Gripen E - FAB

Tem 4 Gripens E em produção no momento, sendo 3 para a Suécia e 1 para o Brasil. O primeiro Gripen brasileiro fica pronto em julho deste ano, quando será entregue à FAB para a campanha de certificação do nosso avião. A FAB recebe os primeiros exemplares de série em 2021.

Acredito que entre 6 meses e um ano após os modelos de certificação começarem a voar, surgirão modelos do Gripens NG no mercado.

[   ]s

Sidney

Jet Commando posted:

Só para trazer todas as atualizações para vocês, já voaram e estão no programa de testes o primeiro protótipo (aeronave 39-8), o segundo protótipo (aeronave 39-9) e em meados deste ano voa o terceiro e último protótipo (aeronave 39-10), já representativo da versão de produção em série. Isso sem contar o ex-Gripen NG Demo, redesignado como aeronave 39-7, que vem sendo usado, desde 2009, como plataforma de testes para o radar ES-05 Raven, para o IRST Skyward G, ambos da Leonardo (ex-SELEX ES), além de outros sistemas.
O primeiro de produção em série para a FAB voa no fim do ano, mas fica na Suécia até 2021, seguindo os testes de aceitação e desenvolvimento, pois embora não exista um "protótipo" da versão FAB, essa será uma aeronave FTI (Flight Test Instrumentation).
Aliás, não existe mais Gripen NG FAB e Gripen NG Suécia. Todos serão iguais, pois a Força Aérea Sueca decidiu adotar em seus Gripen E, além do Capacete Targo com mira acoplada (HMD), o WAD (Wide Area Display) e o HUD (Head Up Display) desenvolvidos pela AEL Sistemas, de Porto Alegre, que passou a ser a integrar a cadeia de suppliers da Saab para o Gripen NG. Isso significa que, além de outros componentes estruturais produzidos no Brasil, todos os Gripen JAS 39E/F (para a FAB F-39E/F) fabricados terão o Targo, o WAD e o HUD da AEL Sistemas.
No que se refere aos Gripen NG (aliás, essa é a designação da Saab para a aeronave. Para a Força Aérea Sueca é JAS 39E e para a FAB é F-39E/F) da FAB, além do 1º avião de série que será entregue este ano, o cronograma definido no contrato com a Saab prevê mais 5 construídos em 2020 e outros 6 em 2021. Todos estarão no Brasil em 2021, para que o 1º Grupo de Defesa Aérea, sediado na ALA 2, em Anápolis-GO possa ser declarado com Capacidade Operacional Inicial em 2021, com sua dotação de 12 aeronaves. Em 2022 serão entregues 9 aeronaves, incluindo os primeiros totalmente montados na Embraer (fábrica de Gavião Peixoto-SP), com mais 8 entregues em 2023 e os últimos 7 em 2024, quando também será atingida a FOC - Full Operational Capability, com todos os mísseis, bombas, pods etc, já integrados e operacionais.
A essa altura também espera-se que tenha sido colocado o pedido para um segundo lote de Gripen E/F para a FAB, para justificar a linha de montagem e para que não haja solução de continuidade na produção. Eu não acredito em três lotes de 36, totalizando 108 aviões, embora isso fosse o ideal. Acredito que seja encomendado um segundo lote, com 48 aeronaves, que custariam basicamente o mesmo ou até pouco menos do que os SEK (Coroas Suecas) 66 bilhões (ou US$ 4,7 bilhões em dólares de 2015) que custou o primeiro lote. 

Jet Commando posted:

Não tenho tantas unhas para roer até lá !! Quando será que chegam os do 14 (Canoas/RS) ??? Desde que me conheço por gente, só vejo F-5 passando nos céus dos Pampas...  (mas nada contra 

 

Entre 2021 e 2024 todos deste primeiro lote serão entregues.

Cronograma Gripen

Attachments

Fotos (1)

Incluir Resposta

Curtidas (0)
×
×
×
×