Exatamente, Cledson.  

Esses arranjos feitos no canhão de 76 mm do M41 original, não tem nada a ver com o correto funcionamento do extrator de gases. É só ler o link que postei (apesar de estar em inglês, tem o google para traduzir).

O projeto original era equipar os M41B com o 90 mm da Engesa, mas algo não deu certo e optaram por esse arranjo ruim. Não se altera o projeto de um canhão impunemente.

Valls

PS: você começa sua resposta confirmando que a função do extrator de gases (eliminador de alma) é extrair os gases  , e depois mistura fatos peculiares e particulares da conversão do 76mm do M41.  

No vídeo da para ver bem como funciona o freio, jogando os gases para trás, o que era também o principal problema, já que tinha efeitos não só sobre o terreno mas também, sobre a equipagem. Era uma questão em aberto e por isso mesmo não era usado em todos os tubos, dependia do que se achava mais importante.

 

 

 

 
 
Augusto posted:

No vídeo da para ver bem como funciona o freio, jogando os gases para trás, o que era também o principal problema, já que tinha efeitos não só sobre o terreno mas também, sobre a equipagem. Era uma questão em aberto e por isso mesmo não era usado em todos os tubos, dependia do que se achava mais importante.

 

 

 

 
 

Uma poeirada dessas e o local do canhão era logo avistado pelo inimigo.

 

A função principal do EA.....mas auxiliava também na contenção do recuo....nao houve arranjos no Can M41....o EA foi eliminado....e parte dos gases que deveriam ser expelidos e agir no freio de boca (auxilio) não agiam...aumentando o recuo e a fumaceira...por isso sempre a preocupação com a vareta e vazamentos.....depois de 1 ano todos os CC estavam indisponíveis  para tiro....sem falar no motor...mas também é outra história. Concluindo, a recuperação do M41 não deu certo....

Augusto posted:

No vídeo da para ver bem como funciona o freio, jogando os gases para trás, o que era também o principal problema, já que tinha efeitos não só sobre o terreno mas também, sobre a equipagem. Era uma questão em aberto e por isso mesmo não era usado em todos os tubos, dependia do que se achava mais importante.

 

 

 

 
 

esse não é o melhor vídeo para explicar como funciona. estava no trabalho e, como lá não abre o youtube, acabei colocando esse.

uma das principais características de um canhão antitanque (um Pak 40 no vídeo) é ter silhueta a mais baixa possível, e ,certamente em combate não ficaria tão exposto assim. Um MBT tem o canhão a uma altura maior, o que ajuda a dissipar melhor o sopro e levantar menos pó.

este explica melhor.

https://www.youtube.com/watch?v=Yb5nOjqvwI8

Valls

PS. sem dúvida o sopro do disparo pode levantar uma nuvem de poeira, dependendo de onde ocorrer, mas nos canhões sem FB ha um sopro igual ou maior.

 https://www.youtube.com/watch?v=kBwBsaA8VdI

nesse vídeo, inclusive, é possível perceber o efeito do bore evacuator (ou eliminador de alma) atuando. é a "baforada" que sai do tubo logo depois do disparo.

https://www.youtube.com/watch?v=XLyI6SCfhlk

nesse também.

Guacyr. posted:

A munição dos MBTs atuais para combater outros é a APDSFS, que vira uma flecha ao ser disparada então os canhões atuais não precisam mais daqueles dispersores de fumaça da boca, eu sei que operei as duas armas quando fuzileiro, o canhão de artilharia orgânica e o canhão de viatura, 

Guacyr, há uma confusão na sua afirmação.

Uma coisa é o extrator de gases, que existe em todos os tubos para ajudar a expelir os gases do disparo. (veja os vídeos)

Outra coisa é o freio de boca. Como o "sabbot" da munição flexa começa a se soltar logo ao sair do tubo, nos testes eles arrancavam o freio de boca junto, dai canhões que disparam munição APSDFS não usarem freio de boca.

https://www.youtube.com/watch?v=JlKZr2lgTac

em português.

https://www.youtube.com/watch?v=OXXPstK0mLo

Valls

sem dúvida. esse efeito se chama de salto inicial, e é a tendência da arma "saltar" para cima no disparo.

é até intuitivo se pensarmos no momento causado pela força de recuo em relação à empunhadura, que é fixa.

por isso, por exemplo, no AK 47, a saída dos gases tem essa forma.Imagem relacionada

Valls

os: no canhões esse efeito também existe, mas se compensa no processo de alinhamento do tubo.

Incluir Resposta

Curtidas (0)
×
×
×
×