Skip to main content

Pessoal, alguém saberia dizer o que pode ter acontecido com esta compra na Hobbyeasy? no site dos correios diz q foi pra fiscalização do Exercito e agora que não foi permitida a entrada no pais. Pode ser devolvido ao destino, tratado como refugo ou apreendido. O que pode ter acontecido? Teria como reverter?

Comprei 4 kits

B-1B 1/144 da academy;

Porta avioes admiral kusnetsov 1/700,

USS New York, LPD-21 1/700;

um AAVP-7A1 Assault Amphibian Vehicle Personnel 1/35 da hobbyboss;

Last edited by Carlesso
Original Post

Replies sorted oldest to newest

Meu caro,

Não tem nada aí que justifique o ocorrido. Já vi kits desse tipo serem importados por colegas aqui mesmo na WK sem qualquer problema. E nem é algo volumoso. Deve ser um engano ou então caiu nas mãos de alguém com problemas. Eu tentaria entrar em contato telefonico com a ECT, perguntando se vc poderia recorrer e, caso positivo, como fazer nesse caso. Se estiver retido em unidade na sua cidade, uma opção seria tentar um contato pessoal. Já fiz isso uma vez com uma encomenda em que eles insistiam em dizer que não havia ninguém em casa para receber.

[  ]s

pois é! já compro lá ha 11 anos e nunca tive problema. O fato é que ja liguei, entrei com recurso, explicando que se trata de produto ...(dei toda a descrição tecnica) e mesmo assim foi da recita pro exercito (?). Isso é qe não entendo; o que o exercito tem que vistoriar kits plasticos. Não veio produto quimico nem eletrico. Deois de ficar uma semana no exercito, veio a negativa de entrega

Last edited by Carlesso

  Carlesso,só pode  ser um engano,pois os documentos que você listou nada tem a ver com importação e sim como se  você estivesse querendo vender algo para o exercito,isto é má vontade ou do pessoal da  receita que tem autoridade para mandar  abrir a encomenda em caso de duvida ou seja,se um objeto que passar no escaner se assemelhar uma arma por exemplo eles chaman o pessoal do exercito para verificar,se o cara do exercito achar que é uma arma eles podem apreender e destruir segundo informações no site deles, E já vi eles mandarem lanterna para lá mas depois foi liberada,tá muito estranho,estranho mesmo;

Esta conduta deles não tem pé, nem cabeça. Pode acabar sendo devolvido mesmo, mas pode de repente aparecer na porta da sua casa.

Este pessoal da fiscalização age como se não devesse explicações a ninguém, na base do que acham certo.

Sei que parece absurdo, mas não vale um "Reclame aqui"? Acho que talvez botando a boca no trombone nas mídias sociais funcione. Uma alternativa é ver se há uma ouvidoria na Receita Federal.

Last edited by Sidney

Todo produto suspeito de ser irregular  e se for apreendido o orgão regulador tem de dar justificativa,não é nas coxas. o certo é acionar a ouvidoria da Receita,pois os correios só recebem e fazem entregas eles não  retem mercadorias a não ser que falte endereço.

@pak43 posted:

Todo produto suspeito de ser irregular  e se for apreendido o orgão regulador tem de dar justificativa,não é nas coxas. o certo é acionar a ouvidoria da Receita,pois os correios só recebem e fazem entregas eles não  retem mercadorias a não ser que falte endereço.

Valeu a dica. Vou correr atras. Depois passo o feed back pra voces caso ocorra com mais alguém.

Você está importando modelos que servem como ideia para você fabricar 'armamentos' em escala real, o que pode por em perigo para a soberania nacional....
Por isso os kit foram barrados...
exemplo: um civil não pode fabricar um porta-aviões isso é de uso exclusivo das forças armadas... se você não tem o 'modelo' em mãos, não saberá como construir o porta-aviões...
Só pode ser isso que passa na cabeça de quem barrou....

Last edited by Marcus

Prezado amigo:

Apesar de já estar na reserva (há pouco tempo), trabalhei por cinco anos com a fiscalização de produtos controlados. Não vejo a menor possibilidade de o Exército ter algo a ver com sua compra... certamente foi um erro de interpretação do funcionário do correio (quem normalmente aciona o Exército). Ainda que isso ocorresse, os fiscais militares iriam até o correio, verificariam que não se trata de produto controlado (imagino que o arigó do correio interpretou como "réplica de arma") e liberariam sua encomenda, não isentando - claro - da burocracia aduaneira. De qualquer forma, quando isso ocorre, os fiscais militares assinam um formulário na própria agência liberando a encomenda. No meu caso, como abríamos o pacote, eu incluía uma carta assinada explicando que a encomenda tinha sido inspecionada pelo Exército por solicitação dos correios, citando os amparos regulamentares, etc. Se você tiver algum documento ou algo dos correios que puder me mandar, talvez consigamos desenrolar isso. Mas tenho quase certeza de que o Exército está inocente nessa (a menos, claro, que um dos fiscais seja modelista e tenha resolvido "confiscar" a mercadoria, como sugeriu o Boxman... )

Abraço do Jet

Last edited by Jet Commando

Incluir Resposta

×
×
×
×
Link copied to your clipboard.
×