Mitsubishi x Embraer

TÓQUIO - A Mitsubishi, fabricante do caÇa Zero, deu um passo para recuperar o status ao Japão como uma potÊncia da aviaÇão nesta quarta-feira com o primeiro vÔo de seu jato regional.

A aeronave decolou na cidade japonesa de Nagoya e foi visto em um webcast ao vivo. Ele pousou cerca de uma hora mais tarde.

A Mitsubishi adiou em alguns meses o primeiro vÔo do jato, mas disse que o atraso não afetarÁ suas entregas comerciais planejadas.

O projeto reflete um desejo de transformar o Japão em potÊncia da engenharia moderna na fabricaÇão e em uma indústria aeronÁutica de nÍvel superior, cerca de 70 anos apÓs o Japão suspender a fabricaÇão apÓs a sua derrota na Segunda Guerra Mundial.

A Mitsubishi Heavy Industries e outros grandes fabricantes japoneses são os principais fornecedores para muitas das peÇas e sistemas da aeronave. Mas uma grande parte dos componentes do jato regional Mitsubishi de 70 a 90 lugares vieram dos principais fornecedores estrangeiros.

A Mitsubishi enfrenta um grande desafio em competir com a Embraer, que domina o mercado de jatos regionais, dizem os analistas.

 

Original Post

Se os japas fizerem nesse segmento o mesmo que fizeram no setor automotivo, a Embraer sai do Brasil fácil. Não dá pra concorrer com os impostos e subsídios que o Império do Sol Nascente dá às suas indústrias.

 

Caminhonetes: Hilux e L200 Triton respectivamente e mais luxuosa e mais robusta. Tiraram bom mercado das americanas. Sedãs: Corolla e Civic, batem fácil os da Ford e GM ao menos aqui no Brasil. Custaram pra chegar lá, mas quando chegaram, agora não saem. 

 

A Mitsubishi projetou e fabricou o Diamond 300, nos finais dos anos 70 até que em 1986 a Hawker Beechcraft comprou os direitos de produção da bela aeronave que hoje é comercializada com o nome de Hawker 400. 

 

Eles possuem grande know-how, história, dedicação e tem o que nós não temos: Um governo sério. Esse item é o que mais preocupa os fãs da Embraer. 

 

Mas, a Embraer tem a opção de aos poucos ir caindo fora do Brasil. É o que eu faria hoje, se tivesse condições.

 

Na verdade ha espaço para todos.
Entendo que - salvo melhor juizo - poderemos estar diante de uma reserva de mercado.
Sinceramente nao trocaria por nada nosso jato ja amplamente testado e reconhecido mundialmente.
Ao contrario, vejo tudo isso com estimulo para cada vez melhorar o que ja e excelente, independente do momento que estamos passando.
Abcs
Originally Posted by Skyflash:
Na verdade ha espaço para todos.
Entendo que - salvo melhor juizo - poderemos estar diante de uma reserva de mercado.
Sinceramente nao trocaria por nada nosso jato ja amplamente testado e reconhecido mundialmente.
Ao contrario, vejo tudo isso com estimulo para cada vez melhorar o que ja e excelente, independente do momento que estamos passando.
Abcs

Incluir Resposta

Curtidas (1)
Wolf
×
×
×
×