Skip to main content

@Hélcio 2 posted:

Pergunta de quem nunca usou poliéster automotivo por receio de fazer merda:

O primer é sempre necessário?

Limpeza de aerógrafo só com thinner?

Aceita qualquer tipo de verniz depois?

São muitas dúvidas... 

Obrigado! 

 

para tinta automotiva o primer é necessario porque ela derrete o plastico 

pode ser ate primer acrilex diluido em agua mas tem que cobrir bem com o primer para ele isolar o plastico

limpeza com qualquer thinner ou acetona

aceita qualquer verniz

o fato que a pliester precisa do verniz pra fixacao é para carros de rua que enfrentam intemperies e agressoes fisicas e quimicas, num modelo nao precisa.

Virando para um lado que parece que ninguém aqui adota, mas que vem da minha vontade de ser independente em tudo que for possivel, eu não uso tintas de marca, com cores prontas.  Isso porque volta e meia voce fica na falta de conseguir determinada cor porque não acha no mercado, e considero muito frustrante ficar com um projeto amarrado por isso.

Por conta disso desde muito garoto no modelismo, sempre procurei preparar minhas proprias cores, partindo de cores básicas, isso desde quando ainda pintava com tintas Coralit que comprava na loja de ferragens que tem aqui na rua onde moro...

Sei que é complicado preparar as proprias cores, mas montar um kit também é... Daí é coisa que leva tempo, voce tem desenvolver uma boa capacidade de enxergar o que falta na mistura pra chegar na cor que voce quer, voce parte da intenção de fazer uma porção de tinta e até acertar a cor acaba preparando tres vezes mais.  Contudo esse é um aspecto muito legal do hobby à brasileira: desenvolver a capacidade de se virar com o que tem.

Fazendo isso voce pode preparar as misturas adicionando as tintas com conta-gotas, ir anotando isso e, no final, voce tem a "receita" da cor.  Dessa forma quando precisar preparar aquela cor novamente, será bem mais fácil e rápido.

Não sei se serviu de algo, mas esses são meus dois centavos na conversa. 

Virando para um lado que parece que ninguém aqui adota, mas que vem da minha vontade de ser independente em tudo que for possivel, eu não uso tintas de marca, com cores prontas.  Isso porque volta e meia voce fica na falta de conseguir determinada cor porque não acha no mercado, e considero muito frustrante ficar com um projeto amarrado por isso.

Por conta disso desde muito garoto no modelismo, sempre procurei preparar minhas proprias cores, partindo de cores básicas, isso desde quando ainda pintava com tintas Coralit que comprava na loja de ferragens que tem aqui na rua onde moro...

Sei que é complicado preparar as proprias cores, mas montar um kit também é... Daí é coisa que leva tempo, voce tem desenvolver uma boa capacidade de enxergar o que falta na mistura pra chegar na cor que voce quer, voce parte da intenção de fazer uma porção de tinta e até acertar a cor acaba preparando tres vezes mais.  Contudo esse é um aspecto muito legal do hobby à brasileira: desenvolver a capacidade de se virar com o que tem.

Fazendo isso voce pode preparar as misturas adicionando as tintas com conta-gotas, ir anotando isso e, no final, voce tem a "receita" da cor.  Dessa forma quando precisar preparar aquela cor novamente, será bem mais fácil e rápido.

Não sei se serviu de algo, mas esses são meus dois centavos na conversa. 

Entao. poucos sabem mas fazer cor nao tem mistério, creio que todos ja viram o circulo das cores na colorimetria. Quando eu iniciei o hobby em 2016 eu por diversao fiz em paralelo um ano de curso particular de aerografia com uma professora cobra em aerografia, quando digo cobra, cobra mesmo, formada em belas artes na universidade de buenos aires, morou anos nos estados unidos vivendo de aerografia, ela me ensinou a fazer cobertura em superficie lisa com tinta a base de agua por isso Acrilex pra mim é facil mesmo diluida em agua, me ensinou a fazer mascaramento sem vazar, e tambem a fazer cor com o circulo das cores. Porque em aerografia vc tem uma foto de referencia, vc acha que existe cor propria? que nada, tem que saber ir misturando pra ir aerografando conforme a referencia.

olhando a referencia vc  já tem ideia do que mistura no inicio, dai vai fazendo a correcao usando o circulo... ficou muito azul? vai adicionando a cor oposta pra diminuir... 

basta antes de iniciar o kit vc ter as cores primarias e preparar as cores, e tambem lembrem que temos o Alquimia que ajuda muito.

Esse tempo fazendo as cores é 1.000 vezes menor e 100 vezes mais barato do que procurar as tintas com cores proprias do plastimodelismo, ainda mais no brasil e com o dolar a 6 reais.

os minutos ou horas que vc perde nisso sao muito menores que o tempo de achar, comprar, esperar chegar as tintas de plasti, isso quando acha :-)

 

por isso é mais negocio ter cores basicas Acrilex ou automotivas ou esmaltes, depende do seu gosto, que sao muito baratas e acha em qualquer esquina.

Eu ja parei de comprar tinta propria faz tempo, tenho um estoque grande mas ja desencanei dessa parada de ficar bitolado pelo FS e tal das tintas

 

Last edited by anghinoni

Pessoal, eu uso tintas acrilicas Tamiya em meus kits navais, e uso a estrategia de ter sempre em estoque as cores predominantes nos meus projetos. Sempre vou comprando as poucos em todos os eventos que participo e em lojas no exterior,  sendo assim, sempre tenho um numero suficiente de exemplares de cada cor que faz com que os meus trabalhos não parem ou não possam ser iniciados.

Um grande abraço a todos e um bom domingo

Pessoal, eu uso tintas acrilicas Tamiya em meus kits navais, e uso a estrategia de ter sempre em estoque as cores predominantes nos meus projetos. Sempre vou comprando as poucos em todos os eventos que participo e em lojas no exterior,  sendo assim, sempre tenho um numero suficiente de exemplares de cada cor que faz com que os meus trabalhos não parem ou não possam ser iniciados.

Um grande abraço a todos e um bom domingo

Eu fazia isso, hoje tenho umas 300 cores, e uma vez fiz um levantamento e foi mais ou menos 5000 reais gastos em tintas de plasti, nao é problema o dinheiro e sim que agora 90% dessas tintas ficam la sem uso a nao ser que eu decida repetir os kits. Por exemplo comprei as cores da FAB pra pintar um F-5... so vou usar elas se eu montar mais uns 30 F-5 ou algum FAB que use as mesmas cores 

Toda vez que vou comecar um kit, mesmo eu tendo trocentas cores, faltava alguma pra fazer aquele kit de acordo com as instrucoes. Ai desencanei, ou misturo ou pego algo parecido que tem lá e parto pra alegria, chega de ficar procurando cor especifica e acumular tintas.

Desisti de "sofrer"por conta de tintas e cores.

Pinto com o que eu tiver disponível;Tamiya,Model Master,Revell, Acrilex, Coralit, Suvinil, Lukscolor,poliéster,Duco...

Quanto às cores procuro fazer o mais próximo possível.

O meu cinza claro, médio ou escuro, no momento, é este.

O meu verde oliva claro, escuro ou drab,no momento é este.

Claro que não vou pintar de pink onde de pede azul claro.

E sempre preparando as misturas à luz do dia.

Afinal, a interpretação das cores pelo cérebro é como  a impressão digital: cada um tem a sua. 

Orlando

Pessoal,

Tempos atrás alguem escreveu aqui que deve-se evitar a mistura de cores. Tentar sempre usar as cores prontas mais próximas daquela que precisa.

É uma prática que segui até agora, quando que resolvi fazer uma mistura, e esqueci-me de anotar seus componentes.

A mistura acabou, e já viu, né?

Quem gostou foi a Tamiya.

[ ]'s

Flores

 

 

@anghinoni posted:

Eu fazia isso, hoje tenho umas 300 cores, e uma vez fiz um levantamento e foi mais ou menos 5000 reais gastos em tintas de plasti, nao é problema o dinheiro e sim que agora 90% dessas tintas ficam la sem uso a nao ser que eu decida repetir os kits. Por exemplo comprei as cores da FAB pra pintar um F-5... so vou usar elas se eu montar mais uns 30 F-5 ou algum FAB que use as mesmas cores 

Toda vez que vou comecar um kit, mesmo eu tendo trocentas cores, faltava alguma pra fazer aquele kit de acordo com as instrucoes. Ai desencanei, ou misturo ou pego algo parecido que tem lá e parto pra alegria, chega de ficar procurando cor especifica e acumular tintas.

nr de potes de tinta é o principal motivo de só montar luftwaffe, mesmo assim tem RLM que comprei e nunca usei (ainda pelo nenos).

Só por curiosidade.

Conheço um cara aqui na cidade que moro que chamo de Merlin das cores.

Precisando de "Interior Green", pintei uma amostra com o resto que tinha aqui e levei para ele.

- Que tipo de tinta ?

- Esmalte sintético.

-Brilhante, acetinado ou fosco?

-Acetinado.

-OK, passe daqui a pouco que eu preparo para você.

A cor ficou idêntica mas..."um litro" de Interior Green!?

Quase que da para pintar um na 1:1

Orlando  

 

Virando para um lado que parece que ninguém aqui adota, mas que vem da minha vontade de ser independente em tudo que for possivel, eu não uso tintas de marca, com cores prontas.  Isso porque volta e meia voce fica na falta de conseguir determinada cor porque não acha no mercado, e considero muito frustrante ficar com um projeto amarrado por isso.

Por conta disso desde muito garoto no modelismo, sempre procurei preparar minhas proprias cores, partindo de cores básicas, isso desde quando ainda pintava com tintas Coralit que comprava na loja de ferragens que tem aqui na rua onde moro...

Sei que é complicado preparar as proprias cores, mas montar um kit também é... Daí é coisa que leva tempo, voce tem desenvolver uma boa capacidade de enxergar o que falta na mistura pra chegar na cor que voce quer, voce parte da intenção de fazer uma porção de tinta e até acertar a cor acaba preparando tres vezes mais.  Contudo esse é um aspecto muito legal do hobby à brasileira: desenvolver a capacidade de se virar com o que tem.

Fazendo isso voce pode preparar as misturas adicionando as tintas com conta-gotas, ir anotando isso e, no final, voce tem a "receita" da cor.  Dessa forma quando precisar preparar aquela cor novamente, será bem mais fácil e rápido.

Não sei se serviu de algo, mas esses são meus dois centavos na conversa. 

Concordo em gênero e número.

Se quiser ter tinta nas mais variadas cores e tons, tem que ter estoque básico e tem que saber fazer misturas e diluições.

Então, é experimentar, testar, até acertar. Mas já percebi há muito tempo que isso o plastimodelista não gosta de fazer. Então, reclama do preço do kit e gasta um monte de dinheiro com potinhos porque a tinta vem pronta, não dá trabalho.

Abs. e uma boa semana a todos nós.

Incluir Resposta

×
×
×
×
Link copied to your clipboard.
×