Pessoal,

Retornando ao hobby, mais uma vez.

Nunca usei as Vallejos para aerógrafos - tenho prática apenas com as Tamiyas XF. Meus kits são de Militaria russa moderna, basicamente tanques e AFV's, em 1/35.

Agradeço informarem a opinião/experiência de vocês, diluição (qual, e o que usam?), pressão no aerógrafo; e os melhores fornecedores locais. Trabalho em ambiente de baixa umidade relativa (40 a 60%), principalmente no inverno, e com as Tamiyas, usava o retardador da marca.  

Agradeço pelas ajudas.

Flores

 

Original Post

Flores,

No aerógrafo nunca experimentei, mas para detalhes no pincel, todas Vallejo são fabulosas 

Em tese, as Model Air já vêm diluídas, daí o nome delas, tanto que no pincel não cobrem muito bem, já as Model Color são as mesmas tintas sem diluição, mais apropriadas para pincel.

PlastiAbraços

Pessoal, boa tarde.

Depois destas opiniões, continuarei com as Tamiya.

À propósito, alguém estará no evento de modelismo no shopping Arcádia Mall dia 16/06, em  Itaipava-RJ?

É a cidade onde resido e, apesar de frequentar o Webkits há no minimo uns 20 anos, não conheço ninguém pessoalmente.

Passarei por lá apenas no dia 16 (abertura), pois a noite vou para SP.

Obrigado.

Flores

 

Detalhe importante. Tanto a Gunze como a Tamyia tem mais opções de diluição, ao contrario de uma Vallejo (mig/AK). Até dá para diluir com Eco5000 e Vidrex. Mas não fica a mesma coisa. Fica muito preso nos thinners deles, caso precise diluir um pc mais. Tem ninjas que conseguem, mas não é "friendly". Fique com a Tamyia/Gunze. MAs como nossos colegas acima já afirmaram.. No pincel é show de bola.

Flores,

Estou retornando ao fórum depois de um longo tempo e vi essa postagem e o comentário dos colegas. Vou colocar a minha experiência com Vallejo.

Eu nunca me adaptei bem com Tamiya no aerógrafo, sempre entupia, um inferno, até que um dia procurando opções vi as tintas da Vallejo e resolvi testar. Utilizo a linha Model Color para pincel e são, na minha opinião, perfeitas. As da linha Model Air (para aerógrafo) eu comecei a usar um pouco depois e me apaixonei por elas.

A linha Model Air uso diretamente da bisnaga, mas tem que agitar bem antes de usar. Para saber o ponto eu coloquei uma bolinha de metal dentro de cada frasco, quando ouço ela batendo já está no ponto (não utilize qualquer bolinha pois elam podem enferrujam, use bolinhas da MIG ou de vidro). 

Quando quero algo um pouco mais diluído coloco umas gotinhas (olhômetro) de thinner da Vallejo, da AK ou da MIG (estes dois últimos estão mais fáceis de achar no Brasil). Já usei água também, mas o thinner é melhor.

Sem diluição uso o 30psi de pressão, quando diluído, passo para 25 ou 20.

Não esqueça de aplicar primer, pois elas (qualquer tinta acrílica) não adere bem ao plástico.

Além da praticidade elas não tem cheiro e praticamente 20  minutos depois já posso aplicar outra cor ou camada por cima.

 

Achar Vallejo no Brasil, hoje em dia, é difícil. Normalmente  compro no eBay e na HobbyEasy e nunca tive problema. Demora uns 7 dias para chegar ao Brasil e mais uma eternidade para sair de Curitiba e chegar no Tocantins. Os preços também são mais em conta.

Veja o link do processo de pintura do meu M113A2 da Tamiya em andamento.

[]s
Ricardo Duarte

Caro Ricardo,

Veja só. Me dou muito bem com as Tamiya XF. Cuidados devem ser tomados, pois moro em local de baixa umidade relativa. O segredo está na diluição. Diluo bastante (1 tinta : 2 de álcool isopropílico). Vale a pena um maior número de demãos para a obtenção de um resultado bastante bom. Recomendo usar  também o "Paint Retarder" da Tamiya, para as suas acrílicas. HTH Flores

Uma coisa, pressão no aerógrafo não quer dizer nada, porque o que interessa é a vazão de ar que esta saindo pelo bico do aerógrafo.  pego um lince, um gatti e um iwata, mesmo compressor,  mesma pressão, pois so trquei os aerografo pelo engate rápido. A vazão de ar (e tinta) do lince é muito maior, so colocar o dedo na frente. O que estou dizendo é que se um cara falar 30 psi aqui não da pra usar isso como lei, vc tem que aprender a sentir a saída de ar no bico. porque mesma pressão, compressor, tinta em aerógrafos diferentes dao resultados diferentes.

Tinta vallejo, Mig, acrilex, revell, italeri são a base de agua e devem ser diuidas em agua, o mínimo possível ate passar pelo aerigrafo. ponto de leite é para tinta de solvente, pra ter ideia a revell manda diluir apenas 25%... fazendo isso, não talha, não entope, fácil de limpar o aerógrafo com agua e sabao e não são toxicas. O problema é que a galera não tem paciência pra aprender a aplicar finas camadas que não saturem nem escorra, esperar secar antes de passar a próxima demão e assim fazer ate a cobertura. querem cobrir de cara como tintas de solvente que da pra literalmente alagar o kit pois o solvente por ser muito volátil seca rápido o que impede de saturar/esorrer :-) 

a model ai já vem diluída. se não passar é porque esta usando pouca pressão para o aerógrafo/bico em questão, pode aumentar a pressão ate passar :-)

 

Incluir Resposta

Curtidas (0)
×
×
×
×