Skip to main content

No meu caso acho que não muda muita coisa pois já estou cadastrado no setor de Minhas Importações nos Correios.  Mas me pergunto se as lojas internacionais irão abrir um campo para o preenchimento do CPF/CNPJ/Passaporte.

Abrsssss,
A Raguenet

https://gauchazh.clicrbs.com.b...0c401qh0x2jnsc2.html

Original Post

Tenho algumas encomendas que estão no limbo,ou seja dificilmente vão entrar este ano ,na duvida eu cadastrei o meu cpf em cada uma que tenho rastreamento atraves do ID correios. Agora  não sei como explicar para lojas do exterior esta nova maravilha,já que geram toda informação atraves do cadastro online de cada loja,vamos ver no que vai dar.Por enquanto os correios so pedem cpf ou cnpj.

A grande pergunta é se basta cadastrar o CPF no site da ECT. Já cadastrei o meu faz tempo, mas parece que só isso não basta. Assim como o Adrix, exigiram recentemente o CPF em encomenda recebida, mesmo constando essa informação no meu cadastro na ECT. Fiz uma consulta a ECT e posto aqui a resposta assim que receber.

Adicionalmente, recebi aviso sobre isso do Ali Express, pedindo para incluir meu CPF em meu cadastro no site.

Acredito que vai ser necessário atualizar os dados naquelas lojas e sites em que compramos habitualmente.

É uma m....... morar em país do Quinto Mundo.

[  ]s

Last edited by paulors

Pois é, agora entendi.  Apesar de já ser cadastrado nos Correios, assim que recebo o código de rastreio da minha compra já vou no site e vinculo a encomenda ao meu CPF.  Claro que se a encomenda já viesse com o CPF identificado seria mais fácil.  Mas como falaram antes, como explicar para as lojas lá fora que no Lisrab existe um número que corresponde a cada cidadão que precisa constar para fins de fiscalização blá blá blá pipipi pópópó???

Abrssssss,
A Raguenet

Last edited by ARaguenet

Rodrigo se o pacote saiu hoje da China ele dificilmente vai dar entrada no Brasil este ano a não ser que seja EMS e olhe lá. A questão do registro do CPF é uma exigência da receita federal os correios são meros transportadores,como esta noticia da exigência de cpf  ou cnpj é recente e pegou muita gente de surpresa é bem possivel que o atual sistema dos correios trave por excesso de uso,pois entram milhares de encomendas do exterior todo dia.As pessoas so podem xingar os correios apos a receita liberar  a encomenda.Se você acha que aqui é ruim dá uma olhada nos procedimentos da Russia,ou na epoca daquela que foi e agora voltou na Argentina onde só podia importar 200 dolares por ano por cada documento e olha que lá a fiscalização é dureza  taxam tudo.

Por experiência vasta, alguns fatores :

Nenhum pacote meu travou por conta de CPF. Nunca. São em média 4 por mês do mundo todo.

Segundo Fato; as encomendas com rastreio iniciando em "L" não são taxadas, e não há cobrança de redirecionamento postal. Postagens com inicio de letra "R" ou "E" são sempre taxas  em qualquer valor e com redirecionamento obrigatório.

No caso de São Paulo, tudo que é letra "L" entra pro curitiba, paraíso fiscal para nós pelos motivos acima citados.

Tudo que entra como E ou R desce via Rio de Janeiro, inferno fiscal, idem aos pontos acima. Qualquer  correio do mundo tem a opção "L" de envio, normalmente pacotes ate 2kg sem urgência com rastreio.

Entregas nessa modalidade demoram entre 11 e 18  dias. Em "R" mínimo de 32 dias. 

Mantenha seu  pacote dentro da classe First Class (L)  e não há nenhum problema de envio.

Abs

Julian

 Julian preste atenção  encomendas que derem entrada no Brasil até dezembro deste ano não existe a obrigatoriedade de cpf  ou cnpj,mas as que entrarem a partir de janeiro vai ser obrigatorio o numero com o risco de retenção e destruição das mercadorias, A questão do L não ser taxado não é bem assim,depende o que é importado,me falaram que um juiz federal aqui do sul isentou encomendas declaradas ate 100 dolares com uma liminar,declaração acima paga imposto e declaração falsa se for pego paga o imposto dobrado e multa.Como o volume de encomendas é muito alto eles vão por amostragem e se fixam mais em celulares. A exigência do cpf pode ser uma maneira da receita ficar atenta a quem importa muito e fazer pente fino para cair em cima.Vamos supor um cpf que compra 100 ou mais encomendas por mês,pode indicar comercio,sei lá.

Eu estou com uns 6 pacotes parados no limbo da alfândega aguardando nacionalização sendo que 2 deles já foram postados a mais de 60 dias.  Só por curiosidade resolvi fornecer o CPF em 2 deles (os mais antigos) para ver se algo acontecia, se a fila andava. Isso foi a umas 3 semanas atrás e adivinhem: NADA aconteceu. O que aconteceu é que 2 pacotes (que estavam entre os últimos que eu havia comprado) foram liberados e foram entregues nesse meio tempo.

Nessa época do ano as encomendas costumam chegar fora de ordem, devido ao acúmulo de Black Friday/Natal. Agora mesmo tive um caso assim. Duas encomendas postadas pela mesma loja no exterior, uma no final de outubro e outra no final de novembro. A segunda chegou primeiro no Brasil. Quanto ao CPF, depois de informações incompletas, vou  limitar meus pedidos aos vendedores que informam número de rastreamento sem que isso implique em tarifas de postagem absurdas (tipo lojas norte-americanas ou a maioria dos vendedores do eBay nos EUA). Aí é só acompanhar o trânsito da encomenda e incluir o CPF no momento aplicável, sem stress ou choradeira. Detalhe - apesar de estarem mencionando implantação em janeiro, já começaram a cobrar informação de CPF.

Hobbyeasy e vendedores do Ali Express sempre informam rastreamento. Hobbysearch e L'Arsenal, por um pequeno adicional, também informam esse dado. A maioria dos vendedores de China, Taiwan, Coréia do Sul e Polônia no eBay tb. Tem muitos outros. É só pesquisar.

Agora, aquela loja pouco conhecida, que cobra pouco mas não informa nada, é meio caminho andado para um belo problema

[  ]s

Daniel Tomcat posted:

Estou com um pacote devidamente localizado, liberado sem tributação, aguardando apenas o pagamento dos 15 conto, só que ao acessar "Minhas importações" não consigo realizar o pagamento.

Detalhe, figuras deck crew importadas da Ucrania, escala 1/144, que comprei em outubro, só constou pra mim em 10/12 e eu já tinha vinculado meu CPF ao pacote.

Em condições normais vc entra na tela de rastreamento, insere o código e na resposta, com as etapas do encaminhamento da encomenda, deve aparecer um botão "Pagar" na parte inferior, à direita. Aí é só clicar nele e seguir as instruções. Se esse botão não aparecer,  abrir uma reclamação.

[  ]s

paulors posted:
Daniel Tomcat posted:

Estou com um pacote devidamente localizado, liberado sem tributação, aguardando apenas o pagamento dos 15 conto, só que ao acessar "Minhas importações" não consigo realizar o pagamento.

Detalhe, figuras deck crew importadas da Ucrania, escala 1/144, que comprei em outubro, só constou pra mim em 10/12 e eu já tinha vinculado meu CPF ao pacote.

Em condições normais vc entra na tela de rastreamento, insere o código e na resposta, com as etapas do encaminhamento da encomenda, deve aparecer um botão "Pagar" na parte inferior, à direita. Aí é só clicar nele e seguir as instruções. Se esse botão não aparecer,  abrir uma reclamação.

[  ]s

Isso. 

Não aparece quando entramos direto no "minhas impostações", MAS aparece quando localizamos pelo "rastreamento" e clicamos no pagar (que leva de novo para o minhas importações, mas daí aparece o código e o produto, com o cifrão para pagarmos).

Vai entender.

Last edited by Adrix

'BR' = BANANA REPUBLIC...

E eles sempre aconselham para manter o CPF 'seguro', para evitar fraudes etc...

lá estarão todos os nossos CPF's expostos ao redor do mundo....

ah.. entendi! como disse meu amigo Estanislau, se um amigo gringo desejar te mandar um presente 'surpresa' ou algo assim tipo no natal ou aniversário, ele terá então de perguntar seu CPF... bacana isso, acaba a surpresa!

Mas... reter ou destruir? isso caracteriza no mínimo 'apropriação indébita' (artigo 168 do Código Penal Brasileiro) e também 'abuso de poder', seria passível impetrar um mandado de segurança?

Além de não respeitarem acordos comerciais internacionais, a RF quer fiscalizar 'migalhas', mas fazem vista grossa à empresas sonegadoras e corrupção nos bastidores políticos....

 Assim não dá...!  assim não dá...!!!

-M-

Em tempo:

(fonte Wikipédia)

""Apropriação indébita é o crime previsto no artigo 168 do Código Penal Brasileiro[1] que consiste no apoderamento de coisa alheia móvel, sem o consentimento do proprietário.

Diferencia-se do furto porque, no furto, a intenção do agente de apropriar-se da coisa é anterior à sua obtenção, enquanto que, na apropriação indébita, o objeto chega legitimamente às mãos do agente, e este, posteriormente, resolve apoderar-se do objeto ilicitamente, ou seja, a apropriação indébita ocorre quando o agente deixa de entregar ou devolver ao seu legítimo dono um bem móvel ao qual tem acesso - seja por empréstimo ou por depósito em confiança.""

Last edited by Marcus

Marcus acordos comerciais internacionais em geral são feitos por governos em assuntos que envolvem grandes transações e as vezes não são cumpridos.Importação postal é outro assunto.Produtos proibidos,falsificações  e outros que constam em legislação especifica quando apanhados em fiscalização são apreendidos e destruidos.Quanto a isenção de impostos há uma portaria ou algo assim que limitava a entrada no Brasil de produtos permitidos até US 100,00 sem recolhimento de tributos,ai não sei se foi no governo Lula ou Dilma que a receita emitiu uma ordem de serviço para que baixasse a isenção para US50,00 desde que você declarado de pessoa fisica a pessoa fisica como presente.Eu Tive várias encomendas taxadas,me taxaram até um reles moedor de pimenta que custou us10,00.Ai alguem entrou na justiça aqui no SUl e conseguiu valer os US100,00 mas só para objetos que entravam por Curitiba.Se você tem um objeto entra por Curitiba e é falsamente declarado por um valor inferior a us 100,00 e for pego você paga multa e o imposto em dobro,geralmente as pessoas fazem isto com celulares. Não ficou bem claro o real motivo da exigência do documento,mas é possivel como já falei anteriormente pode ser o começo de algumas restrições ou aumento de taxas. Sem esquecer que por convenção internacional todo envio postal pertence ao remetente até chegar  ao destinatário.Ou seja deu problema voce não tem direito a nada é uma maluquice mas é a  regra.

Pois é, mas o que está acontecendo comigo é que eu coloco o código dos meus pacotes no rastreio do site dos correios, aparece o aviso de que eu preciso atrelar o CPF ao pacote, clico no linque para o "Minhas Importações" mas lá não tem nenhum campo onde posso digitar o documento. A lista de encomendas que está lá é antiga e alguns pacotes que aparecem como "aguardando fiscalização" já até me foram entregues...

Fernando Estanislau posted:

Pois é, mas o que está acontecendo comigo é que eu coloco o código dos meus pacotes no rastreio do site dos correios, aparece o aviso de que eu preciso atrelar o CPF ao pacote, clico no linque para o "Minhas Importações" mas lá não tem nenhum campo onde posso digitar o documento. A lista de encomendas que está lá é antiga e alguns pacotes que aparecem como "aguardando fiscalização" já até me foram entregues...

Na parte superior da tela "Minhas Importações" existe um campo para entrar o código de rastreio. Preencha esse campo, clique no botão e irá aparecer uma telinha com o lugar para a inclusão do CPF.

[  ]s

pak43 posted:

Marcus acordos comerciais internacionais em geral são feitos por governos em assuntos que envolvem grandes transações e as vezes não são cumpridos.Importação postal é outro assunto.Produtos proibidos,falsificações  e outros que constam em legislação especifica quando apanhados em fiscalização são apreendidos e destruidos.......

Olá Pak,

Se me faço entender:

Existe sim Acordo Internacional Postal, no qual o Brasil é sim signatário. A Organização chama-se 'U.P.U.' com sede em Bern (Union Postale Universelle) que por sua vez está subordinado à ONU... E como eu disse, o Brasil NÃO respeita os acordos firmados... até os 15 reais que pagamos a mais, à título de "despacho postal" é abusivo!

Mas em geral, quando 'ferram' a gente, ao invés de lutarmos e buscarmos nossos direitos ficamos na zona de conforto!  não foi o caso do gaúcho que buscou os $100 e acabou gerando 'jurisprudência' onde muitos acabam se beneficiando!

Veja o que ocorre: os países integrantes da ONU na qual o Brasil faz parte, através da UPU se 'comprometem' em entregar aos destinatários os despachos postais, 'independentemente' de repasse de verbas... tipo um acordo bilateral entre cavalheiros (você fica com o que você arrecadar exportando, e eu fico com o que eu arrecadar)... Ok! até aí tudo bem!  entretanto... no Brasil temos muito mais importações do que remessas ao exterior, devido a falta de diversidade de produtos no mercado nacional e produtos caros (altos impostos embutidos) quando os produz e disponibiliza internamente (nossos kits estão nesse contexto). Traduzindo: o Brasil não é competitivo!!!  E assim, o Brasil arrecada menos que outros países com essas remessas ao exterior (mas é o próprio culpado: cospe para cima e dá tiro no pé). Também não repassa à outros países o que arrecadou, e para compensar esse déficit resolvem então taxar (quase) tudo e cobrar os 15 pilas para engordar seus cofres... 

Quanto à destruir objetos alheios sejam eles ilícitos ou não, é sim apropriação indébita! E como você mesmo disse, até o ato da entrega o 'dono' é o remetente, não os correios...! Os objetos só podem ser destruídos após Trânsito em julgado (quando não há mais recursos jurídicos) e com expedição de alvará emitido por um Juiz, que autorize essa destruição... Lei é lei... igual para todos, sejam elas cumpridas ou não!!! (está na Constituição, e não fui eu quem as redigiu ou as sancionou).

Já viu os leilões da RF? tem de tudo, Ferraris, aparelhos eletrônicos, perfumes, etc... que ficam anos e anos mofando em um galpão até que seja expedido o alvará (Transito em Julgado) para serem leiloados, ou destruídos nos casos das apreensões de objetos ilícitos...

E no caso em questão aqui (tópico) o mérito não é se são produtos ilícitos ou não, e sim da necessidade do CPF do destinatário (que até então, não é o dono) para que os correios e RF 'decidam' dar a continuidade ou não na remessa postal... ou... possível retorno ao remetente ou destruição do objeto, caso 'achem' conveniente (conforme descreve os correios).... juridicamente é apropriação indébita e abuso de poder, desrespeitando ainda acordos firmados.

E tudo isso sem levar em conta a morosidade, passando à ser o serviço postal mais lento do mundo...

E preparem-se: deu hoje no jornal que o governo estuda já para o próximo ano, a criação de um novo imposto "para qualquer transação financeira on-line ou virtual"... seja ela via internet, seja via celular, via bankline, etc... pelo que foi exposto, até uma chamada (contratação) de um 'transporte por aplicativo' será taxado... ou seja: gastou on-line, pagou imposto!!! (não me perguntem como farão isso, mas farão).

anotem aí: ainda chegará o dia onde pagaremos pelo ar que respiramos!

e viva o Brasil! 

por favor me corrijam se eu estiver errado!!!

Abs!

Last edited by Marcus
Daniel Tomcat posted:

Estou com um pacote devidamente localizado, liberado sem tributação, aguardando apenas o pagamento dos 15 conto, só que ao acessar "Minhas importações" não consigo realizar o pagamento.

Detalhe, figuras deck crew importadas da Ucrania, escala 1/144, que comprei em outubro, só constou pra mim em 10/12 e eu já tinha vinculado meu CPF ao pacote.

Consegui fazer o pagamento dia 18... agora é esperar..... a entrega ............

Marcus esta discussão esta ficando chata,mas só um lembrete quando produtos proibidos ou ilegais são apreendidos eles só não são destruidos no momento por serem provas em caso de crimes previstos em lei.Se o objeto em questão for algo de pequena monta,não ser droga, armas não tem o que recorrer na justiça.Olha comprei dez camisetas d nike falsificadas alivia ai seu juiz,me desculpe mas não é assim que acontece, Bens apreendidos pela receita excetuando-se drogas e outros coisas não permitidas  no Brasil pode sim ser objeto de disputa judicial,mas em geral todos eles as pessoas donas dos objetos que não são importação postal respondem muitas vezes por contrabando,descaminho e como a nossa justiça é morosa estes bens ficam retidos, Na Argentina é pior os caras lã são muito mais rigorosos.Mas as coisas são ,ais complexas do que  são, vamos esperar e ver o que vai acontecer não é o fim do mundo. Por enquanto é só a exigência de um documento.

ALGO MUITO ESTRANHO!!!!

 

 

Eu nem me lembrava se havia feito algum cadastro....

 

Fiz três compras este ano, duas no primeiro semestre e outra em agosto, todas na Hobbyeasy....

 

Fui ver essa questão do minhas importações que citaram e curioso que ao tentar cadastrar... meu CPF já tinha cadastro, talvez eu tenha feito e nem lembrava, mas o fato é que NUNCA atrelei nenhum pacote ao meu CPF e vi que um pacote de março deste ano constava lá e....  por fim lancei o rastreio do pacote que comprei na primeira semana de dezembro.....

 

... vamos ver o que será.

Já faz um bom tempo que os correios criaram esse ambiente "minhas importações" no site.

Vc cria um usuário com e-mail, nome completo, CPF e senha.

A cada nova compra internacional a gente acessa esse ambiente e digita o código de registro da encomenda.

Quando ela cair na receita ela poderá ou não ser fiscalizada... poderá ser cobrado ou não a taxa de R$15,00... não é porque você atrelou aquele pacote ao seu CPF que ele será tributado.

Exemplo... estou para receber uma encomenda que veio da HLJ... cadastrei no meu CPF lá e passou batido, já deu como liberado pela receita e não cobrou taxa de R$15,00.

Parece que estão realmente fechando o cerco, mas a princípio as fiscalizações continuam sendo por amostragem, não sendo fiscalizados 100% dos pacotes.

A exigência de já vir com CPF registrado é simplesmente para evitar que a receita precise aguardar o destinatário ir lá no site e cadastrar por conta própria... se eles vão ter efetivo para fiscalizar 100% já é outra história...

Na prática na minha opinião não mudou nada.

A única coisa que eu passei a adotar nas minhas encomendas foi jamais daqui em diante aceitar frete sem qualquer tipo de registro pois pode acabar sendo barrada por falta de documentação exigida e na inexistência de registro não temos como rastrear e nem vincular aquele pacote ao nosso CPF.

Abração.

Incluir Resposta

×
×
×
×
Link copied to your clipboard.
×