Skip to main content

Replies sorted oldest to newest

Eu tenho alguns modelos da KittyHawh para montar nas arvores são muito bem feitos talvez realmente dê problema em alguns encaixes,mas  as empresas vivem do mercado, é preciso investir e ver no que vai dar,sem compradores  fica dificil.

Nem todos os kits deles são ruins. Montei o UH-1D e não tive grandes problemas na montagem. Alguns dos jatos, como o Cougar, também parecem montar bem. Mas é fato que a maior parte dos kits deles recebem opiniões desfavoráveis na internet. E alguns erros, como os que tem o T-6 deles, são imperdoáveis. Puro desleixo.

Mesmo assim, prefiro kits que podem dar trabalho para montar, mas que no final parecem com o avião real, como os da KH, do que aqueles fáceis, como alguns da Hobby Boss, que no final são apenas uma caricatura do que tentam representar. Portanto, apesar de tudo, acho que vão fazer falta.

Abs, Ivan

Last edited by Ivan P

O problema é que, hoje existe uma horda de pseudo modelistas (boxmodelistas) mimizentos, que levam as reclamações ao extremo. Digo com conhecimento de causa como o Ivan. Os modelos da Kittyhawk estão longe de serem um primor de pesquisa, encaixe e acabamentos. Mas por outro lado estão longe, mas muito longe de ser impraticável a sua montagem. Vi alguns comentários no Face Book extremamente desleais com a marca.

Infelizmente hoje no hobby tem muita gente reclamando do rebite que deixou de ser marcado, da peça que não encaixa direito, do que montando kits... essa é a dura realidade senhores... De forma contrária, ainda bem que tem muita gente montando os kits mesmo assim. Continuo jogando no segundo time...

A  Kitt Hawk fará muita falta sim... Pelo visto a galera gosta mais do F-5 da Hasegawa, do Little Bird da Dragon ou do Black Hawk da Academy... blz, pelo visto, realmente, esses é que são os kits bons dessas aeronaves...

Last edited by Daniel Iscold

Olha eu gosto de aviação mas não sou muito bom nisto e comprei alguns Kitty por serem clássicos,pois a maioria que eu conheço são jatos,os quais não sou muito fâ,como falei comprei mas não montei,eu pessoalmente tenho o hobby como passatempo e não me preocupo se a tobeira do jato tem milimetros de diferença, as vezes se quero comprar algum modelo até checo reviews,mas não levo muito em conta,muitas vezes eu quero ver o que vem no kit  ou no caso de familias de blindados se há muita diferença entre um e outro. Há kits que eu comprei se me perguntasse a minha opinião eu responderia o quê você quer montar,moleza  ou desafio. Concordo com o Daniel há pessoas seja por ego ou sei lá o quê destroem modelos e desestimulam a sua compra,tem gente que vai atrás,eu não.

Alguns modelistas lá fora estão dizendo que eles estão suspendendo atividades por complicações da pandemia por lá.  Coisa que a China oficialmente não admite.  Esse comentário jogado assim na pagina deles do Face pode ser um gancho de marketing (que impulsiona vendas).

É o comentário que tenho visto.

Last edited by Felipe C. Miranda

Tenho acompanhado o aparecimento de inúmeros novos fabricantes nos últimos meses e alguns produzindo kits de alta qualidade.

Assim, lançar kits sem qualidade ou com erros, nos tempos atuais, sem pandemia, já era é o caminho seguro para o fechamento. Com pandemia, pode ser que a dificuldade de enviar kits pelo frete caríssimo e pelo empobrecimento temporário do mundo tenha ajudado a derrocado do fabricante.

Quem viver, verá... que o mercado vai ir em frente sem solavancos.

Ainda se lembram da Wingnut Wings?

Alguns modelistas lá fora estão dizendo que eles estão suspendendo atividades por complicações da pandemia por lá.  Coisa que a China oficialmente não admite.  Esse comentário jogado assim na pagina deles do Face pode ser um gancho de marketing (que impulsiona vendas).

É o comentário que tenho visto.

O representante deles nos Estados Unidos já confirmou o cesso da atividade.

Nos ultimos tempos eu só tenho comprado no Ali express e posso te dizer que o frete deu uma subida,mas não sei se fizeram algum acordo com a Suecia e  tem pacotes que tem chegado e liberado no Brasil com 5 dias uteis. Entretanto comprei um kit que o vendedor estava anunciando e ele me escreveu que justamente aquele ele não tinha em estoque e pela pandemia a  fabrica no caso a Dragon estava devagar.Eu não sei como estes vendedores chineses obtem kits,pois eu estava de olho no Pucara da Kinetic e nenhum deles tem,o mais comum nestes tempos   entre eles são os trumpeter e takom.

"uma horda de pseudo modelistas (boxmodelistas) mimizentos, que levam as reclamações ao extremo."

...reclamar de mimimi também não é mimimi?

Significado de Carapuça

Substantivo feminino cobertura de tecido flexível ajustável à cabeça, terminado em bico, em forma de cone; espécie de touca; barrete, carapuço, garruço.

[Por Extensão] Todo objeto que se assemelhe a essa cobertura, barrete ou toca.

[Brasil] Instrumento utilizado pelos calafates, evitando que as cavilhas se rachem.

[Figurado] Alusão crítica e pérfida, geralmente, feita de modo indireto.

[Marinha] Material feito de metal ou lona para forrar os chicotes, evitando que os mesmos se molhem com a chuva.

[Informal] Teatro. Papel especialmente escrito e/ou destinado para um determinado ator.Enfiar/vestir a carapuça. Aceitar ou ser atingindo por comentários ou críticas que não foram diretamente direcionados a você.Etimologia (origem da palavra carapuça). Do espanhol carapuça.

Sinônimos de Carapuça

Carapuça é sinônimo de: barrete capuz casquete gorro

Baita palavra bonita CA - RA - PU - ÇA...

Last edited by Daniel Iscold

Eu lamento muitissimo se isso se confirmar.  Pra modelistas de escalas menores o fechamento de um fabricante não conta muito porque tem muitos outros, e na 1/72 e mesmo na 1/48 se tem opções de varias marcas e se não tem, logo aparece.

Mas pra quem é de 1/32 o fechamento de um fabricante ativo nessa escala, por mais erros que possa apresentar, muitas vezes ou voce encara ou fica sonhando com Tamiya um dia fazer...  Os que de repente sacodem ombros para o fechamento da Wingnuts que só fazia 1/32, como agiriam se a Airfix fechasse as portas, pra mim que só faço 1/32 é uma que não faria falta, é uma escala que eles ignoram...

Nesses casos só resta que com o tempo outros fabricantes comprem os moldes e relancem os kits, o que nunca acontece por completo.  E bem ou mal a Kitty Hawk era um fabricante que estava bem ativo e lançando coisas bem interessantes, felizmente quase todos que me interessavam eu consegui pegar, o que não consegui com a Wingnut.

Last edited by Felipe C. Miranda

Em primeiro lugar, a gente não sabe o porquê da Kittyhawk/Panda ter parado os negócios. Eu consigo imaginar uma dezena de motivos, que vão desde  má administração até o presidente ter fugido com a secretária.

Nosso amigo Daniel aí em cima parece ter tirado não sei de onde a idéia de que se um produto não agrada, a culpa é do cliente, e que ele deve ficar calado e consertar o produto em silêncio. Ainda não entendi o que é uma opinião "desleal".

Pois eu acho que quem manda no sucesso do produto é o público, e se a empresa falha ao fornecer o que esse público quer, cedo ou tarde vai sair do mercado.

Hoje em dia nós consumidores temos muita vantagens , que vão desde acesso farto ao conhecimento, até a possibilidade de protestar tanto quanto à infidelidade (se o kit está certo) quanto à qualidade (se as peças encaixam ou não). Eu acho inadmissível que qualquer das duas coisas sejam censuradas. Eu tenho o direito de conhecer o assunto, às vezes mais do que o fabricante, e tenho o direito de apontar que este fez um produto abaixo do que eu exijo. Eu posso aliás, exigir, porque estou pagando pelo produto. Meu protesto pode vir de várias formas, desde anunciar o erro em algum site, ou boicotar o produto. O que eu estou dizendo vale para qualquer coisa, não só  kits plásticos.

Alguém aqui compraria um automóvel que viesse com um cilindro a menos ou uma porta que não fecha, ou um telefone que só completa metade das ligações, ou uma cafeteira que só faz café morno? E nesses casos tenho eu mesmo que providenciar o cilindro, lixar o parafuso da porta, tentar a mesma ligação de novo ou requentar minha bebida? E devo eu ficar calado porque se não posso prejudicar o mercado dos automóveis, dos celulares ou das cafeteiras?

Eu acho que não, e mais ainda. Contadores de rebite, (com ou sem carapuça Daniel), é que fazem a qualidade dos produtos subir, porque se ninguém reclamasse da fidelidade estaríamos montando com a qualidade dos anos 60 até hoje. Quem reclama de contadores de rebite, na minha opinião, é hipócrita, porque quando vai comprar um modelo lê antes os reviews ou ede conselho a quem sabe mais, e escolhe o melhor modelo que o dinheiro puder comprar, é ou não é? Ou vão me dizer que diante de um Tamiya ou um Glencoe escolhe-se esse último?

Um outro pensamento que me vem: Se o modelista monta ou não monta isso faz pouco ou nenhum sentido para as marcas de kits. Para elas, o que importa é quem compra. Se eu tenho mais modelos em caixas no meu armário do que outro modelista tem montados na vitrine dele, quem está ajudando mais as empresas?

Pra finalizar: marcas de kits vem e vão, e por motivos que nem sempre ficam claros para o público. Porque Accurate e Wingnuts se foram, mas tantas outras de menor qualidade permanecem? As respostas podem ser várias, mas no caso que estamos discutindo ainda não temos as razões...




Em primeiro lugar, a gente não sabe o porquê da Kittyhawk/Panda ter parado os negócios. Eu consigo imaginar uma dezena de motivos, que vão desde  má administração até o presidente ter fugido com a secretária.

Nosso amigo Daniel aí em cima parece ter tirado não sei de onde a idéia de que se um produto não agrada, a culpa é do cliente, e que ele deve ficar calado e consertar o produto em silêncio. Ainda não entendi o que é uma opinião "desleal".

Pois eu acho que quem manda no sucesso do produto é o público, e se a empresa falha ao fornecer o que esse público quer, cedo ou tarde vai sair do mercado.

Hoje em dia nós consumidores temos muita vantagens , que vão desde acesso farto ao conhecimento, até a possibilidade de protestar tanto quanto à infidelidade (se o kit está certo) quanto à qualidade (se as peças encaixam ou não). Eu acho inadmissível que qualquer das duas coisas sejam censuradas. Eu tenho o direito de conhecer o assunto, às vezes mais do que o fabricante, e tenho o direito de apontar que este fez um produto abaixo do que eu exijo. Eu posso aliás, exigir, porque estou pagando pelo produto. Meu protesto pode vir de várias formas, desde anunciar o erro em algum site, ou boicotar o produto. O que eu estou dizendo vale para qualquer coisa, não só  kits plásticos.

Alguém aqui compraria um automóvel que viesse com um cilindro a menos ou uma porta que não fecha, ou um telefone que só completa metade das ligações, ou uma cafeteira que só faz café morno? E nesses casos tenho eu mesmo que providenciar o cilindro, lixar o parafuso da porta, tentar a mesma ligação de novo ou requentar minha bebida? E devo eu ficar calado porque se não posso prejudicar o mercado dos automóveis, dos celulares ou das cafeteiras?

Eu acho que não, e mais ainda. Contadores de rebite, (com ou sem carapuça Daniel), é que fazem a qualidade dos produtos subir, porque se ninguém reclamasse da fidelidade estaríamos montando com a qualidade dos anos 60 até hoje. Quem reclama de contadores de rebite, na minha opinião, é hipócrita, porque quando vai comprar um modelo lê antes os reviews ou ede conselho a quem sabe mais, e escolhe o melhor modelo que o dinheiro puder comprar, é ou não é? Ou vão me dizer que diante de um Tamiya ou um Glencoe escolhe-se esse último?

Um outro pensamento que me vem: Se o modelista monta ou não monta isso faz pouco ou nenhum sentido para as marcas de kits. Para elas, o que importa é quem compra. Se eu tenho mais modelos em caixas no meu armário do que outro modelista tem montados na vitrine dele, quem está ajudando mais as empresas?

Pra finalizar: marcas de kits vem e vão, e por motivos que nem sempre ficam claros para o público. Porque Accurate e Wingnuts se foram, mas tantas outras de menor qualidade permanecem? As respostas podem ser várias, mas no caso que estamos discutindo ainda não temos as razões...




Muito bom Fernando. Pessoalmente não sou um contador de rebites, mas daí a não poder criticar e apelar para a velha e manjada conversa do "modelista de verdade dá um jeito", para justificar o injustificável, é desviar do objeto da discussão, deixando de falar de kits e passando a falar de pessoas. Eu, pessoalmente, tenho preguiça (para não falar outra coisa) de quem se propõe a discutir pessoas.

Atualmente há uma brincadeira rolando no Facebook sobre o Bf 109G-6 1/48 da Eduard. Para quem não sabe da história, o resumo é que quando do seu lançamento, o kit apresentava um pequeno erro dimensional, não sendo exatamente 1/48. Coisa pouca, mas que serviu para o chamarem de "Fatally Flawed", entre outras coisas. Obviamente, a coisa ganhou vulto, na minha opinião por ser um kit da Eduard, uma marca bem considerada no mundo de quem monta aviação.

Esta semana surgiu uma brincadeira referente a isso e eis que mais uma vez surgiram estas alegações sobre mimizentos para classificar os que criticaram no passado. Preguiça desta gente. Estava errado mesmo, ué. Talvez não merecesse a quantidade de críticas que vieram, ou mesmo as palavras pesadas dirigidas ao "109G Fatally Flawed", mas o fato, inegável, é que a Eduard corrigiu o kit. Palmas para ela, pois outros, como a Hobby Boss, não estão nem aí, por mais bisonho que seja o erro - seu Hellcat está aí, parecendo um Kinder ovo. E vida que segue.

[   ]s

Sidney

Attachments

Images (1)
  • mceclip0
Last edited by Sidney

Sidney, esse (e outros Bf109) é um caso clássico do que eu mencionei no 4º parágrafo.

O Bf109 é um avião que tem muito material disponível e muita gente pesquisando; e pesquisam muito muito muito a fundo. (Quisera eu que o Bf110 tivesse tanto amor) Tem grupos no Facebook de gente restaurando os originais, ou com manuais de peças da época tentando identificar pedaços do avião escavados pela Europa adentro. Se você acha que plastimodelistas contadores de rebites sabem alguma coisa, tem que ver o que esses caras sabem!

Uma empresa que se mete com um assunto desses tem que fazer uma pesquisa boa, porque vai ter muita gente analisando quando estiver pronto. E no caso da Eduard , na minha opinião faltou uma pessoa que realmente conhecesse o avião pra orientar o projetista, porque se não ele mostra o resultado para o chefe, o chefe aprova, e dá no que deu: um monte de pequenos erros e pior ainda dimensionamento errado, recusa em aceitar os erros e as críticas; concertaram umas coisas , deixaram outras - pra mim foi uma lambança.

Uma atitude muito diferente foi tomada pela Wingsy no Facebook, que foi mostrando passo a passo como foi fazendo o Bf109E dela, escutando e conversando com os modelistas. Eu vi, com esses olhos que a terra há de comer, ela mudar por exemplo a forma da calota da roda por sugestão de um dos entusiastas. Eu mesmo quis que ela fizesse a representação do tecido de um jeito diferente, e me disseram e explicaram por que não fariam.

Pra mim, é uma evolução na maneira de projetar, fabricar e vender. Isso faz a empresa parecer mais simpática, o produto fica melhor, e reverte em mais dinheiro - que como sabemos é um detalhezinho bem importante.

(editado)

Por último, só pra comentar sua frase "pois outros, como a Hobby Boss, não estão nem aí, por mais bisonho que seja o erro".

O público da Trumpeter e Hobbyboss, na China, é diferente. É formado por gente comum que se junta, monta e pronto. Tem mais a ver com um passatempo do que com pesquisa histórica.

Last edited by Fernando Estanislau

Oi Fernando, em linhas gerais, acho que pensamos da mesma forma.

Quanto à Trumpeterboss, eu já ouvi esta história de que o mercado interno deles é quem dita as regras, mas há todo um mercado lá fora que se importa, sim, com erros tais como os cometidos no Hellcat deles. Em minha opinião, é um erro crasso achar que só porque o mercado interno não se importa, não tem problema. E isso, para ser sincero, é a conversa que chegou aqui por gente que leu em fóruns ou esteve viajando por lá. Gostaria de ver um dirigente da Trumpeter ou da HobbyBoss dar uma declaração deste naipe.

Quanto à Wingsy, sei que Herr Brettas emm breve terá um exemplar do novo 109E-1 deles em mãos e aguardo ansioso pelo review que ele fará.

Abração

Sidy

"(...) é a conversa que chegou aqui por gente que leu em fóruns ou esteve viajando por lá" - sim, foi assim que eu soube, nunca fui à China :-)

Eu acho que pode ser verdade, não vejo problema nenhum. Se gente preocupada com história for minoria por lá, e as vendas internas forem suficientes, pra que o fabricante vai fazer um investimento maior para não ter um retorno à altura?

Por exemplo, se ele tiver que investir 20% a mais pra ter um kit mais fiel mas que atende apenas 5% dos plastimodelistas mais exigentes, me parece um mau negócio...e mais ainda se na China a concorrência for pequena porque outras marcas do mundo não chegam a eles.

Só pra explicar: Plastimodelistas que levam kits a sério costumam achar que a maioria do público se preocupa com detalhes. Eu acho que é minoria. Pela minha experiência tendo trabalhado em uma loja de kits por anos, a maioria das pessoas que compravam kits era gente comum que queria um passatempo, apenas. Escolhiam pela caixa, ou por indicação de vendedor. Perdi a conta de quantas vezes tive que explicar o que aconteceu com a Revéu.

Os plastimodelistas mesmo de carteirinha iam lá pra abrir a caixa, verem se o kit era legal, e voltarem pra casa pra comprar pelo correio (sim, eles tem uma parte na culpa pelas lojas físicas terem fechado).

Colegas,

Nem sabia que a Panda era do grupo Kitty Hawk, ainda assim ela me é quase completamente desconhecida, pois exceto por 3 modelos muito parecidos, todos seus 1/35 são modernos e só monto segunda guerra.

Quanto a qualidade de uma ou outra marca, mais especificamente a Hobby Boss e considerando seus 1/35, certamente não oferecem kits tão bons quanto por exemplo uma Dragon, mas geralmente também custam a metade.

Uma Hobby Boss nunca vai afirmar que faz kits "segunda linha", provavelmente para atingir mais gente pelo preço e talvez até lucrar mais... Mas se os preços subirem e a qualidade não melhorar, não devem durar por muito tempo.

Seja um T34, Me 109, Ferrari, Titanic ou Apollo 11, considerando seu custo benefício, até um kit ruim pode ser bom, para quem compra e não exige demais.

Na minha opinião, quando qualquer fabricante fecha todos perdemos alguma coisa, mesmo indiretamente, afinal quanto maior a oferta, mais kits teremos à disposição... De preferência melhores e mais baratos

PlastiAbraços

A minha primeira opção é militaria então para mim a Trumpeter e a Hobbyboss tem em geral o que eu quero kits,alguns muito bons e que só eles estão injetando principalmente modernos e preço razoavel. Eu tenho um kit da panda um Marder I e é bom,sei que ela aproveitou a mesma plataforma para fazer mais dois,um inclusive acompanha lagartas de metal,só não comprei pelo tamanho das mesmas,estou evitando comprar estes kits muito pulgas,perdi um pouco da paciência.

na minha opinião é pior kit errado do que difícil de montar, se pensar em modelos novos nem um nem outro, com toda a tecnologia disponível erra quem quer, é mais ou menos como interior pelado para dar lucro para fabricante de acessórios, temos vários exemplos de kits em 172 com interior tão bom quanto sets da eduard.

bom, ai vemos a neurose de uns ferrando com a diversão de muitos...



sempre vi os kits deles mas nunca comprei.... até pq aviação 1/48 montei poucos e meu foco era militaria 1/35.. mas ficava de olho em alguns kits deles...



... mas o que enche o saco é o "mimimi" de uns que pouco montam e só reclamam....

Incluir Resposta

×
×
×
×
Link copied to your clipboard.
×