Distrito Militar do Leste recebe 2S4 Tyulpan, o mais poderoso canhão automotor do mundo (em breve na Síria).


Os morteiros entraram em serviço com as unidades de artilharia do Distrito Militar do Leste estacionadas no território de Primorsky. O 2S4 Tyulpan é mais pesado e mais poderoso do mundo.


O morteiro de 240 milímetros “não tem igual”, observando seu design original empregando um elemento de artilharia colocado no topo do casco, com tripulação, equipamento e armamento dentro do chassi.

 

O equipamento é projetado para destruir fortificações de campos, construções adaptadas em abrigos, postos de comando, de artilharia e mísseis baterias, bem como outros alvos inacessíveis a artilharia convencional. O equipamento pode disparar mísseis com ogivas nucleares.

A Síria mantem 24 veículos em serviço ativo com o 3º, 4º (repercutida dos empresas de defesa) e nas divisões blindadas 10ª e 14ª Divisão Aerotransportada das Forças Especiais.

Os tanques americanos Abrams capturados por militantes do Estado Islâmico têm poucas chances de resistir aos Super tanques T-90 russos. Os tanques estadunidenses possuem características piores que os russos e precisam de constante apoio logístico, escreve o The National Interest.

O equipamento militar russo na Síria é capaz de destruir os tanques M1A1 Abrams capturados por combatentes do grupo Estado Islâmico (EI), escreve o The National Interest.

A mídia ocidental informou que a Rússia enviou à Síria alguns tanques T-90. A probabilidade de uma colisão entre tanques russos e tanques norte-americanos é relativamente pequena, mas não pode ser completamente descartada. É muito provável que os terroristas possam ter capturado tanques M1A1 AS Abrams e queiram usá-los. Agora esses veículos estão no Iraque, mas podem chegar à Síria, diz-se no artigo.

No caso de um possível conflito militar, os Abrams não vão ter sucesso. Primeiro de tudo, os tanques do EI vão ser dirigidos por pessoas sem treinamento especial e habilidades para lidar com esse tipo de equipamento militar. Já os T-90 russos vão ser dirigidos por militares profissionais perfeitamente treinados e com o conhecimento das táticas de combate. Os Abrams foram concebidos para desempenhar a sua função como parte das forças armadas convencionais, mas os militantes do EI podem dirigir apenas alguns veículos individuais, porque a criação de corpos blindados e a realização de ações militares nesse formato exige muito treinamento, que os militares russos e americanos fazem, mas não é o caso dos militantes do EI, diz NI.

Além disso, a versão de exportação do M1A1 Abrams, que foi fornecido pelos Estados Unidos ao Iraque, não foi equipado com blindagem de urânio empobrecido, nem com proteção dinâmica complexa. Os tanques russos são muito melhor equipados e protegidos. Além disso, as máquinas da Rússia têm vantagem devido ao fato de que eles têm apoio logístico. Os Abrams, como outros tanques, precisam sempre de munições e de combustível, que consomem em grandes quantidades. Os militantes do EI não podem fornecer tudo isto nas quantidades necessárias.

Assim, no caso de um confronto entre os T-90 e os Abrams, a vantagem vai estar no lado dos tanques russos, tendo em conta o profissionalismo dos militares que os dirigem, resume o NI.

 

Cadê o Obama pra dizer, "ESSE É O CARA"?

Pra esse aí não tem blá blá blá...

Putin, pode não ter moral nenhuma pra dizer alguma coisa, mas cá entre nós, o que mais precisa ser dito de toda esta palhaçada? O Obama e seus aliados só sabem falar e aparecer bunitin frente às câmeras, mas de efeito mesmo, praticamente nada é feito contra esses fanáticos... Só a França é que foi lá e mandou umas bombinhas, mas vá lá, isso já devia ter sido feito há muito tempo... Como demoraram, o  barbudos cresceram em força e tamanho, e hoje são uma dor de cabeça pra ninguém botar defeito...

Tem gente, ou, como no caso em questão que nem gente é, que só entende a linguagem da violência. Se é assim, deviam ir lá logo de uma vez, largarem de ser hipócritas e mandar bala e matar de uma vez.  Ah, mas vão morrer muitos inocentes, vão dizer, mas já viu uma guerra onde não morresse inocentes? O que Obama e seu clubinho não querem, é sujarem as mãos de sangue, se esquecendo de que as mesmas, já estão sujas da merda que fizeram por deixar a coisa rolar...

Melhor pro Putin que, se conseguir acabar com essa corja, sai dessa como herói, mesmo que às custas de uma grande matança, salva o mundo, se fortalece e dá um pé na bunda dos americanos, que achavam que a Rússia já era carta fora do baralho depois do fim da União Soviética...  kkkkkkkkk

Não sou a favor do Putin e nem de nenhum outro, mas se ele acabar com esses fanáticos, vai estar fazendo um bem imenso ao mundo, e f....-se a retórica hipócrita da diplomacia e direitos humanos... Essas coisas, são pra gente decente e racional, e não é esse o caso...

Chega de blá blá blá... Pau neles e pronto... Simples assim...   

Last edited by José Luiz Vieira
José Luiz Vieira posted:

Cadê o Obama pra dizer, "ESSE É O CARA"?

Pra esse aí não tem blá blá blá...

Putin, pode não ter moral nenhuma pra dizer alguma coisa, mas cá entre nós, o que mais precisa ser dito de toda esta palhaçada? O Obama e seus aliados só sabem falar e aparecer bunitin frente às câmeras, mas de efeito mesmo, praticamente nada é feito contra esses fanáticos... Só a França é que foi lá e mandou umas bombinhas, mas vá lá, isso já devia ter sido feito há muito tempo... Como demoraram, o  barbudos cresceram em força e tamanho, e hoje são uma dor de cabeça pra ninguém botar defeito...

Tem gente, ou, como no caso em questão que nem gente é, que só entende a linguagem da violência. Se é assim, deviam ir lá logo de uma vez, largarem de ser hipócritas e mandar bala e matar de uma vez.  Ah, mas vão morrer muitos inocentes, vão dizer, mas já viu uma guerra onde não morresse inocentes? O que Obama e seu clubinho não querem, é sujarem as mãos de sangue, se esquecendo de que as mesmas, já estão sujas da merda que fizeram por deixar a coisa rolar...

Melhor pro Putin que, se conseguir acabar com essa corja, sai dessa como herói, mesmo que às custas de uma grande matança, salva o mundo, se fortalece e dá um pé na bunda dos americanos, que achavam que a Rússia já era carta fora do baralho depois do fim da União Soviética...  kkkkkkkkk

Não sou a favor do Putin e nem de nenhum outro, mas se ele acabar com esses fanáticos, vai estar fazendo um bem imenso ao mundo, e f....-se a retórica hipócrita da diplomacia e direitos humanos... Essas coisas, são pra gente decente e racional, e não é esse o caso...

Chega de blá blá blá... Pau neles e pronto... Simples assim...   

Chega de blá blá blá... Pau neles e pronto... Simples assim...   

A Russia tem interesse direto em frear estes movimentos,não é simplesmente para ter a Siria de seu lado,muitas ex republicas sovieticas são muçulmanos e tem vários ninhos de extremistas lá dentro.Alias foi estrategia dos EUA ajudar a armar estes caras,veja o Afeganistão mandaram até o rambo lutar contra os sovieticos e viraram amigos dos mujahadin que agora eles combatem.Os EUA não fazem nada ou quase nada pois esta é a sua estrategia eles querem a região pegando fogo e quando sobrar alguem eles vão lá e oferecem algo.

pak43 posted:

A Russia tem interesse direto em frear estes movimentos,não é simplesmente para ter a Siria de seu lado,muitas ex republicas sovieticas são muçulmanos e tem vários ninhos de extremistas lá dentro.Alias foi estrategia dos EUA ajudar a armar estes caras,veja o Afeganistão mandaram até o rambo lutar contra os sovieticos e viraram amigos dos mujahadin que agora eles combatem.Os EUA não fazem nada ou quase nada pois esta é a sua estrategia eles querem a região pegando fogo e quando sobrar alguem eles vão lá e oferecem algo.

Concordo que EUA não tem uma politica clara para a região, haja visto que nunca bombardearam a distribuição de petróleo do ISIS.

Mas vamos concordar, é uma ótima oportunidade para todos, demostrarem e venderem seus armamentos. São bilhões em jogo.

Prestem atenção neste mapa, olhem com cuidado e vão entender que nem russos nem americanos estão dando a mínima pro ISIS, o que importa é quem no final vai controlar o governo Siro.

Vejam bem, ali estão as maiores reservas de petróleo do mundo, Arabia Saudita, Irã e Iraque. Nenhum deles tem saída para o mar mediterrâneo, o que significa que a produção de petróleo tem que ser embarcada e passar pelo canal Suez para atingir a Europa e a Costa leste americana.

Muito mais barato é encaminhar este petróleo por dentro da Síria, via oleodutos, e embarcar direto no mediterrano, quem controla a Síria, controla os oleodutos e com isso obtêm o petróleo mais barato.

O americanos e europeus querem tirar o Assad para acabar com  a influencia russa lá, acharam que a melhor forma de fazer isso seria fomentar a revolta, incluído o ISIS patrocinado pela Arabia Saudita. Criaram o monstro mas perderam o controle sobre ele.

Gente, o Putin é um grande estrategista e visionário. Vai manter o governo sírio, criar o estado curdo (para ferrar a turquia) e ampliar sua esfera junto aos iraquianos. Ao mesmo tempo desfila força na frente da OTAN. Sem falar que terá acesso a petróleo e gás através do mediterrâneo além de uma base aeronaval.

Já o Obama, caso vcs não saibam, ele é MUÇULMANO, dois de seus secretários apoiam a Jihad e o antisemitismo. Obama na verdade tem uma enorme queda para os muslim. E quem duvidar preste atenção em um dos anéis que ele usa.

Países fazem fila para comprar caças russos Su-34 e Su-35


Países estão "fazendo fila" para comprar caças Su-34 e Su-35, que demonstraram suas capacidades excepcionais durante a operação militar na Síria, disse nesta segunda-feira o vice-ministro da Defesa, Yuri Borisov.

"Hoje, forças militares estão recebendo modelos avançados como o Su-34 e o Su-35, com características iguais às de modelos ocidentais", disse Borisov.

"Estes é o orgulho de nossas Forças Armadas. Esses modelos já demonstraram sua capacidade de combate, inclusive no conflito sírio. Compradores em potencial já estão 'fazendo fila'", disse Borisov ao canal de TV Russia-24.

CORREA posted:

Gente, o Putin é um grande estrategista e visionário. Vai manter o governo sírio, criar o estado curdo (para ferrar a turquia) e ampliar sua esfera junto aos iraquianos. Ao mesmo tempo desfila força na frente da OTAN. Sem falar que terá acesso a petróleo e gás através do mediterrâneo além de uma base aeronaval.

Já o Obama, caso vcs não saibam, ele é MUÇULMANO, dois de seus secretários apoiam a Jihad e o antisemitismo. Obama na verdade tem uma enorme queda para os muslim. E quem duvidar preste atenção em um dos anéis que ele usa.

Obama está no fim de sua carreira, acho que ele não quer deixar uma guerra para seu sucessor!

Monstro este arsenal bélico, só eles mesmo, me fez lembrar os japoneses em pearl

harbor !

O EI/Daesh/Isis capturou um punhado de Abrahams que estariam no Iraque, acho que os americanos não tentaram resgatar estes até por conluio com o EI, e por que foram vendidos para o Iraque, e par aos States no futuro reabrirem a linha de produção que foi fechada, o que funciona nos States é uma empresa que recupera os M1s.

Guacyr. posted:

O EI/Daesh/Isis capturou um punhado de Abrahams que estariam no Iraque, acho que os americanos não tentaram resgatar estes até por conluio com o EI, e por que foram vendidos para o Iraque, e par aos States no futuro reabrirem a linha de produção que foi fechada, o que funciona nos States é uma empresa que recupera os M1s.

Este é o verdadeiro jogo da guerra na Síria - Petróleo e armamento.

O Pantsir-S1 (em russo: Панцирь-С1, Designações da OTAN SA-22 Greyhound) é um sistema de artilharia anti-aérea móvel armado com sofisticados mísseis terra ar. É produzido pela empresa KBP na cidade de Tula, Rússia. Considerado um dos mais avançados do mundo, este sistema é um aprimoramento do antigo SA-19/SA-N-11 e possui a versatilidade de ser montado sob diversos chassis.

Brasil mantem estudo para compra Baterias Antiaéreas Pantsir-S1 Com Transferência de Tecnologia da Rússia para 2016. Seriam sobre a aquisição de três baterias (18 lançadores) no valor de US $ 1 bilhão de dólares.

Abaixo: Pantsir-S1 na defesa aérea de Latakia - Síria

 Abaixo: Pantsir-S1 SAM em um chassi de um blindado GM-352

Last edited by CASTR0

Pantsir-S1

O Pantsir-S1 também tem duas duplas armas 30 mm, semelhantes ao de Tunguska. Estes são derivados de canhões de aeronaves. Taxa combinada de fogo destas armas é de até 5 000 rpm. Estes podem atingir alvos até 4 km de distância. Um total de 1 400 rodadas são realizadas para estas armas.

O míssil 57E6 do Pantsyr tem um de dois estágios motores de foguete de combustível sólido. Ele tem uma velocidade máxima de 1 000 m / s (Mach 3). Mísseis deste sistema de defesa aérea têm um alcance máximo de 20 km. Gama mínima é de 1 km. Altitude máxima é de 8 km.

Sistemas Pantsir será implantado no porta-aviões russo Admiral  Kuznetsov. Contratorpedeiros russos e outros navios de grande porte será modernizada para acomodar o sistema.

A versão Árctico pode operar a uma temperatura de -50 ° Celsius.

Last edited by CASTR0
Faisca posted:

O SU 34 parece um pato.

Patos correm mal, nadam mal e voam mal. O SU-34 não nada, nem corre. Mas voa que é uma beleza. 

Só visualmente, com o bico achatado, lembra um pouco.

Muito show e mortal. alguns destes com certeza estão próximos da fronteira com a Turquia. O Brasil tb deveria comprar este sistema para a marinha.

Agora pergunto a vcs. que raio de arma é esta que os russos estão usando na Síria ???? 

O Glagolev-Shipunov-Gryazev GShG-7.62 é uma metralhadora giratória de quatro canos, semelhante a armas de fogo, tais como o M134 "Minigun". É um gás operada, arma auto-alimentado, o que está em contraste com a maioria das outras armas rotativos (que geralmente são alimentados externamente). Ele foi desenvolvido em 1968-1970 para o Mi-24 helicóptero junto com YakB metralhadora 12,7 milímetros.  Atualmente usado em GUV-8700 vagens da arma e montagens flexíveis em Kamov Ka-29.

Abaixo uma metralhadora giratória com quatro canhões de calibre 12,7 milímetros Yakushev-Borzov YakB-12.7  Yak-B para Mil mi 24.

 Monagem em Mil mi 8 -   2x GshG 7.62mm & 1x Yak-B 12.7mm

Last edited by CASTR0

O sistema de mísseis antitanque 9P157-2 Khrizantema-S foi projetado para destruir os principais tanques de guerra atuais e futuros - inclusive os protegidos com blindagem reativa explosiva -, bem como embarcações de superfície de pequeno deslocamento e alvos aéreos a baixas altitudes.

Os mísseis 9M123 do sistema supersônico Khrizantema viajam a uma velocidade média de 400 m/s e têm um alcance de entre 400 e 6.000 metros.

O sistema também é único entre os mísseis guiados antitanque da Rússia no fato de que, dependendo da variante, seus mísseis podem ser guiados por laser ou radar.

Cada míssil carrega uma ogiva de alto explosivo antitanque com penetração de 1,2 m nas armaduras reativas explosivas dos veículos de guerra — um recorde absoluto.

Em comparação, o muito elogiado míssil antitanque norte-americano Javelin, que os ucranianos estão tão ansiosos para conseguir, têm capacidade máxima de penetração de apenas 70 centímetros.

O Spike-MR/LR de Israel faz um trabalho um pouco melhor e penetra até 1 m através das armaduras dos tanques, mas ainda não é páreo para o seu análogo russo. 

O míssil 9M123 juntamente com o seu sistema de orientação associado forma o sistema de mísseis 9K123. Atualmente, ele só pode ser lançado a partir do sistema antitanque 9P157-2 Khrizantema-S, baseado no chassi BMP-3. Seu sistema de orientação dupla garante proteção contra contramedidas eletrônicas e lhe permite operar em todas as condições climáticas, de dia ou de noite, incluindo condições onde requerem veículos anfíbios, podendo operar completamente submerso.

O sistema entrou em serviço nas Forças Armadas russas em 2005, e entra em ação na Síria, juntamente com tanques T-90, contra os tanques M1A1 Abrams capturados pelo ISIS.  

Submarino ‘stealth’ russo da classe ‘Kilo’  é apelidado de “buraco negro no oceano".

 

Rússia destrói mais de 600 alvos terroristas em três dias, A informação vem do ministro da Defesa do país, Sergei Shoigu, que também afirmou que a Força Aérea está implementando à risca a ordem do Comando Supremo de executar missões de combate na Síria com seus caças.

As missões foram levadas a cabo por bombardeiros Tu-22 de longo alcance da Força Aérea.

As forças armadas russas também, pela primeira vez, dispararam mísseis de cruzeiro 3M54 – SS-N-27 na nomenclatura Otan, contra alvos terroristas na Síria desde um submarino no Mediterrâneo. Estes foram lançados contra o Daesh (também conhecido como Estado Islâmico) desde o Submarino Russo Rostov do Don. Dada a baixa altitude que voam estes misseis, são praticamente indetectável aos radares.

Missíl 3M54 – SS-N-27 na nomenclatura Otan

Submarino ‘stealth’ russo da classe ‘Kilo’  é apelidado de “buraco negro no oceano” pela Marinha dos EUA, porque eles são quase indetectáveis quando submersos.

A tripulação de 52 oficiais e subalternos pode manter seu navio no mar por até 45 dias. Ela dispõe de um arsenal que reúne tubos lança-torpedos de 533 mm, minas e o versátil míssil anti-navio 3M54, de versões que o habilitam, até mesmo, a cumprir voos de cruzeiro para atingir alvos em terra.

Last edited by CASTR0
pak43 posted:

A Russia tem interesse direto em frear estes movimentos,não é simplesmente para ter a Siria de seu lado,muitas ex republicas sovieticas são muçulmanos e tem vários ninhos de extremistas lá dentro.Alias foi estrategia dos EUA ajudar a armar estes caras,veja o Afeganistão mandaram até o rambo lutar contra os sovieticos e viraram amigos dos mujahadin que agora eles combatem.Os EUA não fazem nada ou quase nada pois esta é a sua estrategia eles querem a região pegando fogo e quando sobrar alguem eles vão lá e oferecem algo.

Dessa vez os EUA cagaram bonito na geopolítica militar. 

Do Mar Cáspio, onde se encontram grandes reservas de petróleo, inclusive de boa parte do Cáucaso, até o Mar Mediterrâneo, são Mil Duzentos e Cinquenta quilômetros apenas, em linha reta, menos que a distância entre São Paulo e Salvador.  Entre Bandhar-e Anzali no litoral iraniano do Mar Cáspio e a cidade mediterrânea de Latakia na Síria, só existe uma região que a Rússia não está (ainda) com penetração resolvida, que é uma faixa no norte do Iraque, que já chamam há muito de Curdistão. Fácil fazer o oleoduto.

Se os Democratas vencerem as próximas eleições nos EUA, pode começar a ver toda aquela região dominada pelos russos, pois só um Ronald Reagan pra correr ocupar novamente o Iraque e impedir isso.

Putin Herói  

"Em comparação, o muito elogiado míssil antitanque norte-americano Javelin, que os ucranianos estão tão ansiosos para conseguir, têm capacidade máxima de penetração de apenas 70 centímetros."

Só uma observação. Devido ao seu modo de ataque, o Javelin não tem necessidade de tanto poder de penetração.

Enquanto mísseis antitanque convencionais vão em trajetória tensa, rente ao solo, e assim tem que lidar com o tanque aonde esse tem a blindagem mais forte, o Javelin vem de cima, onde a blindagem é bem mais fina.

Quanto ao míssil russo, 9M123, os russos já tem outro, o 9M133 Kornet, que é não precisa de um lançador específico, e que tem uma capacidade máxima de penetração de 1300 mm.

https://en.wikipedia.org/wiki/9M133_Kornet

Aqui um Abrams sendo atingido por um desses, só que não achei mais nenhuma informação sobre o vídeo.

 

Nesse tópico a gente estava falando sobre blindagens, e como só elas não são mais eficientes, graças a penetração dos mísseis modernos. Então, além da blindagem, que é uma defesa passiva, hoje já usa-se sistemas de defesa ativa contra mísseis.

https://webkits.hoop.la/topic/t...8#447159220292600878

Esses sistemas ativos põem uma "bolha" de vigilância ao redor do tanque, e quando detectam um míssil, detonam uma carga explosiva, que gera uma onde de choque contra o míssil, detonando-o antes que toque no tanque.

Aqui o sistema russo Arena:

 

Castro, um equivoco, os classe kilo são diesel-eletricos e não nucleares. Abraço.

Tonini posted:

Castro, um equivoco, os classe kilo são diesel-eletricos e não nucleares. Abraço.

Valeu a correção Tonini, vou já-já alterar.

Grato 

Last edited by CASTR0

Dados principaisMotores
Deslocamento standard: 2325 Ton
Deslocamento máx. : 3076 Ton.
Tipo de propulsão: Propulsão diesel/electrica
Comprimento: 73.8 M - Largura: 9.9M
Calado: 6.6 M.
Profundidade: 300 M
Numero de tubos: 6
2 x Motor a Diesel Auxiliar MT168 204hp ()
1 x Gerador electrico 4-2AA-42M ()
1 x Motor a Diesel (economic drive) (130cv/hp)
1 x Motor a Diesel (5900cv/hp)
Tripulação / Guarnição: 52Autonomia: 11000Km a 7 nós - Nr. Eixos: 1 - Velocidade Máxima: 17 nós

 

Misseis
Sistema de lançamento Kilo-VA111-TT(6)0 x Novator SS-Nx-27 «Sizzler» / 3M54E1(Anti-navio)
Torpedos
- 18 x Soviet State Factories USET-80 - sistema de lançamento: lançadores Kilo-VA111-TT(6)

 

Sonares
- Soviet State Factories MGK-400 / 400EM «Rubikon» / Pesquisa passiva/ataque
Outros sistemas electrónicos
- UZEL MVU-119 / Murena (Sistema de gestão de dados combate)

 

Last edited by CASTR0

Protagonismo de submarinos diesel-elétricos, interesse crescente em turbo-hélices no mercado internacional. Parece que tem algumas coisas que vão e voltam também no mundo militar.

O ministério da Defesa da Rússia publicou nesta quarta-feira (9/dez) um novo vídeo mostrando o passo a passo de um amplo ataque aéreo russo contra posições do Daesh (Estado Islâmico) na Síria. As imagens mostram o uso de diversos tipos de aeronaves de ataque ao solo, como o bombardeiro supersônico Tupolev Tu-22 e os caças Su-24, Su-25 e Su-34.

Força Aérea da Rússia realizou 82 missões ao longo das últimas 24 horas, atacando 204 alvos terroristas na Síria.

Na sexta-feira (5), ele havia revelado que durante a semana de 26 de novembro a 4 de dezembro a aviação russa realizou 431 voos de combate contra posições do Daesh, atingindo um total de 1458 alvos terroristas.

© Ministério da Defesa da Rússia

Last edited by CASTR0
×
×
×
×
Link copied to your clipboard.
×