Skip to main content

@Wolf posted:

Aproveitei e peguei a tripulação para o kit

   Panther crew in actionS-3087
 
Panther crew in action,
Normandy 1944

, tem mais de uma opção... https://stalingrad.diorama.ru/cat-all.html

Os esquartejados chegaram hoje. O tanque ainda nem sonha em estar pronto.

Vou ter que achar um lugar bem certo pra guardar essa galera porque se não a hora que chegar a vez deles nem vou saber onde guardei.

Até que não demorou, pra vir de onde vem.

Edu

Last edited by edufari

Vamos seguindo por aqui que o caminho é longo (sem reclamações) e é assim que tem que ser.

Essa peça, que para mim parece um purgador (peça azul no desenho abaixo) preso por uma mangueira, é colado de topo com uma válvula, o que pela área de contato, sempre foi um pesadelo, tem que ficar segurando, mas o parkson não deixa manter a posição, conclusão, ou não cola ou cola na posição errada, já que só faço esse tipo de fixação com cianoacrilato.

Mas meus pobrema desse tipo de colagem acabaram. Seguindo a indicação do meu amigo Zé, que gentilmente me vendeu uma unidade que estava sobrando para ele, em várias oportunidades nessa fase da montagem, utilizei o produto abaixo com sucesso total.

Já a peça vermelha segue o esquema do desenho abaixo, que eu, embora tenha tido a oportunidade de aprender geometria descritiva, tive, confesso, uma certa dificuldade de entender exatamente o que queria informar, não fosse o desenho no manual. Aí a indicação é a de usar um arame que eles incluem no kit.

Só que deve ter havido erro na confecção do arame, que ao invés de usarem metal, devem ter usado mandioca. O troço ao dobrar, se parte. Aí tive que utilizar um fio de cobre do estoque.

E tome plástico. Detalhes não faltam. Sobram.

Mais um step (o 16) concluído com sucesso.

Mais tarde (espero) tem mais.

Edu

Last edited by edufari

E o tipo de montagem que acabei por apreciar e que também ocorre com os kits ruins, principalmente os antigos russos onde é necessário inventar, improvisar, pesquisar para fazer uma peça ou adaptação, é usar a cabeça e quando acertar ficar contente com isso...

Wolf, tamo junto nessa. Pena que nos últimos anos perdi um pouco o jeito para algumas coisas ou talvez seja falta de saco para fazê-las. Ouvia muito isso de modelista com mais tempo na lida e não compreendia o porquê de alguém estar de saco cheio de algo tão legal. Mas aí o tempo passa. Para todo mundo.

Componentes do sistema de giro da torre.

Esse photoetched foi chatinho

Parte do mecanismo de giro. Não gosto de solda em meia cana. Preciso dar um trato nessa emenda. Antes quero ver o que ficará visível.

É legal esse processo de montagem de sub componentes que depois montam algo bem complexo.

E mais

Já dá para ver o pinhão que engata na cremalheira circular da base da torre.

Emocionante o crescimento do bicho. Aí eu vejo esse montão de detalhes e fico pensando em como será pintar tudo.

E por enquanto é isso. Amanhã tem mais. Se Deus quiser.

Edu

Last edited by edufari

É isso Edu, eu comentei que nunca tinha visto tanto detalhe sobre o Panther, nem em livros ou fotos.  Os caras devem ter vivido um mês dentro de algum Panther em algum museu para conseguir a façanha, ou obtiveram dados completos da fábrica e meticulosamente copiaram tudo, realmente é um kit excepcional. Você falou da montagem de sub-componentes e penso que a pintura é também por sub componentes, você termina uma etapa e pinta, e assim por diante, ao final junta tudo. Estas peças de mecanismo é aquela cor "Gun Metal" que deve pegar bem, com o esmalte da Airfix (Humbrol) no pincel...  Referência sobre alguma foto colorida é suspeito visto que passaram por restauração e acho que não devem ter usado a cor da época.

Last edited by Wolf
@Zé Victor posted:

Taí um aprendizado vale muito. Perdi muito tempo e trabalho antes de me ater a isso.

[]s.

Acho que este é um dos maiores problemas de kits com interior, em alguns, depois de prontos, não se vê quase nada... Os transparentes me parecem estranhos, recortados geralmente também escondem bastante, manter peças principais soltas para poder montar e desmontar, quase sempre deixam a desejar nos encaixes e são um convite ao desastre!

Adquiri recentemente um FT17 com interior parcial e um 7TP com interior completo, mas são tão pequenos, que provavelmente vou montar fechados ou quase e guardar seus "interiores", para talvez usar em outros projetos "mais visíveis"

PlastiAbraços

Respeito e admiro muito quem faz esse tipo de montagem super minunciosa, mas não épara mim.

Principalmente em militaria prefiro gastar esse tempo e mão de obra em um cenário, por mais simples que seja, para colocar o kit montado.

Mas o que interessa aqui agora é esse teu panther. Vamos lá Edu. Aceléééra!!



[]s.

Last edited by Zé Victor
@Zé Victor posted:

Respeito e admiro muito quem faz esse tipo de montagem super minunciosa, mas não épara mim.

Eu também respeito e admiro quem monta kits com interior, já quanto ao "não é para mim", depende...

Talvez com a idade meu ânimo e paciência tenham diminuído, gostava muito de scratch, conversões, kits de resina e até tive prazer em montar alguns interiores, muitos dos quais ficaram quase invisíveis.

Então já gostei disso, hoje em dia nem tanto e para o futuro, sinceramente não sei... Dá de uma Tamiya lançar um Tiger I com interior, de encaixes perfeitos, relativamente bem detalhado, simples e barato

Mas voltando ao tópico, @edufari quero ver mais dessa belezinha!

PlastiAbraços

Valeram a visita e os comentários, garotos.

Rubens, dá de uma Tamiya lançar um Tiger I com interior, de encaixes perfeitos, relativamente bem detalhado, simples e barato

Bom, na verdade vc vai querer 4 kits

Realmente um kit como esse serve como uma prova de paciência e perseverança, mas se não tiver nenhum sentimento de prazer, é igualzinho a um trabalho que vc desempenha porque se comprometeu ou porque precisa. Ou os dois.

De fato eu ainda curto. Na minha idade estou desenvolvendo sozinho um software de controle de frotas já tem 3 anos, ele é imenso e complexo, então um kit como esse serve bem para refrescar a cabeça.

Hoje nem consegui tocar nele mas amanhã quero dar mais um grau.

Edu

Last edited by edufari

É punk! (isso é um elogio)

É até curioso. Vc corta, lixa, ajusta, cola, faz tudo de novo e de novo, a hora que vai ver, foi apenas mais um step.

Acho que os caras devem de ter passado bem mais de um mês dentro de um desses para pegar todos esses detalhes.

Agora, nem tudo é alegria. Não sei onde foram achar essa peça E6. Ela simplesmente não existe.

Pensei até que poderia ser um conjunto de uma fase anterior mas também não achei. Até porque a grade "E" não existe. Tô pensando agora que poderia fazer um scratch. Talvez eu tente.

Tá ruim mas tá bom. Vamos tocando.

Edu

Esse teu kit é o RM-5019?

Se for; a grade E é aquela onde estão também as munições segundo consta no site da Super-Hobby

Como diria a minha mãe: Levou quem trouxe. É ele sim.

Matou a pau. É isso mesmo. A situação agora é outra: tem duas peças E 6 mas só usa uma. Acho que vou devolver a outra.

E tem mais, acho que a veieira, está se manifestando. Esquece tudo o que falei das lixas de madeira. As granas para tratamento da madeira, vão de 60 até 220 ou um pouco mais. Não são usadas lixas com grana 1000 ou mais para madeira.

(Semana que vem vou marcar uma consulta com o geriatra.)

Edu

Last edited by edufari
@edufari posted:


A situação agora é outra: tem duas peças E 36 mas só usa uma.

É isso mesmo. Tem duas grades. "Prafrentemente" na montagem muito provavelmente vai ter utilidade com alguma peça ou peças.



Semana que vem vou marcar uma consulta com o geriatra.

Relaxe. Até a semana que vem você já esqueceu isso.



[]s.

Last edited by Zé Victor

E segue complicando.

À medida em que os subconjuntos vão se encontrando, a complexidade vai ganhando dimensão. Vai ser necessário analisar em que ponto parar de agregar os próximos porque se não, complicará a pintura.

Sim, porque cores diferentes somente com pincel será possível fazer e é nesse ponto que o alzheimer faz a festa.

Vai entender. As duas primeiras imagens vieram direto do google fotos, já na terceira não aceitou, teve que vir do imgur.

Edu

Last edited by edufari

@edufari

O Google Fotos não serve para isso, talvez apareça para você, mas pouco depois da postagem, as fotos desaparecem para o mundo... Tanto que só vejo a terceira...

Você levantou um ponto que talvez seja aquele que mais me afasta de kits com interior que  exatamente é a pintura

Confesso que montei um ou outro kit com interior para depois acabar fechando tudo, pois desanimei na fase de pintura

PlastiAbraços

Rubens

Agradeço a visita.

Bom vc ter falado sobre o google fotos. Vou substituir já.

Entendo o que disse sobre desanimar na pintura em um caso como este e realmente é desafiador. Espero ir até ao final, pois percebo que já não tenho a mesma disposição de antes infelizmente.

Edu

@edufari

Por favor, não desanime com meus comentários!

Muito pelo contrário, esta sendo um prazer acompanhar sua persistência, numa montagem tão inspiradora!

Tenho alguns kits com interior e devo monta-los todos, só preciso me animar um pouco

Mas são alguns, não todos! Minha crítica com modelos com interior, é que mais recentemente lançaram muitos, alguns tremendamente complexos, nada contra quem monta tudo com interior, mas hoje para mim, isso é um desafio enorme, não tenho paciência.

Muitos fabricantes até lançam versões com ou sem interior, mas alguns não... Então se eu quiser algum kit novo que só tem com interior, não tenho opção, provavelmente nem monto o interior e ainda pago mais caro

PS: Agora vejo as fotos e aguardo ansiosamente, pelas próximas

PlastiAbraços

Rubens, continue a abrilhantar o projeto com sua presença e quanto aos comentários, nem passa pela minha cabeça desanimar, meu dicionário apagou essa palavra. Às vezes ficou um pouco irritado e, sim, dá vontade de chutar tudo.

Acompanhe o que digo.

Esse kit traz a possibilidade de montá-lo em corte, correto? Eu acredito que esse kit já existia sem corte, com todo o material de apoio há algum tempo e de repente um gaiato acordou com a bunda descoberta e resolveu adicionar essa possibilidade, mas teve preguiça de fazer isso direito.

Aí fizeram a parte mais difícil, colocar todas as peças do interior disponíveis, aí acabou o tesão e deixaram o manual sem mexer.

Para montá-lo é preciso estar constantemente conferindo o que aparece e o que não, se existem as peças alternativas ou não ANTES de montar alguma etapa. O manual deveria pelo menos dizer: nessa etapa pesquise se sua montagem será em corte ou não, pro pião se prevenir de fazer cagada.

Feita esta etapa. O manual nessa parte não é muito amigo indicando posições corretas.

Mas depois de um bom tempo debruçado sobre os desenhos e quebrando a cabeça, ficou pronta.

Início da montagem da parte dianteira da parte superior do corpo do tanque.

Legal, né? Só que não. A versão em corte, não usa nada disso e pior, essa parte intermediária (não sei o nome técnico) onde depois é instalada uma metralhadora, tem um diâmetro bem menor do que o furo da frente cortada.

Mas não reclame não, porque eles te dão mais uma alternativa, a de recortar e substituir a frente por outra peça já cortada.

Só que e se eu não quiser fazer essa operação? Aí eles oferecem a solução final, a parte superior da carcaça já cortada, mas com esse furo dianteiro maior do que a peça que vai aí, essa que depois recebe a metralhadora. Procurei para ver se tinha um complemento e não achei, aí é claro, tive que improvisar.

Tá, nada muito complicado mas completamente desnecessário.

Enfim o que o filho batuta que acordou com essa ideia genial poderia ter feito, é complementar o manual.

Bom, pelo menos agora, já fui vacinado. Nem raiva não pego mais

Edu

Last edited by edufari

E vamos que hoje é domingo e domingo pede cachimbo.

Só esse sistema de armas, já consumiu nada nada, umas 4 horas de bancada. Não tem rebarbas, não tem imprecisão, mas é necessário às vezes, montar e desmontar porque no manual não há imagens de um posicionamento claro.

E o pior é que teve vezes de já ter sido com cola, como é tudo muito pequeno uso a superbonder, que depois de ser descolada, exige um trabalho de limpeza nas peças para que possam ser recoladas.

Mesmo usando a mais viscosa, não resolve porque o problema não é de posicionamento, mas sim de local da colagem que não fica muito claro pelo manual.

Além, é claro, do nível elevado de detalhamento, com borboletas  de ajustes a serem coladas individualmente, da ordem de 1 mícron. Só com microscópio eletrônico ou de varredura.

Mas afinal, tudo pela democracia, não é? Minha mãe dizia: "Quem procura e acha, não é desgraça,"

Sem crise, eu gosto, de verdade. Me assusta um pouco a pintura, e estou pensando que não será produtivo montar esses subconjuntos à montagem principal antes de pintar, porque ficará difícil o acesso.

É, estou pensando em começar a definir as tintas para o trabalho. A lista do manual é bem grande e tudo com referência MIG. Estou vendo que vai ser, como na maioria das vezes, no zolhímetro.

Edu

Last edited by edufari

Muito bem Edu, esta cada vez mais complexo e ainda bem que você faz o registro fotográfico. E que riqueza de detalhes, tem até a simulação de peça fundida na base da metralhadora, e isso pelo lado de dentro...

Wolf, grato pela presença e o incentivo.

Sim, é uma surpresa a cada passo e, pelo menos até agora, surpresas agradáveis principalmente para quem gosta deste tipo de kit.

Esperemos que seja assim até ao final.

Edu

@Wolf posted:

Este detalhe interno faz as vezes a gente imaginar o que sentia e o que via a tripulação, algo mais intimista, diferente do olhar apenas externo...

É, tem a trabalheira, mas é isso o que me cativa.

Edu

Pois é, não vou propor aqui uma lista de xingamentos para fabricantes que fazem isso, porque afinal o que acontece comigo, não necessariamente acontece com todos ou a maioria.

Resolvi colar o PE Y45 (seta vermelha) e procurando o local exato, me atentei melhor para o local indicado e me deparei com a existência de duas chapas (seta azul) WF?

Toca voltar no tempo para procurar onde eu errei dessa vez.

Taí. Eu reclamei do diâmetro do furo para o posicionamento de peça de recepção da metralhadora que era muito grande e tive que colocar uma chapinha plástica por dentro para poder colar a peça e aí está a razão.

É uma peça sobre  a outra, tanto que na de cima, que irá ser colada, dá para perceber que o furo tem, internamente, um acabamento de solda que o torna menor. Mas fui induzido a pensar que no desenho a peça que já está no lugar (e será na verdade a interna) seria a de cima depois de colada.

Aí tudo se explica e me dá mais trabalho de retirar toda a reclamação que fiz anteriormente.

Dica: quando vc tiver uma caganeira, busque a causa ao invés de usar uma rolha.

É por isso que tem tanta peça igual. Duas inteiras e duas cortadas. Uma de dentro e outra de fora.

Agora sim o diâmetro do furo ficou correto.

Já não chega o kit ter uma quantidade infinita de peças ainda procuro refazer o que já estava feito (feito errado, né)

Bom, vamos seguir porque ao que tudo indica neste ano eu não termino

Edu

Last edited by edufari
Add Reaction