram a ideia.

Original Post

Incluir Resposta

Curtidas (1)
fernando frota melzi
×
×
×
×