Era um projeto conjunto Rússia e Itália, Yak 130/Aermachi 346, mas separaram-se, o italiano usa turbina ocidental e russo turbina russa, e o desenho parecido com o AMX-T é bem a propósito, não nega o DNA, o italiano bem que poderia ser o novo Xavante ou outra tribo e o israelenses receberam 2.

 Como uma Ferrari ou Lamborghini:

Last edited by Guacyr.

Yakovlev Yak-130 & Aermacchi M-346

No início de 1990, as forças aéreas russas encontraram-se de frente para a posição difícil de possuir uma grande frota de aviões de treinamento, a maioria dos quais foram muito avançada em idade e se aproximava do fim de sua vida de uso viável. quantidades significativas de estes formadores foram aterrados como peças de reposição necessárias para mantê-los voando eram escassos devido ao cancelamento de décadas de produção anteriores. 

Outras aeronaves como o L-39 Albatross eram populares entre as unidades de treinamento de voo da antiga Força Aérea Soviética, mas estavam se aproximando do fim de suas vidas uteis, necessitando de um programa de substituição iniciado pelo governo russo. 

Neste ponto no tempo, a Força Aérea Italiana estava na necessidade de um substituto para o seu avião de instrutor MB-339 e por isso, a empresa de produção de aeronaves italiana Aermacchi procurou formar um projeto de desenvolvimento conjunto com o departamento russo Yakovlev, economizando um pouco de dinheiro e tempo para ambos os lados envolvidos. 

A  aeronave de treinamento foi projetada para treinar novos pilotos, na maioria dos casos, aviões de combate. Portanto, os cockpits desses jatos estão configurados para ser semelhantes as aeronaves que os pilotos acabarão por voar, acostumando-os aos agrupamentos de instrumento.  Abaixo Yak 130

Acima M-346

Estes formadores também são construídas para imitar características de movimentação de aviões de combate de perto, também para dar aos formandos uma ideia do comportamento de suas aeronaves de serviço antes que eles realmente começar a voar eles. Assim, o 130/346 foi construído a partir do zero com a capacidade de replicar os comportamentos de tarde-modelo caças Sukhoi, incluindo a recente T-50, o primeiro caça stealth sempre russo e no caso da variante italiana, o famoso Eurofighter Tufão.

O 130/346 foi selecionada a partir de um grupo de propostas apresentadas por alguns dos habituais empresas de aviação russos (ou seja, Mikoyan, Myasischev, Sukhoi e Yakovlev) em 2002 depois de uma competição de 12 anos entre o protótipo Yak e design do MiG, o chamado MiG-AT.Ao longo do caminho, uma variante aeronaves de ataque leve do Yak 130 foi considerado por militares russos, mas foi então demitido pela Força Aérea Russa como era inadequada em termos de necessidades de "proteção piloto reforçada". 

A primeira 130/346 voou em 1996 e a primeira aeronave de produção saiu da linha em 2004, voando no mesmo ano. A Força Aérea Russa encomendas para a aquisição de 72 Yak 130s para as suas unidades de treinamento, a primeira aeronave de que foi entregue no final de 2012

 O interesse internacional foi atraído entre os modelos russos e italianos, à abertura da venda de aeronaves para países como a Argélia, Bangladesh e da Síria para o Yak 130, e da Itália, Israel e Singapura para a M-346.

Dez fatos sobre o caça Su-24

 

O caça Sukhoi Su-24 está desempenhando papel fundamental na operação contra os alvos terroristas na Síria. Os 10 fatos listados a seguir o farão entender por quê.
 
 

1. O Sukhoi Su-24 é um caça supersônico que opera sob qualquer condição climática. Foi desenvolvido na União Soviética, entre as décadas de 1960 e 70.

2. Este avião bimotor de dois lugares e asas de geometria variável foi projetado para missões com ataques em baixíssimas altitudes. Foi o primeiro avião soviético a incluir um sistema integrado digital de navegação e ataque.

3. Ainda que a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) utilize o codinome Fencer para denominar o avião, as equipes soviéticas rapidamente o apelidaram de “Tchemodan” (mala) devido a sua versatilidade e capacidade de levar armamentos.

4. Sua aplicação na Alemanha Oriental em 1979 e os recursos notórios da aeronave aumentaram a preocupação dos serviços de inteligência da Otan. Parte desse temor era baseado na premissa de que o Sukhôi usava turbo-motores que favoreciam um maior alcance de ataque.

5. A força aérea soviética usou alguns Su-24 no Afeganistão em 1984, e o avião entrou em combate novamente no conflito na Tchechênia, nos anos 1990.

6. O Sukhoi Su-24 ainda está em atividade em inúmeros países: Argélia, Angola, Azerbaijão, Bielorrússia, Irã, Cazaquistão, Líbia, Síria, Ucrânia, Uzbequistão e Rússia. Também serviu na Força Aérea do Iraque.

7. A Rússia opera 577 dessas aeronaves – 447 servem a Força Aérea Russa, e 130 na Marinha Russa.

 

7. Em abril de 2014, aviões Su-24 deram um rasante sobre o novo contratorpedeiro norte-americano USS Donald Cook, no mar Negro. A embarcação dos EUA estava se movimentando ao longo do limite das águas territoriais russas.

 

9. Os modelos existentes do Su-24M e Su-24MK estão passando por um programa de aperfeiçoamento, incluindo GPS, visores multifunção, geradores de mapa digital e armas mais atuais, como o míssil ar-ar R-73 (arqueiro AA-11). A versão atualizada é chamada de Su-24M2.

10. Em dezembro de 2014, o Ministério da Defesa britânico revisou os planos para a defesa das Ilhas Malvinas, após a imprensa noticiar que a Rússia tinha se oferecido para fornecer à Argentina 12 caças Su-24 em troca de alimentos, como carne e trigo. 

O tabloide britânico “The Sun” chegou a afirmar que tratava-se de um suposto plano argentino para recuperar as ilhas com o apoio russo. O governo argentino, porém, respondeu que “nunca havia considerado" a possibilidade de assinar um contrato de leasing das aeronaves russas.  Fonte: Русское слово

 

CASTR0 posted:

 

. Assim, o 130/346 foi construído a partir do zero 

 

Nossa ! Como puderam chegar do caça japa até este treinador ? Deve ter dado muito trabalho !  

Rogerio77 posted:
CASTR0 posted:

 

. Assim, o 130/346 foi construído a partir do zero 

 

Nossa ! Como puderam chegar do caça japa até este treinador ? Deve ter dado muito trabalho !  

Super salto evolutivo!

Bruno Ferlin posted:

Alguém teria esta imagem em alta resolução? 

Bruno, click na foto e abra em outra janela, ela já está em HD

Abs

Castro

O kit 1/48 da Trumpeter vem com todos os armamentos russos ar-solo, tem itens suficientes para armar de forma completa uns 3 Fencer, ou o que sobrar da para armar vários caças menores

CASTR0 posted:
Bruno Ferlin posted:

Alguém teria esta imagem em alta resolução? 

Bruno, click na foto e abra em outra janela, ela já está em HD

Abs

Castro

Fazendo isso ficou bem claro que os mecânicos esqueceram de massar e lixar os tanques suplementares, a emenda está horrível ! 

Ideia para Diorama do Su-24 na Base Aérea Russa de Hmeymim na Síria.

Abaixo ótimos temas para diorama.

Click na foto e abra em outra janela.

O APA-5D - fonte aeródromo de energia elétrica no chassi Ural-4320

Combustível.

Last edited by CASTR0

Força Aeroespacial russa realizou 62 missões contra 187 instalações terroristas na Síria.  A intensidade de ataques russos na Síria reduziu-se significativamente nos últimos 2 dias, disse o representante oficial do Ministério da Defesa russo, general-maior, Igor Konashenkov.

 

"Durante os últimos dois dias foram realizadas 62 missões contra 187 alvos nas províncias de Hama, Raqqa, Deir ez-Zor, Aleppo e Homs. Na região da povoação de Katria, província de Hama, um bombardeiro Su-34 eliminou mais de 10 pontos de controle do inimigo. Em resultado dos ataques, as infraestruturas de engenharia dos terroristas foram completamente destruídas, tendo sido neutralizados mais de 50 bandidos", disse o militar russo.

 

A Rússia já iniciou trabalhos concretos para levar a cabo a reconciliação na Síria e espera ações semelhantes da parte dos EUA.

"Nos últimos dois dias a intensidade dos ataques dos aviões russos reduziu-se drasticamente. Trata-se principalmente de tais regiões da República Árabe da Síria de onde foram recebidos ou foram enviados pedidos das autoridades locais e grupos armados para realizar o cessar-fogo e iniciar negociações sobre a reconciliação. Os aviões russos não realizam ataques nessas zonas", afirmou Konashenkov.

A Força Aeroespacial russa realiza ataques em regime habitual contra os grupos terroristas que foram excluídos dos acordos sobre o cessar-fogo na Síria, disse Konashenkov.

"Queria sublinhar de forma especial que o acordo russo-americano sobre o cessar-fogo não abrange os militantes do Daesh, a Frente al-Nusra e outros grupos reconhecidos pelo Conselho de Segurança da ONU como terroristas", disse Konashenkov.

A Rússia já iniciou trabalhos concretos para levar a cabo a reconciliação na Síria e espera ações semelhantes da parte dos EUA.

"Conforme os acordos russo-americanos de 22 de fevereiro sobre o cessar-fogo na Síria, foi criado, na base aérea russa de Hmeymim, o Centro de Coordenação para a Reconciliação entre as partes beligerantes, a fim de realizar o mecanismo de controle sobre o cessar-fogo, centro que já iniciou os trabalhos no território da República Árabe da Síria", sublinhou o militar russo.

Ao mesmo tempo, o Ministério da Defesa russo afirmou que a Turquia continua atacando o território sírio, apesar de todos os acordos sobre o cessar-fogo. Abaixo ataque de SU-34/ SU-24 a caminhões com petróleo contrabandeado pela ISIS na Síria.

Last edited by CASTR0

Infelizmente a Turquia segue querendo inflamar a região sob presuposições que os curdos são um mal  a ser extirpado ......

Daqui a pouco uma ou mais aeronaves turcas serão abatidas afinal invadiram espaço aéreo sírio sem autorização e ou violando cessar fogo!

A Rússia enviou nesta semana para a Síria a sua mais moderna aeronave de reconhecimento, o Tu-214R, que chegou à base de Hmeymim, em Latakia, na noite da última segunda-feira, após sobrevoar os territórios do Irã e do Iraque.

O mais avançado avião de inteligência eletrônica russo se junta a um poderoso esquadrão no Oriente Médio, que tem contribuído de maneira decisiva para as constantes vitórias das forças curdas e de Damasco na luta contra o terrorismo. Ao lado de caças Sukhoi Su-24, Su-25, Su-27, Su-30, Su-34, Su-35, helicópteros Mi-8, Mi-24 e bombardeiros Tupolev Tu-22M3, Tu-160 e Tu-95MS, o Tu-214R atuará rastreando atividades militares inimigas a centenas de quilômetros de distância. 

Segundo o coronel Sergei Khatylev, ex-chefe do comando de mísseis antiaéreos das Forças Armadas da Rússia, a chegada dessa nova aeronave à Síria representará uma oportunidade ainda melhor para avaliar a eficácia do aparato de combate aéreo russo, em meio a operações de outras potências militares, incluindo os Estados Unidos.  

De acordo com o canal RT, o Tu-214R enviado à Síria está equipado com vários radares capazes de realizar rastreamentos de 360º em qualquer condição climática e sensores óptico-eletrônicos capazes de captar imagens em alta resolução de grandes áreas, o que facilita a localização de inimigos mesmo que estes estejam ocultos ou camuflados.

Além disso, a aeronave possui sistemas que lhe permitem interceptar emissões de radares de outros aviões e "ouvir" conversas por telefone via satélite ou mesmo por aparelhos celulares.  Abaixo o Ту-214 AWACS (alerta antecipado e controle de espaço aéreo).

os motores são de origem russa mesmo, e podem usar Rollis Royce creio que na versão civil

Last edited by Faisca

A Ucrânia está preparando unidades do Exército, Força aérea, Guarda Nacional e da polícia para uma operação de retomada da Crimeia, reintegrada à Federação Russa em março de 2014, após decisão popular baseada em um referendo realizado na península.

 

A informação foi confirmada pelo ministro ucraniano do Interior, Arsen Avakov, em entrevista a um canal de TV do país. 

"Não temos nada. Precisamos de um novo Exército, de uma nova Guarda Nacional e de uma nova polícia. O Estado ucraniano agora cuida desses assuntos. Temos que recuperar tudo isso e, se tivermos vontade, a Crimeia estará conosco", destacou o ministro.

De acordo com Avakov, deputados da Suprema Rada estão trabalhando junto com líderes do autodenominado Congresso dos Tártaros da Crimeia na criação de uma unidade especial da Guarda Nacional para tratar especificamente desse objetivo.

"O projeto se prepara para que estejamos prontos para recuperar a Crimeia".

Afirmando que a Rússia reforçou consideravelmente a sua presença militar na região, o presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko, solicitou por sua vez o fortalecimento das posições ucranianas na fronteira com a península e em todo o litoral do mar Negro. Abaixo Su-27 Ucrânia

"Ordeno ao Ministério da Defesa e ao Estado-Maior que apresentem propostas para um reforço drástico das possibilidades militares da Ucrânia ao longo da costa do mar Negro", disse Poroshenko

Segundo alguns órgãos de imprensa locais, ao tomar conhecimento da situação, o primeiro-ministro da Crimeia, Sergei Aksionov, qualificou as declarações ucranianas como "material para psiquiatras". 

"Ir à guerra contra o Exército da Rússia, o mais poderoso do mundo, é uma coisa inviável", afirmou o premier. Há uma relatados 204.000 pessoal das Forças Terrestres da Ucrânia a partir de 2009

Abaixo Poder da Força Aérea da Ucrânia

Aviões de combate 

tipo

nomeação

Quant.

Su-27

Caça multi-função pesada

40

MiG-29

Caça de primeira linha multiuso

82

Su-24

bombardeiro

34

Su-24MR

batedor

23

Su-25

avião de ataque

28

 

Aviões de transporte 

tipo

nomeação

Quant.

An-70

aviões de transporte pesado

1

Il-76MD

aviões de transporte pesado

18

Tu-134AK

VIP-transporte

2

An-24B

VIP-transporte

3

An-26

aviões de transporte

20

An-30B

fotografia aérea e aviões de reconhecimento aéreo

1

 

Aviões de treinamento 

tipo

nomeação

Quant.

G-39

treinador

37

HAZ-30

treinador

4

Hongdu G-15

treinamento de combate

0

 

UAV 

tipo

nomeação

Quant.

Tu-141

UAV de reconhecimento

N / A

Tu-143

UAV de reconhecimento

N / A

Bird-Eye 400

UAV de reconhecimento

[192]

 

Helicópteros 

tipo

nomeação

Quant.

Mi-8Mt

multi-purpose

9+14

 

Air Defense

tipo

nomeação

Quant. divisões

"Buk-M1"

SAM curto alcance

72

C-300V1

ZRK médio alcance

4

S-300PS

SAM de longo alcance

30

C-200B

SAM de longo alcance

12

 

tipo

nomeação

Quant.

An-2

aeronaves multi-purpose luz

~ 20

An-12

aviões de transporte

56

A IL-22M

posto de comando aerotransportado

3

IL-62

VIP-transporte

6

IL-78

aviões de reabastecimento

21

MiG-21

lutador

241

MiG-23

lutador

190

MiG-25

Interceptor / olheiro

~ 100

MiG-27

avião de combate bombardeiro

49

G-29

treinador

~ 20

Su-15TM

interceptor

70

Sioux 17M3R / M4R

batedor

30

Su-24MP

aeronaves de guerra eletrônica

7

Tu-16

bombardeiro de longo alcance

 

Tu-22

bombardeiro de longo alcance / reconhecimento

~ 60

Tu-22M

bombardeiro de longo alcance

64

Tu-95MS

bombardeiro estratégico

25

Tu-134UBL

treinador

6

Tu-160

bombardeiro estratégico

19

Yak-28

aeronaves de guerra eletrônica

35

 

Last edited by CASTR0

Força Aeroespacial russa pára bombardeios na Síria

À meia-noite em ponto, a Força Aeroespacial russa parou todos os bombardeios na Síria, disse o representante do Estado-Maior russo, Sergei Rudskoy.

 

«Hoje, desde a meia-noite, em conformidade com os acordos atingidos pelos EUA e a Rússia como copresidentes do Grupo Internacional de Apoio à Síria, a Força Aeroespacial Russa parou completamente os bombardeios na ‘zona verde’, ou seja, nas regiões e contra os agrupamentos armados que nos fizeram chegar o seu acordo sobre o cessar-fogo», disse Sergei Rudskoy aos jornalistas no sábado (27).
 

Além disso, a Rússia deu aos EUA uma lista dos agrupamentos, que abrange 6 mil pessoas e 74 zonas onde não deve ser aberto fogo. Por sua vez, os EUA forneceram à Rússia um mapa dos grupos armados que aderiram à trégua e não devem ser atacados.

 

Esse intervenção da Rússia na Síria e na Ucrânia, me parece um teste de todo armamento russo moderno e disponível atualmente.

Lembro de ter lido que a guerra civil espanhola foi o teste de armamentos e de táticas, tanto dos alemães quanto das demais potencias que participaram indiretamente dela. Situação razoavelmente parecida.

 

Valls

Valls posted:

Esse intervenção da Rússia na Síria e na Ucrânia, me parece um teste de todo armamento russo moderno e disponível atualmente.

Lembro de ter lido que a guerra civil espanhola foi o teste de armamentos e de táticas, tanto dos alemães quanto das demais potencias que participaram indiretamente dela. Situação razoavelmente parecida.

 

Valls

As diferenças:

1- O afetado austríaco não tinha uma Aliança Internacional como a OTAN para freá-lo de sua mania de grandeza.

2- Vladimir Vladimirovich Putin é inteligente, ponderado, patriota e não sai fazendo excrecências mundo afora como o bigodinho.

3- O povo alemão da época topava tudo por causa da miséria que passaram, bem diferente do alegre e introspectivo povo russo da atualidade, que possuem poder do voto.

4- Se Vladimirovich fosse louco como o cabo austríaco, teria feito uma grande excrecência diante da provocação turca no abatimento do SU-24.

Na minha opinião a Rússia regida por Putin só está marcado presença internacional para ter praças de influência e gerar negócios, coisa que Inglaterra e EUA fazem há séculos com uma tremenda falta de um mínimo de escrúpulos, haja vistas as influências na América Latina e África Colonial, até o papo furado das invasões no Iraque e Afeganistão.

A Ucrânia é um caso de amor a parte.  

Se a Ucrânia atacar Sebastopol ou outros alvos russos, será que haverá disposição e tempo para a Otan salvar Kiev? O que será que os ucranianos pensam desse plano do governo?

atena-nike posted:

Se a Ucrânia atacar Sebastopol ou outros alvos russos, será que haverá disposição e tempo para a Otan salvar Kiev? O que será que os ucranianos pensam desse plano do governo?

A OTAN não pode responder ao ataque à Kiev, pois a Ucrânia não é membro da Aliança. E se a Ucrânia só entra para a OTAN depois que resolver todas as pendências com a Rússia, na minha opinião. O conselho da OTAN não quer pegar uma batata quente.

Sobre a intervenção (não conheço a credibilidade do site) : https://www.quora.com/2015-Rus...-be-a-part-of-Russia

A Rússia pode perder 20 mil militares em caso da guerra de grande escala com a Ucrânia, disse o diretor do departamento da política social e humanitária do Ministério da Defesa ucraniano, Valentin Fedichev, ao canal ucraniano Espresso.

Por sua vez, segundo as suas previsões, as perdas do exército ucraniano seriam quatro vezes menores – por volta de 5-6 mil.
 

“Se o adversário usar a aviação, os grupos que guardam a nossa fronteira irão lançar uma ofensiva. Os cálculos mostraram pelo menos 20 mil mortos. Eles irão até ao rio Dniepre e, de fato, aniquilarão as tropas terrestres russas”, disse o funcionário público ucraniano.  Abaixo T-64 ucraniano

Segundo Valentin Fedichev, o exército ucraniano tem recursos para travar ações militares.

Altos funcionários ucranianos e ocidentais afirmaram muitas vezes que a Rússia intervém no conflito em Donbass, mas não apresentam quaisquer provas. Moscou tem negado todas as acusações. Abaixo BTR-4 da Guarda Nacional da Ucrânia.

Devido às hostilidades em curso com os separatistas pró-Rússia, a Ucrânia aumentou consideravelmente o tamanho de suas forças militares para o 204.000 soldados (+46000 funcionários públicos) em 2014, sem contar com as forças para-militares, como os guardas de fronteira (53.000), o novo formado Guarda Nacional da Ucrânia (60.000) ou o serviço de segurança.

As forças armadas da Ucrânia chegaram perto da França, que mantém uma força de 229.000 homens, como a maior da Europa, quando excluindo a Rússia.

Foi relatado que a Ucrânia aumentou para 280.000 tropas, e Isto foi largamente alcançado pelas ondas repetidas de mobilização trazer novos recrutas enquanto os soldados mais velhos ainda não tinham sido processados fora, o orçamento do Estado para 2015, em última análise exige uma força de 230.000.  51% do pessoal alistado da Ucrânia são soldados contratados. Abaixo 2S3 Akatsiya,  um tanque dartilharia autopropulsada com canhão de 152,4 milímetros desenvolvido pela União Soviética em 1968 e em atividade na Ucrânia.

A Ucrânia quer chamar a tenção mundial, e espera que OTAN, ONU (conselho de segurança) e grandes potencias assumam posição sobre a separação da Crimeia.

A República da Crimeia é uma república autônoma situada na península da Crimeia, na costa norte do Mar Negro, e anexada em 2014 pela Federação Russa, embora essa anexação não seja reconhecida pela maioria dos Estados-membros da ONU. Para esses países, ela continua a fazer parte da Ucrânia, embora seja controlada, de fato, pela Federação Russa, que anexou a República e a cidade de Sebastopol como entidades separadas, depois de um referendo no qual a maioria da população dessas duas regiões decidiu-se pela união com a mesma, e após uma declaração de independência unilateral do Parlamento da Crimeia. A república abrange, portanto, praticamente toda a península, com exceção da cidade de Sebastopol.

Devido à instabilidade política recente na região e à ocupação por tropas militares russas, a soberania nacional sobre a península está sendo motivo de disputas entre a Rússia e a Ucrânia desde março de 2014. Em 11 de março de 2014, o parlamento da República Autônoma da Crimeia adotou uma declaração de independência, visando separar-se da Ucrânia antes de realizar um referendo. Em 16 de março de 2014 uma maioria contundente de eleitores votou a favor da independência da Crimeia da Ucrânia, e a favor de sua integração à Rússia. Após o referendo, os legisladores da Crimeia votaram formalmente tanto pela separação da Ucrânia como o pedido para fazer parte da Federação Russa. A legitimidade e a legalidade da votação foi rejeitada pelo governo da Ucrânia e pela maioria da comunidade internacional, com poucas exceções. Em 18 de março de 2014, o presidente da Rússia, o primeiro-ministro da Crimeia e o prefeito de Sebastopol assinaram em conjunto um acordo para que a Crimeia e Sebastopol passassem a fazer parte, oficialmente, da Federação Russa.

História

20 de Janeiro de 1991, foi realizado referendo da Crimeia , a pergunta era "Você apoia a reconstrução do República Autônoma Socialista da Crimeia como membro da URSS?" Respondeu positivamente a 93,26% dos eleitores, o comparecimento foi 81,37%. Em Fevereiro de 1991,  foi concedido o estatuto de República Socialista Soviética Autônoma.

5 de maio de 1992, o ano do Conselho Supremo da República Autônoma da Crimeia adotou uma declaração "Lei sobre a proclamação da independência do Estado da República da Crimeia". Em 6 de maio de 1992, foi adotado a Constituição da República da Crimeia. Estes documentos contradizem a legislação em seguida, ucraniano, foram canceladas pela Verkhovna Rada da Ucrânia só em 17 de Março de 1995, depois de conflitos prolongados na Crimeia. Posteriormente, o Presidente da Ucrânia Leonid Kuchma assinou uma série de decretos, que definiu o status de poder a República Autônoma da Crimeia.

Sebastopol abriga uma grande base naval russa, construída para abrigar a Frota do Mar Negro da marinha da então União Soviética. Abaixo reforços Russos a Frota do Mar Negro com submarinos, navios e aviões modernizados.

Last edited by CASTR0
 

 

 

Cruzador Moscou! Lindo. Os cascos dos vasos de guerra russos são os mais bonitos do mundo, graças à sua protuberância da proa mais acentuada e linhas mais suaves. E logicamente os tubos dos mísseis P-500 Balzat (9K80) de 88 cm de diâmetro (Missil) . 

Armamento do barquinho.

  • 16 9K80 (P-500 Bazalt), mísseis terra-terra de uso anti-navio
  • 24 lançadores com 40 x Osa-M míssil terra-ar de curto alcance
  • 1  sistemas de canhões com canhões do tipo AK-130 duplos,  de calibre 130 mm
  • 2 sistemas de morteiros anti-submarinos RBU-6000 ASW com 10 foguetes
  • 64  sistemas de foguetes terra-ar S-300F ou S-300PMU de longo alcance
  • 6 sistemas CIWS de canhões AK-130 de 20 mm (0,787 in)

 Dá pra fazer um estraguinho 

Com os P-500 dá até pra atacar Kiev a partir de Olenivka (527 Km) que fica no extremo ocidente da península da Criméia, uma vez que estes mísseis possuem alcance  550Km desenvolvendo Mach 2,5.  

Desde Napoleão (e talvez antes) a Russia não é derrotada por nenhuma potência. Mesmo na invasão francesa, eles venceram.

A vastidão de recursos deles é inigualável, e duvido que a OTAN ou qualquer outro queira encara-los de frente. A "sorte" da Ucrânia é que herdaram algumas indústrias russas que ficaram em seu território quando da independência no pós comunismo. Mas praticamente todos os projetos são russos. Esse BTR 4 , que é uma derivação dos BTR's russos, é ruim. Tinham vendido um lote grande para um pais do oriente médio, mas foram todos devolvidos porque o monobloco estava rachando. Acabaram incorporados às forças ucranianas (remendados) .

Não acredito que eles se sairiam bem numa guerra contra seus antigos "aliados" e também não acredito que o ocidente se envolva numa guerra contra os russos por causa deles. É só lembrar o que aconteceu no caso da Geórgia.

 

Valls

A Rússia deu início à construção de uma ponte sobre o Estreito de Karch, declarou o presidente da Agência Federal de Estradas do Ministério do Transporte da Rússia (Rosavtodor), Roman Starovoit.

 

“O projeto da ponte sobre o Estreito de Kerch foi aprovado pelo Rosavtodor, então hoje é o dia do início oficial da construção deste ambiciosa projeto sem iguais na Federação Russa”, disse aos jornalistas.

A ponte sobre o Estreito de Kerch será um dos projetos mais complexos para a engenharia russa. Ainda assim, os profissionais de engenharia e arquitetura aceitaram o desafio. A ponte, que terá comprimento de aproximadamente 19 quilômetros, deve estar pronta em 2016, segundo Starovoit. O projeto inclui duas construções paralelas — para circulação de automóveis e trens.

O trabalho é complicado pelo fundo lamacento do Estreito. Os pilares precisarão estar fincados a uma profundidade de cem metros.

Espera-se que cerca de 3.500 funcionários participem diariamente da construção da ponte e, nos dias mais complicados, cerca de seis mil. O projeto terá um custo estimado de US$ 5,7 milhões.

Atualmente, os meios de transporte aéreos e marítimos são a única ligação da Crimeia à Rússia continental. 

A trégua na Síria já continua por 4 dias. Entretanto, muitas organizações tentam convencer a comunidade internacional de que a Força Aeroespacial russa e o Exército sírio sistematicamente violam o cessar-fogo.

 

 
A cessação de hostilidades, cujo acordo foi concluído pela Rússia, os EUA e outros mediadores internacionais, entrou em vigor no sábado (27).  Apesar de algumas divergências e casos de violação do cessar-fogo, em geral, todas as partes reconhecem que o cessar-fogo tem sido respeitado.

 

A primeira coisa que atrai a atenção na base aérea russa de Hmeymim na Síria é o silêncio não habitual, destaca a agência noticiosa russa RIA Novosti. Pela primeira vez em seis meses, não há roncos de motores de aviões. Os aviões estão cobertos e permanecem no ponto de estacionamento. O 27 de fevereiro se tornou o primeiro dia “livre” para os pilotos e todos os funcionários da base desde o início da operação.

Segundo o Ministério da Defesa da Rússia, tais medidas foram tomadas tendo em conta a resolução do Conselho de Segurança da ONU sobre a situação na Síria, de maneira a excluir possíveis erros durante os ataques aéreos. O Ministério destacou que a Rússia respeita todas as suas responsabilidades de cessar-fogo.
 

Damasco, Síria [foto de arquivo)

Um dos pilotos disse que a base aérea russa passa por “uma pausa diplomática”. Segundo ele, parte de aviões estão passando testes de diagnóstico mas, no entanto, o grupo aéreo russo está a espera.

“Se for necessário, estamos prestes a voar para uma missão em minutos”, disse o piloto russo.

Ainda antes de o cessar-fogo ter entrado em vigor, a Força Aérea síria começou a lançar folhetos com números telefónicos com ajuda dos quais os cidadãos sírios podem ligar ao Centro de Coordenação para a Reconciliação na Síria e fazer o pedido de respeitar a trégua.

 
Este centro recebe pedidos dos líderes de grupos armados e autoridades locais que decidiram parar as hostilidades e iniciar negociações. Os próprios cidadãos sírios estão otimistas em relação à hipótese de reconciliação entre o governo e grupos armados da oposição. Estão seguros de que é uma oportunidade de pôr fim aos combates sangrentos no país.

O Exército sírio, após um pedido do centro russo para reconciliação, não retornou fogo após Damasco ser bombardeada no último sábado, declarou o Ministro da Defesa da Rússia em comunicado neste domingo.

E no Iraque a guerra continua contra o EI, forças iraquianas apoiadas por consultores americanos estão cercando Mossul, ou centro EI, mas em território Iraquiano, lá não tem cessar fogo!

Interessante, acho que os Russos só foram derrotados pelos mongois de Gengis Kan- lá pelos idos de 1400, esses Mongóis eram "Bárbaros"

Rússia refutou alegações de que o grande navio de desembarque Ucraniano "Konstantin Olshansky", que foi capturado durante a anexação da Crimeia, será utilizado nas operações militares na Síria (02/03/16).

 

  

Isto foi relatado à Interfax agência de notícias por uma fonte informada. "O Estado-Maior da Marinha russa não planeja usar o navio na operação que tem sido chamado de "Syrian Express"  pela mídia estrangeira. O retorno deste navio, juntamente com outros, para a Ucrânia está atualmente suspensa devido ao conflito no leste do país. Ele está sendo armazenado em Sevastopol", disse a fonte.

Além disso, a fonte relatou que existe um grupo reduzida a bordo do navio que mantém os seus equipamentos e máquinas, mas relata que não tenham sido efetuadas reparações.

No entanto, o jornal Duma, citando uma fonte no Estado-Maior da Marinha ucraniana, declarou que a Rússia está reparando ativamente o sistema de propulsão do navio, a fim de usá-lo para o transporte de suprimentos militares para a Síria. A fonte disse que a Rússia podia disfarçar "Konstantin Olshansky" como um outro navio.

O navio foi construído para a Ucrânia em 1985, em Gdansk. Ele foi projetado para o desembarque de marines, tanques e outros equipamentos militares nas zonas costeiras despreparadas.

 

Em 22 de março, um grupo de homens armados pró-Russia, capturaram o navio de desembarque Konstantin Olshansky em Donuzlav Bay, na cidade porto de Sevastopol na Crimeia

Um porta-voz do Ministério da Defesa Ucraniano disse a tripulação do navio havia disparado granadas de fumaça em auto-defesa.

Segundo a imprensa ucraniana, pelo menos duas centenas de forças pró-Russia, participaram no assalto, e havia apenas 20 membros da tripulação a bordo do navio de guerra quando sob ataque. O desenvolvimento veio no mesmo dia em que as tropas russas ocuparam uma Base da Marítima Ucraniana no porto de Feodosia na Crimeia.

A base naval da cidade de Feodosia foi um dos poucos edifícios militares que ainda arvoram a bandeira ucraniana após a Crimeia ser re-anexada para a Federação Russa.

Em 21 de março de 2014, o presidente russo Vladimir Putin assinou a lei nos documentos que oficialmente integram a Crimeia ao território Russo. Putin disse que a medida foi realizada com base no direito internacional.

Putin também assinou uma lei criando dois novos distritos administrativos Russos, o da Crimeia e do porto da cidade de Sevastopol.

Crimeia declarou independência da Ucrânia em 17 de Março de 2014 e formalmente solicitou para se tornar parte da Rússia, na sequência de um referendo no dia anterior, em que 96,8 por cento dos participantes votaram a favor da mudança. O comparecimento às urnas no referendo situou-se em 83,1 por cento.

 

Last edited by CASTR0

Várias unidades de sistemas de defesa antiaérea equipadas com mísseis S-400 foram posicionadas pela Rússia na Sibéria ocidental, segundo informou o serviço de imprensa do Distrito Militar Central do país nesta terça-feira (1º).

"As posições para a implantação dos novos sistemas foram equipadas e camufladas", diz o comunicado.

Os S-400 Triumf foram concebidos para destruir alvos múltiplos a diferentes alturas, a fim de assegurar uma defesa antiaérea de várias “camadas”.

Sistema antiaéreo S-400.
 

Eles podem monitorar simultaneamente até 36 alvos aéreos de qualquer tipo e fazer os contra-ataques com até 72 mísseis. Estes sistemas de longo alcance são atualmente os mais avançados da Rússia em defesa antiaérea e antimíssil.

Tudo isso no tópico inteiro está lá Siria ou perto, o que os russos vão fazer com tudo isso ? só o estado islâmico ? misseis nucleares pra que ? Mig -31 pra que? O czar recalcado devia pendurar uma melância no pescoço , surtiria o mesmo efeito e seria bem mais econômico

×
×
×
×
Link copied to your clipboard.
×