Skip to main content

Replies sorted oldest to newest

tenho  impressão que  ha  um  exposto no patio  do pq  manutenção em  barueri,  dava  pra  velo ao se  entrar  da  castelo branco  em direção ao centro  d e baueri  são paulo.plastiresaibços paulo r  morgado  sp -sp 

Olá, Marccelo! Infelizmente até hoje eu não vi folders nem os projetos desse blindado, ma analisando bem as fotos que tenho dele, comecei a fazer um desenho dele para poder montar um. Já está em estágio bem avançado!

 

Olá, Marccelo! Eu fiz todo o projeto das peças no computador antes de cortar a laser parte do chassi, mas aí veio a pandemia e eu tenho tido que cortar na mão.

Acho que nessa foto dá pra ver que as peças foram desenhadas no computador e impressas para o corte manual:

Mestre Valls! Bom saber que você também quer fazer um desses! Quem sabe podemos ir trocando informações! Tem algumas diferenças entre os X1A2 do primeiro e do segundo lote! Como pretendo fazer um que foi operacional, farei um do primeiro lote.

Uma das coisas interessantes de ler essas matérias dos anos 80 e ler a literatura mais atual é ver o quanto o pessoal não tinha acesso aos dados corretos. O X1A2 não usava a carcaça dos Stuarts, só foram produzidos 24, sendo que só 10 foram operacionais e por aí vai... Fora as datas de incorporação dos Stuarts no EB, que o texto diz que foi nos anos 50, mas que na verdade começou em 1942.

@Blade posted:

Olá Hudy! Sempre pensei que o X1A2 era upgrade dos Stuart, quer dizer que o "corpo" do veículo foi fabricado por aqui? E a suspensâo?

Blade, a suspensão é uma versão reforçada da suspensão dos tratores M4. Mas não dá pra usar a suspensão dos M4 pra fazer a do X1A2. Dá pra aproveitar as molas as rodas, os roletes de retorno, mas os triangulos precisam ser refeitos. Tem que fazer na mão, já que no laser, por serem peças pequenas, a qualidade não fica muito boa.

A torre é uma evolução da torre do X1, que foi influenciada pela torre do AML-90 e por aí vai. Creio que não haja influencia da torre do M41, mas dá pra notar influencia do M41 na torre do Tamoyo.