Denúncia, Matéria Prima em Kit

Prezados colegas, por estes tempos ando reorganizando a kitcumba e a gente vai descobrindo algumas coisas as vezes desagradáveis.

Tenho uma seleção de kits AFV da Matchbox 1/76 já pertencente da Revell AG (Germany), a Revell AG comprou a marca e moldes, e os reinjetou na década de 80.   Manipulando os kits que na maior parte não foram montados notei que o plástico esta quebradiço e que as lagartas quase viraram pó.

Guardo os kits em ambiente seguro e controlado e tenho alguns dos mesmos kits mas da época "Made in England" que estão em perfeito estado.

Mandei um email para a Revell AG criticando o fato e me deram uma resposta tipo "cara-de-pau" dizendo que foi erro meu de conservação, etc...

Mandei uma resposta dizendo que não se fazem mais produtos de qualidade e que os produtos alemães não são como eram até pouco depois da guerra, estes chucrutes só visam o lucro...

Vejam a resposta:

Dear Mr.

many thanks for your mail and the included complaint to our "old" items. We can tell you, that end of the 80´s we ran all the production at ourselves here in Buende and all the time we used really fine material from famous manufacturers like "Hoechst", "Hüls" or "Bayer". We never used second-hand or third-hand material. Mostly it´s a problem of storing the models. You must know, our material, especially with the tracks, include some kind of softener. And any kin d of sunshine craetes a chemical reaction, so that the material "dries out" and breaks later. But that´s something we can´t influence. Regarding the damaged parts now you only can wait until we are re-issuing those items again and the,n ask for spare parts. As long as we don´t have it in our range again, you have to check the Internet for old items, we are really sorry for that. Also, please check our actual range, perhaps there is another 1/76 scale model available, from which you can take the tracks.

Kindly with all the best regards

yours Revell GmbH from Germany

 

Mit freundlichen Grüßen

 

Digo cara-de-pau porque em algumas árvores vem impresso "Made in China" que colocaram por cima do "Made in England", e o cara ainda diz que foi feito por lá...

Será que todos os produtos injetados pela Revell AG ficam quebradiços após 25 ou mais anos???  Já pensaram naquele kit montado com o maior capricho e que vira pó depois de 20 anos?...

 

Original Post

Wolf porque você não nos brinda com suas  montagens espetaculares? 

Pelo menos você vai ficar com o kit montado e depois ele vira pó. Pelo menos eu acharia melhor assim... do que depois de vinte anos descobrir que o kit que eu NÃO montei virou pó... pelo menos me diverti montando o kit.

Pelo menos pra mim é melhor assim.

E outra.. será que no processo de montagem o fato de você lixar e preparar a superfície do kit e pinta-la não iria prevenir essa mudança no plástico? Quem sabe o produto desmoldante que eles aplicam no processo não está depois de tanto tempo alterando as características do plástico? Em fim...

Acho que é um dos riscos de ficar estocando kit.

As coisas decompõe. Nem avião de verdade aguenta; imagina então plástico fininho, decais e caixa de papelão.

Eu não culpo os alemães. Nenhum fabricante de kit é obrigado a produzir algo que vá durar 30 anos no armário... não faz sentido.

Kit é pra ser montado. E concordo com o Daniel: depois de montado e pintado, a decomposição será bem mais lenta. Mas isso também não me afeta (eu monto um album de fotos no meu blog e não olho mais pro kit depois que tá pronto kkk).

 

 

 eu não sei se o plastico dos kits segue a logica daquelas figuras do forte apache a estrela eu tenho algumas boas e outras ao tocar quebra,tenho a impressão que elas tem 40 anos,eu não tenho kits tão antigos desmontados,tenho a impressão que o mais velho deve ter entre 15 ou 20 anos sei lá.

infelizmente  é  dificil  ter  certeza  sobre a exata  composição do material destes  kits....  ..sem  contar  que  mais  modernamente  muitos  kits  vem com  prazo de  validade  indeterminada.... alguns  produtos realmente  ficam  quebradiços outros  se aguentam  por  anos  ou decadas ...... é  fica  um eterno misterio saber se  por  ventura  muitos  trabalhos de  plastico injetado  foram terceirizados ou quarteirizados (india, china  malasiia  ou fundo de quintal  na  eurosa9em especial oriental)..plastiresibços - s. paulo paulo 

Caro Daniel, não sou o Wolf das montagens que você mencionou, não sou tão bom quanto ele para detalhes e aplicação nos cuidados realísticos.

Cada um leva seu hobby da forma que lhe dá prazer e um dos meus é a coleção, não conseguirei montar todos os kits que tenho mas sinto prazer em poder abrir a caixa, escolher o que vou montar, etc.  Se todos gostassem de "montar" apenas o Me-109 não haveria tantos fabricantes e provavelmente a industria do modelismo iria minguar. E contrariando meu colega Marco, kit pode ou não ser montado, não se tem a obrigação de faze-lo.

Quanto a durabilidade, ela deveria ser de décadas desde que seja em ambiente controlado, temperatura estável e sem exposição ao Sol, como é o caso exposto.

Kit é como a cabeça da Hidra, você termina um e já entram dois na prateleira...

Trouxe essa semana para a luz do sol um kit 1/35 da Italeri com mais de 40 anos (1972), que dormia em minhas kitcumbas. É tão antigo que Italeri naquela época se escrevia Italaerei. Tirando os decals, o resto está normal, até mesmo as lagartas em vinil (horríveis!).

[  ]s

O objetivo atual de fabricantes a comerciantes, passando por profissionais liberais é a dita obsolescência rápida.

Não é mais qualidade mas quantidade...

Não é mais durabilidade mas decomposição rápida... para haver nova compra e a manutenção do ciclo consumo/fabricação.

 

Uma casa no Japão tem vida útil aceitável de 20 anos e se observarmos o padrão da construção civil nos EUA, com suas casas-favelas disfarçadas, fica também nesse padrão.

A cada tornado no Meio-Oeste americano vê-se o padrão americano de construção ruindo e sendo levado pelos ares com quaisquer ventos tamanha a sua fragilidade.

 

É assim com carros (nunca se fez tantos recalls como nos últimos 20 anos), material eletrônico (o desaparecimento de mídias e seus aparelhos tocadores exclusivos é impressionante), lâmpadas (as incandescentes duravam pouco, as de LED vão durar até 5 anos, ah tá!), cuecas são para durar bons anos (hoje não ficam no nosso r*** nem 4 meses), material de informática (impressoras HP que vem com cartucho de 5ml e depois de 2 anos não tem mais reposição de peças) e por aí vamos...

 

Kits durarem pouco? O que é que vocês pensam com o preço do petróleo, transportes, correios caros do jeito que estão no mundo todo? Kits baratos? Duráveis, se ficarem estocados?

Esqueçam isso. Vocês vivem no tempo da obsolescência planejada.

 

Tudo isso visa remunerar o capital dos “investidores”. Hoje surgem no mundo, não mais milionários mas bilionários a cada dia, tudo fruto dessa ganância desenfreada que cerca os meios de produção e comercialização.

Não importa se estamos destruindo as reservas do planeta nem que estamos acabando com o futuro de bilhões. O que importa mesmo é a paz e sossego de um grupo de tolos gananciosos que não vêem que estão acabando com as possibilidades da própria descendência.

 

Não se preocupem com kits.

Preocupem-se em aumentar o conhecimento, a estatura intelectual não só de vocês como dos seus filhos, para que todos nós possamos aguentar o repuxo que já está acontecendo, pois como gosto de dizer, não tem almoço de graça. Mais cedo, ou mais tarde, a conta chega.

 

Os kits? Não to nem aí para eles…

Wolf,

Acho que você deu azar de pegar um lote "premiado" e mesmo que tenha mantido em condições ideais, sabe-se lá por onde passaram da fábrica até aqui.

Algumas peças "emborrachadas" reagem com o plástico, quem teve aquele caminhão militar 1/40 da Revell/Kiko sabe bem do estou falando.

Provavelmente eles desconheciam o que aconteceria, pois naquele tempo as coisas costumavam durar e algo assim não pegaria bem para qualquer empresa. Tanto que quando aconteceu no meu, a Kikoler havia fechado ha anos.

Isto também me aconteceu com alguns Airfix  montados, que mantive  guardados por décadas, interessante que dentre os muitos que tinha apenas uns dois ou três apresentaram este problema.

Dos 1/35, tenho um único Zvezda, também montado faz tempo, começando a apresentar estes sintomas, do mesmo modo tenho outros perfeitos, montados  há mais tempo ainda.

O mais estranho foi mais recente, estava montando um Italeri novo, dei um wash nas lagartas que ficaram quebradiças e inaproveitaveis assim que secaram. Fosse um thinner forte lá, mas eram acrílicas...

Não tem muita lógica, acho que é mais azar mesmo, mas para prevenir, tento manter as lagartas bem separadas das partes plásticas, em todos meus kits na caixa, dentre os quais tem alguns bastante Jurássicos.

Independente disto "fazer parte", a resposta da Revell foi lamentável, deviam agradar aos clientes e não afugentar.

Sinceramente, quanto custaria para eles simplesmente pedirem desculpas e lhe enviarem um ou dois novos tanquinhos 1/72, ainda que diferentes destes teus? Já pensou o sucesso que seria este tópico, com todos louvando como foram prestativos?

PlastiAbraços

 

Well...  Depois de umas cutucadas e de declarar meu desencanto tanto pela resposta mentirosa de que a Revell AG sempre usou material de qualidade, bem como a de que seus kits são fabricados localmente (se ampliarem a foto fica bem visível o "Made in China"), recebi mais este Email da Revell AG...

Schmee, Michel

Dear Mr.

again thanks for your mail and the enclosed Pictures. In this case we have a very Special Situation. At that time, shortly after we bought the Matchbox tool stock, there were some items still produced in China, so we put those quantities into the old Matchbox boxes, where we had the rights to use it for another two years. But very soon we shipped all the molds to Germany and changed the engraving to Revell Germany. We had to do this, because it´s a law and we had to engrave it before we started our production in Poland. You are right, it might have happened, that because pof a cheapßer raw material those items were of a less quality than we usually have, we have to excuse this. But in  general, we don´t accept, when you say, that Revell Germany is only looking for profit, not for the Quality. Every year we try to increase the Detail, part Fitting and Quality of our products, every year we recieve some Awards "Model of the Year" for that. And we will also follow this part of our product politics also for all the coming years. Again, sorry for that rubbish model kit, please send it back to us, we will send you a similar product with a better Quality for replacement. We hope, you agree to this solution.

With best regards

Revell Germany

 

Mit freundlichen Grüßen

 

Pois é, Já não se fazem mais chucrutes como antigamente...

Wolf você deveria parar e pensar:

1- Os funcionários da Revell trabalham fabricando kits, para eles isso não é um hobby;

2- Por mais que você goste de guardar os seus kits na caixa, como alguém disse antes... fabricantes fazem kits SEMPRE pensando que eles serão montados algum dia pelo modelista;

3- A Revell lhe pediu desculpas pelo ocorrido e lhe ofereceu para lhe repor o kit, isso me parece bem razoável;

4- Você não é o primeiro e nem será o ultimo a ter problemas com um kit, não é o fim do mundo, viva a vida

Eu penso o seguinte, a Revell é a única fabricante que respeita os clientes. Eu mesmo ja pedi peça que quebrei e eles mandaram de graça da Alemanha a arvore inteira, apenas mandei um e-mail e nada mais, eles so respondem para aguardar. Em outro fórum varios modelistas conseguiram peças perdidas, inclusive folha de decais, tudo de graça. 

Tenta pedir isso para a Tamiya para vero que acontece.

 

anghinoni posted:

Eu penso o seguinte, a Revell é a única fabricante que respeita os clientes. Eu mesmo ja pedi peça que quebrei e eles mandaram de graça da Alemanha a arvore inteira, apenas mandei um e-mail e nada mais, eles so respondem para aguardar. Em outro fórum varios modelistas conseguiram peças perdidas, inclusive folha de decais, tudo de graça. 

Tenta pedir isso para a Tamiya para vero que acontece.

 

a airfix me pediu até a cor da cueca e se estava selada 

Gente, vejam mais profundamente, a questão da má qualidade dos kits é uma coisa mas tem muita relevância dois fatos, o de fabricarem na China e dizerem que não o fizeram, e o fato de usarem material de qualidade inferior e que também foi negado, tudo isso até que enviei a foto comprovando e ai, diante das provas eles reconheceram.

E a coisa vai para outros itens, como os carros, mentira em relação aos testes de poluição, etc...

O que esta acontecendo com a qualidade dos produtos alemães?

anghinoni posted:

Eu penso o seguinte, a Revell é a única fabricante que respeita os clientes. Eu mesmo ja pedi peça que quebrei e eles mandaram de graça da Alemanha a arvore inteira, apenas mandei um e-mail e nada mais, eles so respondem para aguardar. Em outro fórum varios modelistas conseguiram peças perdidas, inclusive folha de decais, tudo de graça. 

Tenta pedir isso para a Tamiya para vero que acontece.

 

Mais pura verdade. Solicitei a eles como poderia comprar uma folha de decais de um F-117 1:48 que as traças comeram e me enviaram outra de graça. Depois pedi um parabrisa do Eddie Force one que havia sumido e eles enviaram de graça. Tamiya nem responde.

O unico serviço equivalente que achei foi o da Eduard. Eu havia pedido uns sprues extras do 109G e eles informaram que haviam retirado de linha e não podiam me vender, pois o modelo apresentava problemas de escala. Expliquei que sabia disto, que já havia montado 4 (enviei para eles as fotos dos modelos) e que tinha uns decalques e aftermarkets para montar mais uns dois, mas precisava de algumas peças (indiquei quais os sprues e quais as peças). Eles falaram que iam procurar se tinha ainda algumas destas grades e me enviaram de grátis. 

apesar  de  varios  europeus(incluisve  teutonicos)   terem seus made  in china  india, pelo menos os alemães - talvez por questão cultural)  ainda  prezam o respeito (mínimo) dos  pós-vendas) ---  afinal sabem o quanto custa  um recall (lembram-se dos  motores a diesel  da volks, poluentes) .....

já  imaginou  se fizessemos um recalll de kits...???  acho  que mais  da  metade  do  meu estoque  iria  voltar... (paraa legria  da  patroa)...plastiresiabços  paulo r  morgado sp -sp  

Wolf,
 
Como eu disse, esta segunda resposta me pareceu bem melhor, mas na realidade ela devia ter sido dada no lugar da primeira, o que foi lamentável, demonstra completo desconhecimento do produto.
 
Se meu primeiro conceito foi zero e agora é dez, então na média deu 5, vou considerar isto quando (se) comprar outro Revell.
 
Quanto a ser fabricado na China ou outro lugar, não há problema algum, existem excelentes produtos fabricados na China (iPhone), assim como também tem muita coisa ruim (teus Revell).
 
Tem muito Tamiya "Made in Philipines", nem por isto são inferiores aos "Made in Japan". 
 
Eu tenho um Nissan (fabricado no México e agora em RJ), foi o melhor automóvel que já tive na vida, agora quero distância de Alemão, Americano, Francês e Italiano, quando trocar certamente será por outro japonês, pois desde que se mantenha o controle de qualidade, pode ter sido fabricado aqui ou alhures.
 
Alemão talvez se fosse BMW, Mercedes... Porsche 
 
Mas não tenho cacife para isto 
 
PlastiAbraços

Wolf, uma das regras de ouro que todo profissional liberal DEVE seguir é que é mais fácil manter-se um cliente do que captar-se um novo.

Essa política paga-se a longo prazo e hoje tenho clientes há mais de 40 anos.

O que muitas empresas ainda não aprenderam é que, ao ter-se uma reclamação, seja individual ou coletiva, de imediato deve a área de Comunicação com o Consumidor procurar resolver a dificuldade, mesmo que a empresa tenha que arcar com custos.

Nos Estados Unidos, o famoso Punitive Damages visa justamente punir as empresas que não reajam de imediato aos pleitos dos seus consumidores e escondam fatos. E são multas pesadíssimas...

Infelizmente, a maioria dos executivos das empresas nacionais e transnacionais mundiais ainda não aprendeu essa e outras regras de ouro, e continua atuando de forma imperial e até feudal, em alguns casos bem conhecidos.

anghinoni posted:

Eu penso o seguinte, a Revell é a única fabricante que respeita os clientes. Eu mesmo ja pedi peça que quebrei e eles mandaram de graça da Alemanha a arvore inteira, apenas mandei um e-mail e nada mais, eles so respondem para aguardar. Em outro fórum varios modelistas conseguiram peças perdidas, inclusive folha de decais, tudo de graça. 

Tenta pedir isso para a Tamiya para vero que acontece.

 

Uma vez fui fazer isso com a AFV, a caixa lacrada veio sem os pneus de borracha do Long Tom e naquele tempo não havia resina, tô até hoje esperando resposta do e-mail...

Até hoje sempre fui atendido nas minhas reclamações, inclusive pelos chineses, mas se acho que houve injustiça, como foi o caso, ponho a boca no trombone, já espalhei o fato por vários fóruns no exterior.

Agora vejam...

Tenho o kit da época da Matchbox inglesa (a esquerda) adquirido uns 10 anos antes daquele da Revell AG (a direita, adquirido na H.Original Modelismo em fevereiro de 1998) e vejam que o da Revell AG esta com o manual escuro (má qualidade do papel) lagarta quebrada e o plástico do kit esta quebradiço.

Parece que o kit Revell-Matchbox é uns 20 anos mais velho...  e é justamente o contrário.

Fiz uma listinha dos kits e vou passar para a Revell, vamos ver o que acontece...

Foi mais ou menos baseado nisso que comecei a vender meus kits de estoque e a montá-los com mais frequência..

recentemente foi olhar uma caixa para montar, um cockpit 1/12 do F-16, e os decais estão ficando amarelados...

De que me adianta ter "ns" kits guardados em caixa se mal os vemos, sequer montá-los....

Sei que muitos colegas, os guardam como coleção...e ficam estocados em caixas por anos a fio, esquecidos em algum canto da casa......

Mas esse é um risco que corremos...

Decais amarelam, caixas são mais degradáveis.

Mas os Kits são compostos por diversos tipos de plástico.. .. as esteiras por exemplo, acredito serem um tipo de borracha, para serem mais maleáveis, como exemplos, os pneus de caminhões que o pessoal troca por resina, antes que se desintegrem...

Solução: MONTAR....

quem nao sabe borracha depois que vulcaniza, continua se vulcanizando sozinha com o tempo num processo que nao acaba. por isso pneu de carro tem validade, pode estar novo e zerado sem rodar mas nao da para andar exatamente porque o processo de vulcanização deixa ele seco e duro, portanto sem aderência.

 

Isso é verdade, determinados materiais continuam em transformação, o papel por exemplo esta na verdade em lenta combustão ao entrar em contato com o oxígênio do ar, mas o que determina a sua duração? Tem papiro egípcio de 3.000 anos ainda inteiro. Vai depender da qualidade do material, comprimento das fibras, processo de fabricação, local onde é guardado,  etc...

O que eu quero é meus kits inteiros até minha morte, depois pode virar abóbora...

artemius111 posted:

O objetivo atual de fabricantes a comerciantes, passando por profissionais liberais é a dita obsolescência rápida.

Não é mais qualidade mas quantidade...

Não é mais durabilidade mas decomposição rápida... para haver nova compra e a manutenção do ciclo consumo/fabricação.

 

Uma casa no Japão tem vida útil aceitável de 20 anos e se observarmos o padrão da construção civil nos EUA, com suas casas-favelas disfarçadas, fica também nesse padrão.

A cada tornado no Meio-Oeste americano vê-se o padrão americano de construção ruindo e sendo levado pelos ares com quaisquer ventos tamanha a sua fragilidade.

 

É assim com carros (nunca se fez tantos recalls como nos últimos 20 anos), material eletrônico (o desaparecimento de mídias e seus aparelhos tocadores exclusivos é impressionante), lâmpadas (as incandescentes duravam pouco, as de LED vão durar até 5 anos, ah tá!), cuecas são para durar bons anos (hoje não ficam no nosso r*** nem 4 meses), material de informática (impressoras HP que vem com cartucho de 5ml e depois de 2 anos não tem mais reposição de peças) e por aí vamos...

 

Kits durarem pouco? O que é que vocês pensam com o preço do petróleo, transportes, correios caros do jeito que estão no mundo todo? Kits baratos? Duráveis, se ficarem estocados?

Esqueçam isso. Vocês vivem no tempo da obsolescência planejada.

 

Tudo isso visa remunerar o capital dos “investidores”. Hoje surgem no mundo, não mais milionários mas bilionários a cada dia, tudo fruto dessa ganância desenfreada que cerca os meios de produção e comercialização.

Não importa se estamos destruindo as reservas do planeta nem que estamos acabando com o futuro de bilhões. O que importa mesmo é a paz e sossego de um grupo de tolos gananciosos que não vêem que estão acabando com as possibilidades da própria descendência.

 

Não se preocupem com kits.

Preocupem-se em aumentar o conhecimento, a estatura intelectual não só de vocês como dos seus filhos, para que todos nós possamos aguentar o repuxo que já está acontecendo, pois como gosto de dizer, não tem almoço de graça. Mais cedo, ou mais tarde, a conta chega.

 

Os kits? Não to nem aí para eles…

Concordo com você em gênero, número e grau.Kits são pra curtirmos. Fui nesse fim de semana arrumar minha kitcumba e descobri que meu F-16 está com o plástico todo quebradiço, trincando à toa e o decal ficou todo podre. Não tem problema, vai virar sucata de teste! Detalhe: é um kit da Italeri 1/48.

Já dizia o Rei Luís XV: "Depois de mim o dilúvio!"

Colegas,
 
Como disse acho que é um pouco de questão de sorte, comprei alguns modelos no sábado e ao guardar, dei uma reorganizada geral nas kitkumbas.
 
Motivado por este tópico, verifiquei o estado da maioria, em especial dos mais antigos.
 
Todos estão praticamente "novos" incluindo uma dupla com cerca de 50 anos.
 
Já que esta dupla é Tamiya, provavelmente ainda estarão iguais daqui uns 100 anos ou mais 
 
Não duvido entretanto, que alguns dos que nem olhei, com 5 anos ou menos, estejam se esfarelando ou até já se esfarelaram 
 
PlastiAbraços

Será que todos os produtos injetados pela Revell AG ficam quebradiços após 25 ou mais anos???  Já pensaram naquele kit montado com o maior capricho e que vira pó depois de 20 anos?...

 

Um kit montado há 20 anos atrás provavelmente vai estar com decais amarelados, canopy embaçado, plástico ressecado e etc.. Além disso, se você evoluiu o minimo que seja neste tempo, vai achar que ele esta uma porcaria.

Kits são para montar, se divertir com isso e esquecer, achar que são bens duráveis é bobagem.

 
 

Wolf,

Ótimo saber, por favor nos coloque a par do desfecho disto.

E só para constar, o Paulo RS colocou um Marder III "Italaerei" no GB Militaria, que me fez lembrar daqueles antigos "Revell Italaerei", por coincidência tenho um com cerca de 40 anos, salvo por umas manchas na lateral da caixa, que já estavam lá quando comprei há uns 3 anos, está intacto. 

Caso alguém se interesse em ver detalhes deste Marder, ou a caixa do meu:
https://webkits.hoop.la/topic/g...iii-h-italaerei-1-35

A grande dúvida agora é, caso meu kit "esfarele", se devo procurar a Revell ou a Italeri 

PlastiAbraços

Augusto posted:

Será que todos os produtos injetados pela Revell AG ficam quebradiços após 25 ou mais anos???  Já pensaram naquele kit montado com o maior capricho e que vira pó depois de 20 anos?...

 

Um kit montado há 20 anos atrás provavelmente vai estar com decais amarelados, canopy embaçado, plástico ressecado e etc.. Além disso, se você evoluiu o minimo que seja neste tempo, vai achar que ele esta uma porcaria.

Kits são para montar, se divertir com isso e esquecer, achar que são bens duráveis é bobagem.

 
 

Tenho que assinalar...

E os participantes de exposições, torneios, competições de modelos, como ficam nessa? E os gurus de plantão?

Neurotizam sua casa, seus familiares, seus amigos, seus colegas de trabalho, tudo porque a cor RLX não bate com a cor do F-54638 ou do Ju-6473 encontrada no porão esquerdo ou que a alavanca do macaco do Gamo-4356 está 0,0004mm maior que a original. Enlouquecem tentando fazer a parafuseta da rabeta do Mig-394, que mede no original, duas polegadas... e meia ou que a esteira do Gambá M-222 é meia polegada maior.

Retornemos ao prazer de montar, a alegria de pintar, ao êxtase em envelhecer e desgastar um pouco de plástico e, em seguida, passarmos a próxima caixa.

No mais, serve tudo o que Augusto postou...

Quem viver, verá...

CLEDSONSALES posted:

Eu tenho percebido esse problema no  plástico e esteiras de kit muito antigo da Tamiya, mas já escutei o mesmo relato de um amigo que comprou um M60 antigo da ESCI. 

As esteiras antigas eram de borracha e as atuais são de vinil, tenho uma esteiras antigas tamiya que esfarelaram , não dá para comprar de metal pelos custos e paciência, haja saco. Como gosto de caminhões confesso que os pneus atuais me preocupam, vai lá saber a qualidade, trocar por resinas acaba ficando mais caro que o kit, eu não tenho o costume de parafusar o pneu na base para força-los para baixo para simular peso como muitos colegas fazem, daí acho que vai ferrar mais cedo ainda, isso se pintar com acrílicas, se for esmalte daí piora ainda mais.

Abs.

Incluir Resposta

Curtidas (0)
×
×
×
×